09 março 2010

Que maneira humilhante de dizer adeus

ARSENAL 5 - 0 FCPORTO
Marcadores: Bendtner (10, 25 e 90m, g.p.), Nasri (63m) e Eboué (65m) Equipa Helton; Fucile, Rolando, Bruno Alves «cap.» e Alvaro Pereira; Nuno André Coelho, Rúben Micael e Raul Meireles; Varela, Falcao e Hulk
Substituições: Nuno André Coelho por Rodríguez (46m), Rúben Micael por Guarín (75m) e Varela por Mariano González (75m)

Mais uma vez, o FCPorto repetiu o filme de à uns anos atrás, foi vergado frente ao Arsenal com uma derrota pesada, uma enorme humilhação que nos envergonha a todos. Mas, sobretudo, deveria envergonh
ar mais a quem vestiu, nesta partida, uma camisola de um clube com um historial europeu que não merecia que manchasse com esta humilhação que vai custar a esquecer.

O FCPorto não pode continuar a ser a equipa q
ue, ultimamente, tem sido, não poderá continuar a ter falta de atitude, a demonstrar desmotivação, fraqueza psicológica, uma apatia generalizada, e injustificada, que tolda a equipa de dar o seu melhor, oferecendo de barato as vitórias aos seus adversários.

Numa altura onde não se poderá agir com cabeça quente, penso que será necessário reflectir seriamente sobre as últimas exibições e sobre a falta
de atitude, tomando as necessárias medidas para que o nosso Porto não se torne num clube onde as derrotas sejam aceites conformadamente, como se está a tornar perigosamente. Uma renovação de ares, de gente, de ambição é urgentemente necessária nesta equipa, e deverá ser o próximo grande desafio da equipa directiva para os dias mais próximos.

É o fim de ciclo para muitos, começando logo pelo seu treinador.
O FCPorto não é isto o que tem sido até ao momento, este não é o FCPorto que aprendi a amar, nem este é o FCPorto que a Europa aprendeu a respeitar, devolvam depressa a alma vencedora a este clube porque já não se aguenta mais tanta mediocridade.

O jogo até nem começaria mal, a equipa de Jesualdo Ferreira, com a surpresa de Nuno André Coelho na equipa inicial entrou muito bem e pressionante mas apenas duraria um minuto e meio, o Arsenal agigantou-se tomando logo conta do domínio da partida. A equipa portista repetiu to
dos os erros que tem vindo a fazer, se contra o Olhanense esses erros custam, então contra equipas como o Arsenal, com jogadores experientes e de qualidade, pagam-se muito mais caro. E pagou-se com uma humilhação histórica. A equipa de Londres foi um autêntico rolo compressor empurrando os portistas para a defesa, com Nuno André Coelho perdido dando origem a um meio campo confuso, e com uma defesa apática, deixando jogar os ingleses à-vontade, o Arsenal aproveitou para ganhar facilmente vantagem na eliminatória.

Foram dois golos completamente oferecidos pela defesa portista, com todos a preferirem ver jogar, no primeiro golo, o meio parecia uma avenida com uma passadeira estendida para os jogadores do Arsenal, passados uns minutos, Fucile oferece a bola aos jogadores do Arsenal que aproveitam para passearem na defesa portista com facilidade e ga
nhar vantagem maior na eliminatória.

Na segunda parte, Jesualdo tirou Nuno André Coelho para dar lugar a Rodriguez, e o FCPorto melhorou um pouco, conseguiu conquistar o domínio no meio campo, e impôs respeito ao Arsenal, ao ponto de Arsene Wenger ter mexido na sua equipa, ele sentia que o FCPorto estava a crescer no jogo e acreditar que poderia reentrar na discussão da eliminatória.

O FCPorto ainda teve uma enorme oportunidade de golo, num lance de bola parada, mas foi sol de pouca dura, o Arsenal, depois da tal substituição feita, novamente conseguiu o domínio da partida, não sendo com surpresa que Nasri consegue um golo, com a tal facilidade já, por demais, vista, no meio de 3 jogadores que apenas se limitavam a olhar para o que ele fazia.

A partir daí, era só uma questão de tempo, o Arsenal não parou e marcou o quarto golo, num lance que tem origem num canto do FCPorto e onde deixaram o Arsenal contra-atacar facilmente.
Até ao fim, era só uma questão de deixar passar o tempo, assistindo impávidos e serenos, esperando que o Arsenal não tentasse acelerar, mas já mesmo no final da partida, Fucile numa altura onde o discernimento já não era o melhor, aproveita para fazer uma grande penalidade, tendo o Arsenal concretizado, dando a estocada final numa humilhação que não se deverá esquecer tão cedo.

