07 junho 2014

Tulipas em vez de rosa(s) no limpinho serviço do Ajax apresentar as suas camisolas

Mostrar aos bocadinhos a nova camisola portista é de um primarismo que envergonha quando sabemos como as coisas se vao fazendo lá fora e há muito tempo. O alternativo faz-nos pensar que um dia chegaremos aos quadradinhos... E  rosa da terceira escolha, nao sei se é oficial, prefiro nem acreditar, mas não sei se rir se chorar. Os clubes vendem camisolas? Sim, vendem o direito de alguém as fazer sabe-se lá a que gosto e contragosto. Depois, apresentarem a nova versão principal com dois jogadores estrangeiros mal se soube da sua presença (confirmada?) no Mundial, quando Jackson é provável que nem volte sequer é, ao jeito estúpido, como o anúncio da Galp com Quaresma na selecçao para o Mundial-2006...
 
O Ajax com a Adidas mostram as suas versões para 2014-15.
video
 
No FC Porto não admira a falta de ideias, de jeito, de graça.
 
Já a organização dos jogos é de uma vacuidade arrepiante: a mim, que aqui o contei mais de uma vez, afastou-me em vez de me atrair. Tantos anos a jogar no estrangeiro e os medíocres das Antas não aprenderam um bocadinho e os jogos no Dragao, de ambiente, são tao sombrios que até funerais parecem mais alegres.
 
O desvendar das camisolas é só mais um exemplo do imobilismo reinante no FC Porto. É uma miséria intelectual e a parte desportiva reflete o paroquialismo da SAD e um clube atrasado no tempo. A política de comunicação é a parte diáfana de algo que não existe. Os pategos limitam-se a (pagar) dizer gosto, porque é óbvio. Até o rosa do 3º equipamento aguentam - ai aguentam, aguentam...
 
Se dispensarem a vergonha do que se passa, bom fim-de-semana.

2 comentários:

  1. Caro Zé Luís, na verdade a organização dos jogos no Dragão é má demais. E começa logo pelo horário dos jogos que é arrepiante...Nem aí existe estratégia coerente, apenas uma vassalagem para encaixar horários livres.
    Quanto às camisolas, não me parece mal como o estão a fazer...e não esquecer que o contrato com a Nike apenas acaba no fim do mês.
    Saudações Portistas

    ResponderEliminar
  2. Não sei, ainda, a razão do suspense dos equipamentos novos definir-se e definhar numa foto, hoje em dia composta por Photoshop de tal ordem que apaga o essencial que é a camisola.
    Dos jogos, já nem falo dos horários que obedecem a outras conveniências e, em dinheiro, é benéfico para os clubes.
    Refiro-me à ausência de coreografias, de músicas, de incentivos para além de gritar Porto; passar os "comerciais" com toques horríveis nos placards electrónicos dá um ar mais tenebroso àquilo tudo, é uma lástima e não se melhora em nada, nada, nada.
    A foto do equipamento, fora o Photoshop, é o mesmo grau zero da evolução. Não tem a ver com o fornecedor de equipamentos, mas com a exigência ou falta dela do clube. Já chateia tanta mediocridade e tanto da mesma coisa, ano após ano, não acredito que toda a gente não se aborreça com aquilo.
    Mas como não há sentido crítico, muito menos criativo, de fora, dá-se a mesma palha de sempre.
    Lamento-o mas já não me surpreende.

    ResponderEliminar