09 março 2010

Que Dragão podemos esperar ?

Quando as coisas às vezes não correm bem, a melhor forma de as alterar é jogar. Este será um jogo que se disputa por diferença de golos. A grande diferença traduz-se no ambiente, que será de grande festa e de grande exaltação. Mas a estrutura da equipa e a forma como encara os adversários não vai mudar muito.

É um jogo que se disputa por diferença de golos e que temos de disputar durante 90 ou 120 minutos. Temos confiança no que somos capazes de fazer.

Com o nosso espírito e com o espírito do Arsenal, será um jogo dividido. Esperamos um Arsenal forte e será um jogo definido por detalhes.

A equipa do Arsenal é muito rica e nós também temos detalhes fortes. Temos consciência da qualidade do adversário, sabemos que é difícil jogar aqui, mas sabemos que temos armas para jogar aqui. Nestes jogos a eliminar há também que ter tacticamente um conjunto de adaptações aos regulamentos da prova.

A nossa posição é clara. Vamos discutir este jogo, pois só assim podemos discutir o resultado. Por essa razão, temos de encarar este desafio como se fosse um novo, com um resultado importante que é a passagem. No ano passado estivemos nos quartos-de-final e o objectivo é repetir este ano. Vamos lutar até aos limites para o conseguir. O FC Porto tem vindo a ser alterado ao longo dos anos. O que se pretende no futebol actual é que se consiga chegar onde se quer com essas mudanças. Esse FC Porto «à Porto» já surgiu em muitas ocasiões e espero que surja novamente amanhã. Mas muito mais do que lutar, também é preciso jogar. - Jesualdo Ferreira


Que FCPorto poderemos encontrar, será a maior dúvida que os adeptos portistas irão ter no inicio da partida. Será aquele que brilhou frente ao Braga, ou aquele que temos visto nas últimas duas partidas ?

O jogo contra o Arsenal acaba por ter uma importância ainda maior, fruto de todas as adversidades que o FCPorto tem vindo a encontrar nas últimas semanas, só uma equipa completamente alheada desses problemas, juntando uma enorme dose de coragem, é que os portistas podem imaginar em ultrapassar esta eliminatória.

A vantagem está do lado de cá, cabe a Jesualdo Ferreira e seus pupilos tentar defendê-la com unhas e dentes, como se a suas vidas dependessem disso, porque um Dragão nunca desiste.

ARSENAL - FCPORTO
Emiratus Stadium
19:45 Horas,RTP1
Árbitro: Frank De Bleeckere ( Bélgica)


18 comentários:

  1. Menphis, há muito tempo que não vinha comentar, estou já com aquele arrepio na barriga para mais logo. Sinceramente não estou muito confortável, não só pelo momento do nosso FCP mas acima de tudo pelo facto de jogarmos em Inglaterra, com a psicose que isso acarreta, pois a malapata de nunca lá ter ganho, provoca sempre estragos. Mas como bom portista que sou, acredito que vamos passar, pelo menos espero que consigamos discutir o jogo e não levar mais uma abada. É preciso confiança e nós adeptos temos aos molhos, agora resta a equipa responder dentro de campo, sem se acagaçar e jogar pra frente sem complexos. estou mortinho por pagar aquela cara de gozo do wenger a época passada nos 4/0, estou mesmo sedento de lhe dar uma lambada. Cumprimentos e vamos lá ver no que dá

    ResponderEliminar
  2. O que esperar? Depende se jogar o Tomás Costa... mas também com o Guarín não sei, não...

    Mas acredito que, finalmente, o Hulk vai marcar um golo histórico e preparar para dar o salto, que "isto aqui" não aguenta bons jogadores.

    ResponderEliminar
  3. logo que o guarin e o mariano não joguem..senão não temos hipoteses! é esperar que ele não invente...muito!

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Que raio de entrada!Aos 9m já encaixamos um golo!
    Por favoe expliquem-me o Nuno André Coelho no onze?
    Saudações Portistas!
    duck

    ResponderEliminar
  6. Parece que ninguem conhece o Bendtner!
    Vamos reagir na 2ªparte!Joguem!
    duck

    ResponderEliminar
  7. Torna-se cansativo ver este FCP...erros atrás de erros infantis. O que é que passou pela cabeça do Fucile?!
    Uma tremideira naquela defesa que parece mentira. Por enquanto salva-se o Helton e mais nada. Vai ser uma segunda parte de sofrimento. Agora vai o Meireles pra trinco e no pico de forma que este anda, nem quero ver.

    ResponderEliminar
  8. Que triste 2ªparte!Temos que o que falta de temporada vá ser mau!

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  10. O penalty cometido pelo Fucile mostra como o plantel está,destroçado,sem ambição,sem voz de comando!
    Jogo muito,mas mesmo muio mau!Mais uma vez as palavras do Prof.Jesualdo cairam em saco roto!
    Saudações Portistas
    duck

    ResponderEliminar
  11. Nesta altura o Prof.Jesualdo Ferreira faz mais parte do problema de que a solução e parece-me que o Presidente Pinto da Costa também!Como é que o nosso Presidente deixa-se andar tão mal acompanhado?

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  13. Infelizmente o resto da temporada vai ser sempre a pique!Temo pela final da taça da cerveja e que sejamos eliminados pelo Rio ave na Taça de Portugal!

    ResponderEliminar
  14. Como é possivel que a derrota em Alavalade tenha deixado tantas marcas no plantel?A conclusão a que eu chego é que a coisas já andam mal naquele balneário há muito tempo e nem as boas exibições frente ao Arsenal e Braga sararam as feridas,ainda por cima com um treinador que não é ouvido pelos jogadores!

    ResponderEliminar
  15. Banais.
    É o pior adjectivo que se pode empregar a uma equipa que veste de azul e branco e ostenta o símbolo do TetraCampeão F.C.P

    Estas exibições começam a roçar a época Octaviana...

    A equipa entra em campo já sob o signo de derrota.

    "Somos Porto"

    Não, isto não é Porto!!!!

    ResponderEliminar
  16. O Porto está cansado, cansados estes jogadores, enfim, de ganhar, que lá diz o crítico. E se calha é verdade que isto às vezes acontece. Compreende-se, cansados do mesmo, sem mais soluções que as já mais que gastas.

    Mas também não passa já dos cinco a zero, que ainda que pesado, já se viu pior e estes jogadores, impotentes, tristes, só queriam ouvir o último apito.

    E por outro lado até é injusto ver uns jogadores incapazes, toscos - Hulk tem medo da bola, não sabe o que fazer-lhe, coitado - enquanto outros pareciam uns maradonas, no drible da redonda como na confiança.

    Mas, deixemos, com trabalho, um dia nós voltaremos.

    ResponderEliminar
  17. Comcordo com o cj, tal como na "época octaviana! perdi a vontade de ver jogar o FCP. Ñ tem a ver com o resultado, tem a ver com a atitude medrosa , derrotista e demonstrando um complexo de inferioridade gritante com que a equipa entra em campo. Este final de época vai se penoso, a jogar assim vamos levar mais uma remessa contra os lampiões.

    Para meditar, 3 jogos sem o Fernando, 10 golos sofridos, ´podem criticar o rapaz mas neste momento ele e o Falcão deixam a concorrência do plantel a milhas

    Ps- O que o Jesualdo fez ao Nuno Coelho é simplesmente queimar o jogador colocando-o numa posição onde ele não está naturalmente rotinado, tudo isto mostrnado aquela falta de coragem tão característica do professor.

    ResponderEliminar