O FCPorto despede-se da maneira mais inglória da Champions League, e onde não deverá regressar na próxima época, ainda tem mais duas competições para vencer, mas o mais importante neste momento, o maior desafio de todos será reencontrar a alma vencedora deste clube porque ainda temos duas competições a vencer.

Se não for nesta época, então, começa-se a lançar, rapidamente, bases para que o futuro seja muito melhor do que este presente. Porque este Porto não mais poderá continuar.


PS: Foram 3 anos e tal a colaborar com este blog, hoje é o meu fim de linha. Também é uma despedida inglória por ter sido neste dia tão triste para todos os Portistas, mas era um desiderato que estava combinado à algum tempo entre todos, sendo uma coincidência infeliz. Primeiro de tudo, um muito obrigado ao Zirtaev e ao Zé Luís por terem depositado toda a sua confiança em mim, esperando que, dentro das minhas possibilidades não vos ter desiludido. Depois pedir desculpa se caso isso tivesse, em qualquer altura, acontecido. Por fim, partilhar um enorme abraço a todos os outros ex-colaboradores do blog e, claro, aos leitores, dizendo que foi um enorme prazer. Por último uma mensagem para todos: não são estas derrotas que nos vão abater, podemos ficar abalados, mas quando nos conseguirmos reerguer, estaremos ainda mais fortes, por isso não podemos deixar de dar o nosso apoio, deixar de ser os verdadeiros portistas de bancada . VIVA O FCPORTO SEMPRE.

25 comentários:

  1. Deus não atendeu as minhas preces!E afinal eu pedia tão pouco!Só pedia para não ser goleado!
    No entanto reconheço que até para Deus era dificil tal milagre!
    Enfim,que se pode fazer?

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Banais.
    É o pior adjectivo que se pode empregar a uma equipa que veste de azul e branco e ostenta o símbolo do TetraCampeão F.C.P

    Estas exibições começam a roçar a época Octaviana...

    A equipa entra em campo já sob o signo da derrota.

    "Somos Porto"

    Não, isto não é ser-se Porto!!!!

    P.S. A invenção NAC é espelho do mau planeamento desta época.

    ResponderEliminar
  4. Até podiam ter sido 10, não quero saber.
    Tenho muito orgulho em ser adepto do F. C. do Porto.

    sobre o jogo só abro uma excepção
    Falcao, jogou à Porto.

    ResponderEliminar
  5. Afinal está descoberta a razão de termos levado 5. O Arsenal jogou no nosso erro. Que raio de discurso. Nunca assume a culpa de nada. São sempre os jogadores os adversários o arbitro, a bola, etc. Mas o homem ainda não percebeu que aquilo que produzimos é zero?

    Ninguém lhe mostra a estatística?

    Aproveitamos 1 terço dos ataques para rematar e mesmo assim só fazemos metade dos remates dirigidos à baliza.

    Já nem falo nas tentativas de queimar constantemente os nossos jogadores. Nuno AC e Hulk. Vergonhoso.

    Mas espero que PdC renove por mais 5 anos.

    Estou a ouvir a sua conferência de imprensa, e o homem tem resposta para tudo, com um discurso que até parece que nem levamos 5 a zero.

    Recuamos 10 anos em motivação e construção de categoria a nível mundial.

    Lamentável.

    ResponderEliminar
  6. Comcordo com o cj, tal como na "época octaviana! perdi a vontade de ver jogar o FCP. Ñ tem a ver com o resultado, tem a ver com a atitude medrosa , derrotista e demonstrando um complexo de inferioridade gritante com que a equipa entra em campo. Este final de época vai se penoso, a jogar assim vamos levar mais uma remessa contra os lampiões.

    Para meditar, 3 jogos sem o Fernando, 10 golos sofridos, ´podem criticar o rapaz mas neste momento ele e o Falcão deixam a concorrência do plantel a milhas

    Ps- O que o Jesualdo fez ao Nuno Coelho é simplesmente queimar o jogador colocando-o numa posição onde ele não está naturalmente rotinado, e não tem aptidão para jogar lá, tudo isto mostrando aquela falta de coragem tão característica do professor.

