19 maio 2011

Ei-la, que volta, como previ ao Atl. Madrid!

Cá está ela, oito anos depois, como era previsível.
O que escrevi a 13/5/2010 no rescaldo da vitória do Atl. Madrid na Liga Europa (com negritos que agora acrescento), agora que a Taça UEFA - é a mesma peça - voltou ao Porto.
Ok, agradeçam ao FC Porto e despeçam-se já dela
"Tal como o CSKA Moscovo em 2005, o Atlético de Madrid também foi afastado da Champions pelo FC Porto e ganhou a Taça UEFA, hoje Liga Europa. Moscovitas e madrilenos, curiosamente, desviados para a segunda competição continental, acabaram por afastar o Sporting nesse segundo fôlego, no caso dos russos até começaram, antes, por eliminar o Benfica antes de gozar os leões na final de Alvalade.
Foi o coração Atlético, e melhores jogadores e bem decisivos na frente - um quarteto de luxo, mas não imune à boa leitura de Quique que retirou Simão e Reyes, apagados, para lançar flanqueadores mais incisivos e que foram determinantes, Jurado e Sálvio ainda que este só por simpatia possa ser considerado um jogador sequer - que decidiram a final de Hamburgo, com dois golos do inevitável Forlan, o segundo no prolongamento (116'), vergando o orgulhoso Fulham já incapaz de conter os danos de muitas lesões (Zamora e Duff saíram magoados).
Uma equipa que era titubeante com Abel Resino quando jogou no Dragão e sofreu o toque de calcanhar de Falcao, depois foi miserável quando recebeu o FC Porto no Calderón, mas Quique começou a reabilitá-la, chegou a aflorar lugares europeus na Liga espanhola e atingiu a final da Taça do Rei a disputar na 4ª feira com o Sevilha no Camp Nou. Não é, longe disso, uma equipa-maravilha, mas
Quique tem mérito fantástico na forma como a recuperou.
Depois de duas Taças do Rei com Futre em 1991 e 92, o "doblete" em 1996, o calvário da gestão da família Gil, cujo patriarca Gil y Gil torrou milhões sem mais sucesso desde então e o filho Gil Marin é o cérebro desportivo há vários anos, um belo triunfo europeu a juntar à Taça das Taças de 1962.
O Atléti não conseguiu segurar o troféu europeu em 1963 (1-5 com o Tottenham), pelo que...
Bem, colchoneros amigos que já apagaram a mágoa da maior derrota europeia caseira com o FC Porto (0-3) em Novembro: podem já começar a despedir-se dela, que o FC Porto volta aí para a pegar de novo em 2011, depois de 2003".

11 comentários:

  1. após viajem fatigante mas entusiasmante,e acabadinho de chegar,foi tomar um duche e colocar-me em frente da tv para ver chegar os nossos de dublin?NÃO.Foi colocar o canal 2 da RTP e assistir aos quartos de final dos nossos hoquistas contra o todo poderoso Barça,que comandou o jogo,com o beneplácido do colegiado italiano e quando pouco fatava para o final,beneficiando dum livre directo,um nosso ex atleta fez 3 a 1,os inúmeros portistas presentes na única nação que tem como língua o Catalão,não deixaram de aplaudir os seus,quiçà,despedindo-os com um apoio que só os que sofrem de longe,compreendem.Mas eis que o fogo do dragão,emana e o Pedro Gil,no último minuto e depois do 3a2,empata a partida,forçando o prolongamento.Aí vamos nós e depois de 2 minutos difíceis eis que,finalmente um livre directo a nosso favor.Quem vai tentar converter,o Gil......GOOOOOLO e Barcelona fora da competição!Agora espera-nos o Liceo da Corunha,nas meias.Não é a ceres dos triste é a CHAMPIONS do Hoquei.Cumprimentos e viva o FCPORTO.

    ResponderEliminar
  2. Silver(io),

    obrigado pela informação, fico muito satisfeito ao sabê-lo, gostaria de fazer até um post sobre isso agora que sei como ficou, mas o que me impossibilitou de ver o jogo, só aos bocados, impede-me de escrever mais.

    Na verdade, ao fim da tarde "perdi" o pc de casa, avariou de repente. Na assist. técnica e telefonema de cá para lá, perdi o fio à meada do jogo, vi até ao 1-0, e mal vi a chegada dos campeões aos Aliados. Liguei de novo e estava 2-0, depois tive de ir levar o pc para arranjar e reparei que estava 2-2 e ainda vi o 3-2 a 5' do fim, saí e só voltei agora para ter essa boa notícia.

    Pelo caminho, pedi a um amigo no café para publicar o post aqui e vim para casa.Agora, neste meu portátil que inexplicavelmente me deixa fazer tudo menos publicar posts no blog, queria fazer mkais e não posso, mas estou satisfeito.

    Sobre o Liceo, sei que estava a discutir com o Reus o título da OK Liga e defrontavam-se ou vão faze-lo na última jornada, penso que ainda não há campeão em Espanha.

    Força Porto!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  3. O 4º golo do FCP marcado pelo Pedro Gil, é uma delícia de técnica. Lembrei-me do golo que Guarim marcou de cabeça ao guarda redes do Villareal. Fantabulástico. Que maldade!!!
    Por falar em Guarim...por onde andam os que tão mal diziam deste jogador e que foi preponderante no meio campo do FCP, nesta liga europa?
    Aquele passe açucarado para a cabeça do Falcao, é um primor de técnica. Vejam como ele bate na bola, para que ela descreva um arco fugindo a posição do defesa do Braga. Que competência.

    Abençoado túnel de Pavões Vermelhos, e maçãs podres... Sem vocês não teriamos feito esta revolução no futebol português em 2010 - 2011... Continuem a pisar-nos pois maiores nós seremos...Que batatas!!!
    Que la sieguem x....do!

