08 maio 2012

O desespero de perder árbitros de Setúbal (sobra o bruto do Caixão) é compensado pelos do Porto que levam cachaços e não vêem bloqueios

O Lucílio Vigarista retirou-se há mais de um ano. Deu-lhes aquela taça da treta que o arcanjo ostentou garboso a dizer com a sua cara e a coroa evangélica que pairava sobre ela, a taça... Mas também o título fraudulento de 2010, naquelas cirúrgicas vitórias em casa com a Naval (1-0 de falta inexistente nos descontos) e o FC Porto (1-0 no fora-de-jogo quilométrico de Urreta). Já lhes tinha dado a Taça de 2004 que retirou o segundo pleno do FC Porto. O SLB já tinha proporcionado muita coisa ilegítima ao slb. Mas o Benfica não fez muitas ondas com a arbitragem: afinal, o SLB estava na equipa do vi-te ó Pereira e até Fevereiro correu tudo bem, até chegaram a 5 pontos de avanço na jornada em que não deviam ter ganho na Feira e o bruto do Caixão fez o FC Porto perder em Barcelos. Entretanto, depois das ajudas dos árbitros do Porto, como o Rui Bosta na Feira e o Jorge Rouba no Dragão (ver em baixo) e na Madeira com o Marítimo, o Artur a Dias lá permitiu os bloqueios para seguirem na taça da predilecção dos mafiosos e derrotar o FC Porto.
Entre muitas outras coisas que justificam a azia destes dias, contudo, há um problema em pano de fundo: em Setembro próximo o João pode vir o João Ferreira faz 45 anos, logo é menos um a favor na próxima época, por limite de idade.
Sempre vai sobrar o Caixão e os auxiliares da roubalheira: o Venâncio Tomé do fora-de-jogo de Urreta em 2009 e de não ver o Pisa, Pisa em P. Ferreira, onde o bruto Esteves também sadino mostrou que se pode contar com ele. Há ainda o auxiliar do Caixão que esteve em Barcelos, o António Godinho... 
video
A franja de Setúbal vai-se esvaindo, mas a malta do Porto que suportou os avanços desta época promete não desanimar. O Jorge Rouba só amarelou o Pisa, Pisa no Dragão, mas nada de nada com a agressão do Cotovelo Óscar Doloroso que deu nos tomates ao Fucile. O Jorge Rouba que expulsou Olberdam na Madeira por falta inexistente e permitiu um golo precedido de falta de (C)Aimar sobre o g.r. Peçanha.

Até estranhei reaparecer no Benfica-Leiria o Rui Bosta, não sabia mas lá o vi num resmo... Faltou esse apoio na fase do entupimento do futebol maravilha e do extreminador implacável...
Mas o Zé Ramalho do cachaço na Luz para abrir os olhos continuará, tal como Artur a Dias e o Vasco Santos e o Rui Bosta. A malta dos títulos fraudulentos de 2005 e 2010 vai saindo de cena e, a despeito de manter a cambada do Porto, a verdade é que o eixo Lisboa-Setúbal começa a ser penosamente suportada mais nos auxiliares da roubalheira (focados no Pais António auxiliar do SLB na final da treta no Algarve) e isso pode não valer muito mais do que esporádicas vitórias fraudulentas em foras-de-jogo manhosos ou pisadelas não sancionadas.

O estrebuchar do morto é assim. Daí as parangonas que falam mais das dores de corno do que das dores de cotovelo.

2 comentários:

  1. O eixo Lisboa Setúbal, vai sendo ocupado pelo eixo Porto-Paredes( Sapo ).

    Estranhei ontem ao Para ti a dizer que o arbitro do ultimo Porto Sporting, esteve muito bem, e cumpriu as normas da Uefa. Pelos vistos só as cumprem religiosamente quando estão escalados para a Uefa.

    Carrega FC Porto.
    http://portodragoinfire.blogspot.pt/

    ResponderEliminar