14 junho 2017

Amadorismo de uma SAD

Honra e mérito ao trabalho do Chico Marques na divulgação dos email que transpiram a fraudes acumuladas do Benfica.
Ele insiste no "trabalho" do Torto canal, uma espécie de coisa nenhuma que me voltou a decepcionar ao assistir ontem, pela 1a vez, a  um programa completo, salvo uma entrevista benfazeja a Pinto da Costa pelos 30 ou 31 anos de presidência - o canto do cisne.
E além da entaladela ao Benfica, com evidente tráfico de influências que é punido com descida de divisão pelo artigo. 65° do regulamento de competições, quem sai mal é o palhaço do Vítor Pereira, porque do excremento Mário Figueiredo já se tinha dado conta.
Não vou esmiuçar os pormenores, até porque os árbitros da corja foram sendo vistos ano a ano, jogo a jogo, do sobe-e-desce do Nuno Almeida que de tão medíocre chegou a internacional, salvo erro, ao novato João Pinheiro que notei logo à 1a aparição em Setúbal...
Ao longo dos anos, além de apontar sempre prejuízos de arbitragem ao FC Porto mesmo nos anos do Tetra, mais a particularizaçao de alguns nomes como Vasco Santos e Manuel Mota, também associei o vermelho desportivo ao aparelho político, dois cancros que minam Portugal. Um comentador, bom rapaz e cheio de Salamaleques para não acirrar os mouros, repisou o argumento mais de uma vez... Adiante.
Das muitas críticas que sempre fiz ao FC c Porto foi negligenciar a Liga de Clubes, onde por muitos anos os principais dirigentes portistas primaram pela ausência. Esse amadorismo de gente bem paga para defender o clube mas não cumpriu a obrigação, está a ver-se no que deu.
O amadorismo do FC Porto na sua estrutura profissional de gestão reflectiu-se na criação dessa aberração inútil que foi o Torto Canal.
Pois bem, este trabalho de fundo dos email devia ter imagens de lances, dúzias delas, e árbitros, montes deles, a ilustrar cada nome, cada acção, cada benefício ao Benfica e prejuízo ao FC Porto.
Dar só dois lances, avulso e caídos do nada, revela o amadorismo de quem fãz televisão no FC Porto.
Falar de Paulo Costa e não associar Filipe Vieira e Vítor Pereira, muito menos o irmão Rui Costa, ou não mostrar o que era Paulo Baptista ou como se moldou Nuno Almeida deixa só os emails como palavras no ar.
Como o decrépito presidente esperou, um dia, que jornalistas perguntassem pela arbitragem num jogo na Luz, em que Soares Dias negou 2gp ao FC Porto, no FC Porto devem estar à espera que as tvs do regime mostrem o que foram dezenas de arbitragens destruidoras da credibilidade do campeonato e da legitimidade dos últimos 3 títulos fraudulentos do Benfica. Porque apesar do começo do proteccionismo pelo manto vermelho em 2013-14, nesse ano o Benfica foi mesmo muito superior à concorrência.
O FC Porto continua sem fazer trabalho constante e assíduo que uns fogachos não completam.
A não ser, como preconizei mal a época acabou e face ao acordo com o Sporting, que se parta mesmo para a impugnação do campeonato e obrigar o corta-fitas do Fernando Gomes na FPF a tratar de limpar a porcaria na federação e no seu futebol de campeões da treta.
Porque só denúncias e avisos não fazem mossa real. Há que pôr o país a fogo como há 10 anos.
Do amadorismo portista ao amadorismo benfiquista.
Na Luz podiam dizer que o pessoal recrutado na Invicta faz o que fez nas Antas, mas isso seria machucar o Paulo Gonçalves e desmascarar o Jorge Gomes alegado scouter na América do Sul...
Ao Benfica não serve ainda trazer à colação o pifio dourado, pois hoje tratá-lo de documentos com gente, nomes e cargos, com palavras reais e posições oficiais dissimuladas mas mafiosas, contra alegadas revelações de uma alternativa vingativo e ressentida manipulada por um escritor de segunda com nome feminino e apelido de fruta seca.
Não se pode confundir os dois casos, como o FC Porto não pode deixar esvaziar o "momentum", sendo que a SAD ainda não tomou posição - e o director de comunicação insiste em falar de trabalho jornalístico de uma redacção sem chefia nem editorial - para não falar do director geral mestre de cerimónias que a entrevistar o decrépito presidente defendeu que no se devia falar dos árbitros...
O amadorismo do FC Porto também é um poço sem fundo. Bateu nisto.

1 comentário:

  1. Pois... eu também gosto muito de lagosta, mas só me servem polvo. Maldito PC

    ResponderEliminar