    ResponderEliminar
  4. Os Portuenses e Portistas que abram os olhos, as imagens da sua triunfal chegada ao centro da cidade está a ser silenciada e manipulada...No "maisFutebol" aparecem fotos em que praticamente só se vêm os jogadores...No JN o vídeo foi ao ar...

    ResponderEliminar
  5. Meirelesportuense,

    Eu que vivo tão longe vi as imagens da chegada da equipa ao Porto. Só se ouvia os adeptos gritarem SLB SLB....Mesmo nas vitórias nunca se esquecem do Enorme...

    ResponderEliminar
  6. Isso pode ter ocorrido uma vez ou outra, faz parte do reportório e não há volta a dar a isso, gostem ou não, da mesma forma que sucede algo semelhante na Luz contra o FC Porto.

    Agora, se só ouviste isso, é um problema teu e não deve ser apenas de audição, mas psicológico.

    E resumir a festa do povo no Porto a isso é redutor como norma de certa mentalidade que não vê mais longe do que o próprio nariz, ou ouvido.

    ResponderEliminar
  7. Vi agora na RTP os golos do Porto-Barça e mais uma festa imensa dos adeptos em Andorra. Foi lindo. Hoje vamos lá ver o Porto-Liceo.

    Kostadinov, os críticos nunca aparecem nestas horas, não têm nada para dizer, os que criticaram o Guarín, o Mariano que tem tido um carinho e um conforto enormes dos colegas antes da sua partida, agora andam por aí uns parolos a criticar o Beto que será, quando Helton sair, o guarda-redes da selecção em breve.

    Mas os críticos, pelo menos por aqui, náo aparecem porque a todos fiz por pô-los no seu sitio. Primeiro, há uns anos, os que criticavam a SAD por tudo e por nada, o despesismo, os membros, o presidente, isto e aquilo, era tudo mau e at+é falavam em roubo e chulice. Esses foram os primeiros a ser corridos desta bancada. Os que passaram a criticar sem razão jogadores e técnicos, Jesualdo em concreto, começaram também a ter muita contestação da minha parte de modo que praticamente todos desertaram e bem porque me sentia incomodado e a outros adeptos também.

    Também é verdade que nesta hora de tantas e enormes vitórias muita gente devia aparecer mais a partilhar a sua alegria e não o fazem.

    Há quem ache ter o rei na barriga e quem tenha a barriga cheia.

    ResponderEliminar
  8. Gosto deste blogue!

    Podes adicionar o meu aos links sff?

    http://davidjosepereira.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. @illhaman:
    Eu sei que alguns dos nossos -especialmente os mais jovens- à falta de alguma imaginação, falam demasiado dos arqui-inimigos, mas também é verdade que os epítetos que eles lhes lançam em verdade são inteiramente merecidos, porque esses meninos comportaram-se como autênticos mafiosos e não foram pessoas de menor talento ou cultura, ainda agora, estão à espreita para diminuir tudo o que nós conseguimos, mas vão ter que sofrer muito mais, o Platini foi obrigado a estar presente na nossa última vitória e teve de ser ele a entregar o troféu, engoliu bem tudo o que disse...Ainda vou ver o Rui Rio a mendigar na Alameda do Dragão para poder ver um jogo do Futebol Clube do Porto.

    ResponderEliminar
  10. Cardinal assumiu, à Antena 1, que pediu autorização a Orlando Duarte para estar presente na final da Liga Europa, contrariando a versão de que teria faltado sem avisar a dois treinos da equipa de futsal do Sporting, que acabou por rescindir com o jogador.

    "Pedi dispensa ao treinador e ele dispensou-me", disse o Pivô, de 25 anos, assumindo novamente a sua cor clubística: "já na barriga da minha mãe era do Porto. (...) Estive em todas as finais do Porto, e não era por ter treino que ia faltar a esta."

    Sr.José Luís,um adepto deste tipo que põem em risco o seu emprego,em que a sua côr clubistica não colide com os interesses da agremiação que representa ou representava,merecia ter o reconhecimento público da direcção do clube ou da administração da Sad: sócio/adepto do ano.Assumo sob compromisso de honra que não tenho qualquer relacionamento pessoal ou com algum seu familiar ou amigo,mas não posso deixar de me curvar pela paixão e arrojo deste jovem Cardinal,pois é com gente desta fibra que se vai construindo no dia a dia este ENORME FCPORTO.
    Hoje tambem se disputa o 3º jogo do play-off final em Basquete onde nos dois antertiores, demos DUAS monumentais coças nos BATOTEIROS:95-69 e 93-60..(apesar de terem grandes especialistas a jogar com as mãos,tipo vata e sabidola,felizmente não convocados)hoje chega um ponto de diferença..Cumprimentos

    ResponderEliminar
  11. Silver(io),

    estava a ler há pouco O Jogo com uma entrevista do Cardinal e pensei nisso precisamente.

    Não conheço nem nunca ouvi falar do moço, porque não ligo ao futsal e acho mesmo uma história extraordinária de um tipo que não cumpre a sua obrigação profissional, como é devido, mas tem uma relação de amor com o clube do coração.

    Concordo, por isso, em ser merecedor de sócio do ano, autêntico dragão de ouro, algo que já foi atribuído a gente muito distinta social e mediaticamente mas que não há muito tempo zurzia e duvidava da SAD a quem criticava publicamente apenas por notícias vindas a público e factos que os tribunais desmentiram uma, duas e três vezes.

    Se o FC Porto não faz uma equipa de futsal, então deve dar um título de mérito ao Cardinal, não haja dúvida, eh, eh, eh.

    Quanto ao básquete, bora a eles pó garrafão.

    ResponderEliminar