    ResponderEliminar
  7. Que mais é preciso para ver que este PORTO é uma desilusão, em estado catatónico, depois de 2 ou 3 grandes jogos, empates com equipas menores e culminar hoje com este desastre, diria humilhação. Há muitos culpados, a começar pela SAD, mas para mim os principais são- jesualdo ferreira e antero henrique- estes homens se tiverem um pingo de hombridade demitem-se.
    VIVA O FUTEBOL CLUBE DO PORTO

    ResponderEliminar
  8. Os Homens devem servir o FUTEBOL CLUBE DO PORTO, não servirem-se dele, senão como dizia um grande PORTISTA não valem mais que pele de tomate de gato seco. Há uma saída com honradez para quem errou, a DEMISSÃO
    VIVA O FUTEBOL CLUBE DO PORTO

    ResponderEliminar
  9. Cheguei agora do estadio a casa, nem quero pensar em amanhã ver os mouros todos contentes aqui em londres por ter-mos levado 5?! Custa muito ser portista nesta altura, mas acima de tudo SOU PORTISTA, nunca desisto.
    Grande falcão, sempre a correr lá na frente, abraço

    ResponderEliminar
  10. « Acabámos por sofrer um resultado que nos magoa um pouco», estas palavras são de jf, a partir de agora só a insultar me vou referir a semelhante parvo, não magoa um pouco é como quem nos dilacera a alma, és um tinhoso vermelho, não tens alma de PORTISTA, vai-te embora ou qualquer dia vais á bofetada

    ResponderEliminar
  11. Pode parecer um exagero, mas o que o treinador fez, na sua pior invenção de sempre, ao meter ali o NAC devia dar direito a despedimento por justa causa. Eu que sempre defendi Jesualdo, tentando compreender as suas ideias e mesmo motivações, no contexto do conjunto, do onze ou do plantel em geral, não poderia imaginar que Jesualdo fizesse isto.

    Não que nunca tivesse visto algo assim e lembrei-me de imediato do Costa lançado por A. Oliveira em Manchester em 1996. Nunca imaginei isto, sem nunca o ter esquecido.

    Achei até piada que, enquanto jantava para estar pronto a ver o início do jogo, a RTP interrompe o Telejornal e, a 15' do início do jogo, quando a constituição das equipas a uma hora do começo da partida, dá a novidade da surpresa de NAC no onze.

    Só isto dá a dimensão do que senti.

    Mas ver depois o miúdo perdido em campo, sem saber o que fazer, doeu a alma. E esse facto tem um único responsável.

    Mas o resto, com Fucile de novo horrível num jogo europeu e com um pesadelo Arshavin para o resto da vida; com Hulk de novo inexistente senão mesmo ridículo, incapaz de prolongar um pique para fugir a SolCampbel de 37 anos na área; com Varela de novo medroso como tem estado; com Bruno Alves a servir apenas de meco em campo; com R. Micael a arrastar os pés como já tenho observado, compreendendo a diferença de jogar na Liga Europa e na Liga dos Campeões...

    Não há mais nada a dizer.

    ResponderEliminar
  12. "Um resultado que nos magoa um pouco".

    Isto é gozar comigo, Portista de alma e coraçao. Nunca tinha visto nada igual. Nunca o Porto tinha sido verdadeiramente humilhado na Europa. Foi-o esta noite.

    Uma SAD que enche os bolsos e nao blinda o balneario (essa que era uma das forças do FCPorto de Pinto da Costa), que deixa os jogadores sozinhos a fazer uma declaraçao de isolamento e desespero. Que nao evita nem luta abertamente contra a perseguiçao de que o clube é alvo.

    Um treinador que nunca teve rasgo para altos voos e que com a falta de qualidade do plantel deste ano pouco mais pode fazer.

    Um plantel fraquissimo, como me fartei de avisar desde a pré-época. Jogadores sem classe, meio campo inexistente. Sem Lucho e Lisandro a equipa desapareceu. Os dois melhore jogadores que passaram pelo campeonato Portugues nos ultimos 5 anos.

    Foram-se os anéis, ficaram-se os dedos e muito dinheiro nos bolsos de uma SAD invisivel que trabalha para ela e nao para o clube.

    Os simbolos do balneario Portista desapareceram. Bruno Alves e Raul Meireles, nao sao nem nunca foram, simbolos do FCPorto. Para isso é preciso ter-se classe e caracter de campeao.

    ResponderEliminar
  13. ... mesmo assim, o 2-0 e o 3-0 em que um passa por três na grande área diz da leveza insustentável que tem sido esta equipa. Em boa parte da época, mas muito vincadamente desde Alvalade.

    Eu ainda não recuperei do choque de Alvalade, confesso, e a equipa demonstra que também não recuperou. O que a equipa devia ter evitado era fazer a figura que fez em Alvalade e a equipa técnica, como tenho reiterado, tem toda a culpa nesta situação.

    ResponderEliminar
  14. Nuno André Coelho sempre preterido foi hoje "queimado". Uma injustiça de facto como o Zé assinala.

