26 fevereiro 2011

Obra-prima de um mestre contra mestres de obras e outras primas

Um golo fantástico (até Faquirá o disse) de Belluschi desbloqueou um jogo rijo que o FC Porto ultrapassou com galões de campeão. Um golpe magistral típico do repentista argentino a emergir de um jogo confuso, complicado por um opositor aguerrido e demasiado defensivo que não forçou Helton a qualquer defesa. Até lá, muita posse, muita bola, muita procura do buraco por onde entrar com 10 homens de Olhão na área e o resto da populaça a gritar só porque sim para enervar o líder incontestado do campeonato e fazer um jeito ao "nosso grande rival"...
A essas primas alheias que a maioria dos algarvios chama suas sabe-se lá porquê juntaram-se 11 bravos defensores locais que eu nem sabia terem estado sem perder em casa mas alguém fez disso um bicho de sete cabeças. Muita luta, muito despique físico para desmontar uma teia defensiva assente na superação e no espírito destrutivo antes de construtivo: fiquei, enfim, a saber que afinal esta equipa imbatível em casa tinha quatro vitórias e cinco empates, o que dá a letra com a careta. O Olhanense luta e corre, sua e geme, faz o seu campeonato para a tranquilidade e este foi um típico jogo de campeonato em que o FC Porto teve de vestir o fato-macaco (AVB trocou Sapunaru por Fucile e Varela por James ao intervalo) mas só em golpes de génio podia ganhar.
Não só Belluschi mostrou como fazer a obra, mas Falcao acabou a bisar, depois do primeiro remate ao poste e enquanto Hulk permaneceu alheio às redes mesmo até ao fim, para deleite do duo costumeiro da TVI que se preocupou mais com o líder dos marcadores não marcar há um mês do que o FC Porto ter uma vantagem fantástica a 9 jogos do fim para reconquistar um título que só pode ser seu e só o FC Porto poderia, se tal fosse possível mas não se imagina como, perdê-lo - e vai um ano sem perder, 30 jogos de campeonato com 27 vitórias e apenas 3 empates num percurso iniciado com o 2-2 frente a este Olhanense no Dragão.
Deve ser desesperante, mais uma vez, para os perseguidores ver uma equipa inabalável na busca do ceptro nacional, mesmo que Hulk náo jogue a próxima partida, fruto de um equívoco do árbitro João Capela que viu uma falta onde houve um desarme limpo mas o lisboeta fez uma boa arbitragem e ao FC Porto falta menos uma jornada para a consagração inevitável.

14 comentários:

  1. Primeiro parabéns aos DRAGÕES de OLHÃO.
    Segundo grande vitória.
    VIVA O FC PORTO

    ResponderEliminar
  2. Já antevejo o título da Bolha..FCPorto,novamente com ONZE pontos de avanço e a jogar à CAMPEÃO!
    Fui ver a partida ao vivo e se me escapei ao Manhoso encontrei uma equipe em Olhão muitíssimo motivada por oferta generosa de algum "associado" de enormes apendices auriculares e aquem foi oferecido o brinde de terem tido um controle anti-doping DOIS DIAS ANTES deste desafio..como diria o saudoso Peça:e esta ein?!Agora que o produto faz milagres,faz,pois era ver "velhos" como o Maurício e o Carlos Fernandes,entre outros a correr com o sabor ao conhecido "tempero" Algarvio...os coentros...ou direi antes coentrões!!

    ResponderEliminar
  3. Se esta suposta falta fosse merecedora de amarelagem então que dizer de entradas a matar dos Olhanenses?...Só o central do Olhão Maurício fez várias, para além do agarrar constante das camisolas adversárias...

    ResponderEliminar
  4. Uma confissão: -O Porto deu um pontapé na minha sensação depressiva!...Bastaram estes três golos em Olhão para que eu veja o futuro com outra disposição.

    ResponderEliminar
  5. Boa noite

    Grande vitória, num terreno difícil!

    Primeira parte com pouca pressão. Varela e Sapunaru muito abaixo das suas reais capacidades, e Villas-Boas a ler bem o jogo, e sem perder tempo a colocar um endiabrado James e Fucile, que trouxeram um FC Porto mais agressivo na segunda parte, sempre em busca do golo.
    Grande jogo de Belluschi com um grande golo. Falcao fantástico depois da lesão bisou e fez excelente jogo. Hulk sempre a desiquilibrar, uma defesa segura, um tridente de meio campo trabalhador e com laivos de magia ... enfim temos tudo para sermos campeões.

