23 setembro 2011

Como o FC Porto superou o Benfica na Europa




Sobre o clássico de hoje já sabíamos disto acima e que desde a época passada o FC Porto superou o Benfica em títulos conquistados no futebol chamado antigamente de "primeira categoria" mas que convém modernamente falar de contabilidade de troféus oficiais.




Há uma semana garanti que o FC Porto superou o Benfica na Europa. http://draft.blogger.com/post-edit.g?blogID=31355489&postID=2706231860840920559#


Não é só em número de provas conquistadas, pois só o FC Porto tem mais eurotaças do que os restantes clubes portugueses juntos.



47,7% de vitórias



Mas ao obter a sua 150ª vitória europeia, em 314 jogos oficiais cumpridos frente ao Shakhtar Donetsk (e não apenas 300, como foi divulgado e alguns blogues portistas copiaram), o FC Porto atingiu a média de 47,77% de vitórias no seu currículo internacional, sim contando a Supertaça Europeia mas não, por exemplo, os dois êxitos na Taça Intercontinental. Se acrescentar esses triunfos no Japão, como a UEFA, por exemplo, contabiliza até em termos de presenças individuais por jogador, a média melhorará.


Ora, precisamente o empate do Benfica com a segunda linha do Manchester United, somado aos outros empates nas pré-eliminatórias, deixou as 161 vitórias dos encarnados em 338 partidas no seio da UEFA com a média de 47,63% de vitórias. Ou seja, o Benfica continua a ter mais jogos e 47,6% de vitórias

mais vitórias na Europa, fruto dos êxitos de outros tempos a preto e branco e em provas de menor exigência. Mas em média é o FC Porto que ganha mais, pois também as vitórias não têm um valor absoluto, facial, face à disparidade de oponentes e momentos ou épocas vividos.

Pode parecer insignificante, quase um empate técnico, mas nunca o FC Porto, mesmo com as "ameaças" da época passada, tinha superado, para todos os efeitos, a média de vitórias do Benfica. Se, por exemplo, tivesse ganho as duas partidas perdidas na Liga Europa com equipas espanholas, o FC Porto já em 2010-2011 teria obtido essa supremacia. Infelizmente, por azar e aselhices em doses descomunais, o FC Porto perdeu no Dragão com o Sevilha quando podia ter goleado; e um relaxamento final e erros defensivos de concentração e afrouxamento competitivos ditaram que o 1-2 em Vila-Real fosse transformado para 3-2 para o Submarino Amarelo eliminado na semifinal.

Estes números são incontestáveis, verificados e do conhecimento de algum periodismo lusitano que, por preguiça e desinteresse, não olha para a evolução das coisas como deve ser, no seu conformismo atávico.

De há muito o FC Porto vinha progredindo nesta matéria e só as três ocasiões em que o Benfica pôde passar da Liga dos Campeões para a Taça UEFA ou Liga Europa, como na última época, permitiram aos encarnados somar mais umas vitórias que a sua fraca categoria não lhe chegava para alcançar na mais difícil prova da UEFA, tal como é também exemplo a campanha desastrosa da época passada em que só um empate alheio por terceiros, do Lyon com o Hapoel, lhe serviu para continuar na Europa e acalentar esperanças de... morrer na praia de Braga!

Mas da pasquinagem nacional já se sabe o que esperar e até do arquivo oficial do FC Porto também pouco há a registar.

É claro, também, que isto pode mudar na próxima semana, no regresso às lides europeias, mas o momento histórico é este e este blogue volta a dar uma notícia exclusiva que deve agradar a todos os portistas, encher de orgulho os adeptos e eventualmente ser aproveitada por alguns jornalistas. Se fica satisfeita a curiosidade dos que se me dirigiram, também podem saber, como então aviseu o Off-shore, que um amigo contactou-me para saber e até prometeu descobrir o facto que é... notícia. Talvez para a semana peguem no assunto.

5 comentários:

  1. Precisamos de nervo...Falta rasgo, falta raça!

    ResponderEliminar
  2. Tassssssssssssssssssssssss...estou pior que podre!
    Deixa-me estar quieto senão só faço asneiras...

    ResponderEliminar
  3. Zé Luís, estou pior que estragado, não consigo digerir este empate...Estou afrontado, estou revoltado, porquê?...Porque este Benfica não vale nada.
    Agora a verdade é que temos alguns pastelões a jogar na equipa, Fucile foi o maior de todos, uma autêntica passadeira para a ala esquerda dos encarnados...E o segundo golo, só foi possível porque ele estava a dormir mais uma vez!
    Nem uma vez se conseguiu antecipar ao adversário que lhe tocava.Parecia estar a brincar com os adeptos.Por isso eu colocava o Sapunaru na ala direita, pelo menos luta não faltava por ali.
    -Por outro lado o "Sousa", porra é preciso acontecerem mais evidências para perceber que este Sousa é de Lisboa?...Cada falta mais ríspida teve amarelo -para o Porto- do outro lado, muita compreensão...O Maxi teve direito a joelhada no Álvaro e a falta ainda foi do Pereira...

    ResponderEliminar
  4. as imagens de Agressor Cardozo
    http://oantilampiao.blogspot.com/2011/09/impunidade-total-para-agressor-cardoso.html

    ResponderEliminar