    Perdi meio dia de trabalho para isto. Sinto-me como nunca me tinha sentido por causa do FCPorto.

    Nem quis dizer nada depois do ultimo pseudo-empate em casa, porque nao sou adepto do "incendiar".

    Mas isto é demais.

    A equipa tem que ser desfeita e refeita. Uma nova ideologia tem que ser implementada. O treinador tera que ser substituido como eu queria que tivesse sido no final da época passada.

    Custava-me ver Jesualdo sair antes do final da temporada. Era desfaçatez e cobardia a mais. Mas as pessoas que idealizaram esta época nao teem lugar no meu clube.

    ResponderEliminar
  15. Zé, a equipa técnica tem tanta culpa como a direcçao.
    Todos juntos idealizam a época e planeiam a preparaçao.

    Ha gente a mais na SAD das Labaredas.

    Falta classe no plantel e falta uma equipa técnica de nivel Europeu.

    ResponderEliminar
  16. Sinceramente não acho que o maior problema seja da qualidade do plantel.

    Continuo a achar que, embora haja necessidade de alguns retoques, o plantel é bom. Embora considere também um erro crasso a inclusão do NAC, também não vou por aí.

    O que é absolutamente lamentável e pior do que tudo é a atitude da equipa em campo. E aqui parecem-me haver dois problemas: um mental e outro táctico. O táctico porque a equipa pura e simplesmente não pressiona e isso não pode ser. Até à entrada da grande área, seja com o Arsenal, seja com o Olhanense, é uma passadeira. Aqui culpo o treinador e honestamente não compreendo.
    O mental porque a forma como os jogadores se fazem aos lances parece sempre sem convicção nem vontade de os ganhar. Há dias li uma crónica que não era mais do que um requiem ao Porto depois do jogo de alvalade onde o cronista dizia (e bem) que esta época no Porto tudo parece conseguir-se com esforço. Há ausência de naturalidade na forma como se conseguem jogadas de golo (e golos).
    Digo-vos: estamos tramados. Vamos levar uma coça na final da Liga e ficar a mais de 20 pontos no campeonato. Com sorte levamos a taça de Portugal.
    Annnus Octavius all over again...


    PS: Menphis, da minha parte, o meu muito obrigado por tudo e espero que não seja um adeus, mas um até qualquer dia.

    ResponderEliminar
  17. Soren, nesta altura as culpas não são repartidas. Aos dirigentes devem atribuir-se as culpas que lhes cabem. Aos técnicos é notório o que tenho vindo a apontar: Metodologia de Treino. Nem quero entrar na gestão do balneário... que não parece saudável. Mas, aí, o balneário tem também a sua culpa, e digo só do ambiente que não parece bom e há amuos incompreensíveis, mas esta vertente também é da equipa técnica.

    Jesualdo perdeu o controlo de tudo e a resposta em campo comprova-o. É a conclusão a tirar. Confiar em Tomás Costa a trinco, retirando-o da ala direita em que jogava de raiz, só por suicídio. Note-se, ainda, que muita gente apreciou T.C. a trinco, sim senhor, mas a verdade é que desde a saída de Fernando que é só sofrer no meio-campo, até o golo do Braga foi depois de ele sair...

    O que se fez ao NAC não podia ter sido testado antes e há aqui muita gente a falar do que não sabe nem se lembra.

    Nuno André Coelho já jogou a trinco, nos clubes onde esteve emprestado e nos sub-21. O problema é que foi inscrito na Champions em Janeiro, antes não esteve na lista, e isso não deveria fazer com que entrasse agora a trinco.

    A trinco, para o bem ou o mal, devia entrar T.C. que o presidente considerava o reforço de Inverno. Do mal o menos, mas ele acabou na bancada e nem acredito que volte sequer a jogar - outro "queimado".

    Os treinadores não devem fazer certas coisas nem podem sujeitar-se a certas coisas e Jesualdo vai levar muito ricochete, que já leva do... Bruno Alves.

    Fiz-me entender?

    Também não vou explicar muito mais.
    Quem deve dar explicações é Jesualdo e a SAD. Mas acredito que vamos fazer um bom final de época.

    ResponderEliminar
  18. A má exibição do fucile deve-se também ao facto de o hulk ser uma nulidade a defender- a atacar idem- surgiam 3 para 1 sendo apenas o N. André coelho a ajudar a fechar nesse lado

    o fucile foi mau, péssimo, mas o hulk...

    e quando sai o varela e o hulk faz os 90...
    mon dieu

    ResponderEliminar
  19. Zé e Soren ficámos aburguesados, habituados a ganhar à custa dos erros dos outros, não preocupados em conseguir cada vez mais, em evoluir e aproximar-mo-nos dos colossos como o Arsenal. A juntar a isso vejo uma resignação e coonformismo no plantel especialmente naqueles jogadores que deveriam ser os exemplos como o Bruno e o Raúl que nunca vi em jogadores como o Jorge Costa, Pedro Emanuel etc etc.

