01 junho 2013

Kelvin a fechar


Achei inapropriado, apesar de verdadeiro o motivo e sincero o mote com o ridículo exposto, fechar o blog com o tema de ontem representando toda a merda que subsiste no País. Dessa ainda vou falar abaixo, a merda súcia e socialista que rende votos e perdura como o pernicioso benfiquismo que atazana mentes até despertas habitualmente mas que fatalmente caem no fado que ilustra, como antigamente, a história do povo que continua a lavar no rio...

Até pela capa de O Jogo,


pelo Campeonato Kelvin que baptizei,








video
pelo golo mais inolvidável nas competições internas e sei de milhares que o foram ou poderiam tê-lo sido

obviamente deixo tudo isso para memória futura e indelével, que os meios de difusão actuais farão perdurar para todo o sempre.
 
 Aproveito para desejar boa sorte ao Andebol e ao Hóquei para os títulos a obter deste fds, o Hóquei em busca do ceptro europeu a que eu assisti na 1ª conquista em 1986 (ou 87?).
 
Hoje despede-se o Mourinho a que alguns basbaques tugas dão atenção, sai sem honra e sem glória (a não ser, pela novilíngua, a de "não ter sido despedido" mas como "indo ganhar um salário superior no Chelsea"...) mas a fazer pouco de Casillas e mais uns quantos, porém poupando os tugas para o bentinho da equipa deles e vendo o Barça, provavelmente, fazer os 100 pontos na Liga que foi a sua única bandeira no campeonato da época passada oferecido pelos árbitros do regime para lá de Badajoz. E ao sair com estrondoso fracasso de Madrid, eis que se levanta como ia de Motta o balneário do Inter de Mou... E como dizia eu ontem, é curioso Mou sair de Madrid queixando-se da Prensa e dizendo que em Inglaterra o adoram e o canino Luis Suarez querer abraçar o Real Madrid queixando-se das mordidelas da Press além-Mancha...

E o Bayern que apareceu em três finais da Champions em quatro anos pode conseguir a Tripleta inédita na Alemanha, a nova máquina da ordem futebolística mundial em vias de mudar para Pep.
 
Do resto que nem seria bom falar, a insistência pateta e a insolência a par da demência do maior chulares da Democracia que não está suspensa nem pode ir a reboque da esquerdalhada ainda a sonhar com a Albânia que em 75 quis perpetuar em Portugal que sempre virou a costas a esse sentido peregrino mas decadente e anacrónico votando contra comunas e afins, ficam só duas memórias também de quem viveu estes tempos que muitos fazem por nem lembrar e a Imprensa do regime esconde como a avestruz: tirado da porta da loja que não deixa estas coisas passar de prazo.

Portugal precisa de ser outro país diferente do que se esgotou e de quem mais o explorou em benefício próprio: afinal, já havia desemprego, já nasciam bebés em ambulâncias por fecharem maternidades, até os swaps que, como as PPP, foram maioritariamente feitas nos horrores da Democracia suspensa do sócretinismo já passámos por tantas indignidades desde o 25/4/74 enquanto o imobilismo estatal quis mostrar-se intocado e intocável. É mesmo tempo de mudar de vida, mudando tudo a começar pela Constituição anacrónica que não dá de comer a ninguém e só garantiu benesses para a vida a um sector da população enquanto a outra, na sua vidinha sem ondas e com a reverência ao poder de antanho, se esfalfou sempre por viver dos seus meios e garantir a sua qualidade de vida, na sua maioria sem apoios do Estado. Este estado tem de acabar porque a durar só piorará a vida dos que restam e de quem quiser construir um futuro melhor. Enquanto se der ouvidos aos grandes beneficiários do sistema instalado haverá a percepção de a sociedade estar em tumulto mas essa, na maioria silenciosa de sempre, sabe que tem de trabalhar pra garantir o seu sustento.. É preciso condições para todos criarem um futuro melhor, sem divisões ideológicas nem fracturas sociais porque já bastam as que sempre houve e ninca trouxeram igualitarismo. No futebol é igual. Porque o regime foi sempre assim, só o FC Porto fez pela vida para subir acima da madiocridade caseira. E a realidade doméstica foi sempre criar FEUDOS e o tal estado dentro do Estado; arruinado este, o pequeno estado dos caciques locais revolta-se quando não faz farsa.... São milhares de exemplos destes que nos afundaram.

E a moral da história toda, para acabar em brincadeira, ainda que séria, no Dia Mundial da Criança:
Agradeço ao Miguel o incentivo a continuar mas, como expliquei ontem, eu já tinha terminado. E termino sem a certeza de Jesus e VP continuarem nos seus cargos mas com a novidade dos árbitros premiados e o Paulo Vigarista descer no último ano de actividade, o árbitro do Benfica-Estoril que permitiu ao Porto impor a primeira derrota ao Benfica...

Sem comentários:

Enviar um comentário