    Abraço e bom domingo

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Caros portistas, o jogo de ontem foi deveras difícil pelo menos até aos 67’minutos pois a equipa da casa causou extremas dificuldades, mas não há nada que um bom e regressado avançado não resolva, e após uma larga ausência Falcão bisou e muito bem, Beluschi não decepcionou e fez um magnifico golo, conclusão mediante as dificuldades vencemos num terreno difícil com uma grande exibição.
    Cumprimentos,
    Webmaster
    www.ultrasfcporto.com

    ResponderEliminar
  7. Jogo agradável com duas faces. Primeira parte complicada, sem espaços e com os jogadores portistas a sentir muito essa postura do Olhanense.

    Segunda parte bem diferente, com a entrada de James que foi a figura do encontro. Com ele as jogadas de ruptura sucederam-se e num ápice o marcador funcionou por duas vezes com duas assistências suas.

    Demonstração de querer e ambição, de boas condições física e mental.

    Se continuarmos assim, poderemos bem festejar mais cedo.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Se alguém tem dúvidas no papel de promoção do benfica pela comunicação social é só ver as 1ªs páginas de hoje dos jornais lisboetas...Isto sem falar na Sic que é um escândalo nesse proteccionismo.
    Quem paga tudo isso, os nossos impostos ou a maré vermelha?

    ResponderEliminar
  9. Vi o 1º golo do benfica, Coentrão conquista a dividida com falta.
    No golo supostamente anulado Cardoso empurra e carrega o GR maritimista logo tinha que ser marcada falta...A partir do golo do Marítimo o campo inclinou-se...

    ResponderEliminar
  10. Uma vergonha é o que se pode chamar da pressão que existe no estadio da luz sobre a equipa de arbitragem!
    Ainda na primeira parte vê-se o Coentrão a dizer para o liner: " vai prá puta que te pariu, tás maluco ?"
    Ora , isto no minimo dá direito a uma expulsão, correcto?
    Foi evidente que o arbitro estava condicionado e não via as faltas cometidas sobre os avançados do marítimo , isto sem falar nos foras de jogo mal assinalados.
    Quando o arbitro anulou e bem o golo ao Luisão, vimos uma explosão de emoções sobre o liner e o 4 º arbitro, um autentico filme de terror e de medo sobre a equipa de arbitragem cada vez mais pressionada e condicionada!
    Alguem foi expulso? não!!!

    Vêm falar do túnel das Antas e do guarda Abel e depois vemos coisas incríveis acontecerem á frente das câmaras, mesmo depois de terem vencido o jogo.
    Se o Marítimo se queixou do arbitro ,o que lá foram fazer , Jorge Jesus , Rui Costa, pietra e outros ?
    Se calhar não vale mesmo a pena jogarmos na luz porque o ambiente é de cortar á faca e assim pelo menos sabemos que temos 5 pontos de vantagem...
    Na flash interview, Jorge Jesus queixa-se da um penaltie por marcar a seu favor por bola na mão de um defensor insular que, se encontrava de costas para o lance e ainda entendeu que o golo anulado ao Luisão era limpinho porque o gurda redes foi contra o Cardoso!!!
    Mas o gajo é cego e maluco?..mas quer enganar quem ?
    Para terminar gostava de saber porque razão é que o Fábio Coentrão nunca leva um cartão amarelo quando vai festejar os seus golos para junto dos seus adeptos envolvendo-se com eles em jeito de provocação , tal já acontecera no Dragão e hoje novamente o mesmo cenário.., isto sem falar na cotovelada que deu no Djalma , mas que o arbitro ignorou .Nessa altura estava 0-1 para o Marítimo!
    Vejo é muita impunidade dentro de campo, não só do Jesus, mas também do Coentrão, do Luisão do Javi garcia..ENFIM !!

    ResponderEliminar
  11. Hoje não tinha nada que fazer e pus-me a ver o benfica... que péssima escolha para passar o fim de tarde! É impressionante e enervante a passividade para com os trauliteiros da "instituição"! Eles põe e dispõem, dão pau a torto e a direito, mandam os arbitros para a "puta que os pariu" e no fim ainda têm a distinta lata de armarem confusão e ainda criticar o arbitro!
    O timoneiro trauliteiro bem disse que eles tiveram muita "carença" mas estava a fazer confusão, o nome do artista do apito de hoje era Vasco Santos, não o Olegário...

    ResponderEliminar
  12. O JJ disse que a pequena área é do Cardoso!...Boa, a pequena área contrária é do Cardoso, o GR adversário não pode, nem tem nada que estar lá...

    ResponderEliminar
  13. E lá estavam todos, no fim do jogo como lhes é habitual, dentro do campo a "distribuir biscoitos" aos visitantes...RC, JJ, etc, etc, etc,...Se fosse no Dragão era só Polícia de Choque!

    ResponderEliminar