    A título de exemplo recordem a atitude do B.Alves no jogo da Figueira da Foz no ano passado, quando o barco esteve quase a se afundar e comparem com a apatia e desmotivação que ele demonstra actualmente em campo.

    Custa-me muito a admitir, mas os lampiões independentemente dos meios sujos e nojentos que utilizaram fizeram o trabalho de casa e fizeram um planeamento de época que faz corar de vergonha os dirigentes do FCP.

    Espero que aprendam com os erros e que na próxima época veja os jogadores com aquela fome de ganhar e com aquele arreganho que tanto nos caracteriza.

    Uma nota especial para o Fernando,pensem um pouco em 3 jogos sem ele notou-se um verdadeiro vazio à frente da defesa e encaixámos 10 golos. De recordar, que com ele fomos a Stanford Bridge à Luz e a Braga jogando nem sempre bem mas revelando solidez defensiva. Nestes últimos 3 jogos foi o descalabro que se viu.



    Para concluir, espero que não estimagtizem o Nuno A.Coelho que foi lançado às feras e queimado hoje à noite. Estava a ser doloroso ver o míudo com graves problemas de posicionamento completamente À deriva no meio campo. Sou daqueles que acredita nele como central e que acho que ele por essas razões o Helton e o Falcão são os únicos que merecem ser ilibados da derrota vergonhoso que sofremos

    ResponderEliminar
  20. Sempre fui defensor do trabalho de Jesualdo Ferreira, porque nas 3 temporadas anteriores mostrou competência, foi tri-campeão nacional, alcançou resultados europeus interessantes, formou equipas fortes e lançou grandes jogadores. Nunca tive o preconceito arcaico da maioria dos adeptos portistas pelo benfiquismo de Jesualdo.

    Mas também salientei que no dia em que achasse que a saída de Jesualdo Ferreira era o melhor para o clube, então defenderia essa situação. Pois bem, esta época tem sido penosa, Jesualdo Ferreira não tem estado à altura das suas responsabilidades e considero que o seu ciclo no clube chegou ao fim. Se sai agora ou no final da temporada não me parece importante. O que há ainda para conquistar (Taça de Portugal e Taça da Liga), não depende absolutamente nada da sua saída imediata. Obrigado Jesualdo Ferreira pelos títulos que nos deste, mas o teu ciclo no FC Porto terminou.

    Quero também dizer que Jesualdo Ferreira não é o único culpado por esta época lamentável. Habituei-me a ver o trabalho do treinador menorizado nos triunfos das épocas anteriores, ou porque a organização do clube era soberba, ou porque os adversários eram fracos, blá, blá, blá. Na hora do fracasso, gostava de ver os mesmos sabichões a repartir as responsabilidades por quem tem culpas no cartório. Gostava de ver o líder do clube, Pinto da Costa, vir assumir a sua responsabilidade nesta época miserável. Gostava de ver os homens da SAD virem assumir as suas culpas. Onde anda o nosso Presidente, enérgico, interventivo, que lutava contra tudo e contra todos??

    Este jogo foi uma lança cravada no coração de todos os portistas, mas não foi um acidente de percurso, vem no seguimento da falta de rumo do FC Porto, não apenas da equipa, mas do próprio clube. Parece que há pudor em tocar no nome de Pinto da Costa pela grande maioria dos portistas, mas há que dizer as coisas com frontalidade. Pinto da Costa esta temporada não foi aquilo a que nos habituou. Não é só esta goleada humilhante que deve ser discutida. Estamos a 11 pontos do Benfica, equipa que embora muitíssimo protegida pelo sistema, pratica um futebol muito superior ao nosso. Porque é que o FC Porto, que tantos milhões arrecadou num passado recente, teve nesta temporada uma equipa muito inferior ao Benfica? Porque é que Pinto da Costa não assumiu uma posição actuante e de protesto público constante contra as injustiças de que fomos alvo ao longo do campeonato?

    Está tudo a dormir no FC Porto?? Este não é o FC Porto guerreiro que aprendi a amar e admirar.

    O fim da linha chegou para Jesualdo Ferreira, mas o Presidente tem de demonstrar que ainda é o homem certo para dirigir o clube. Caso contrário, deverá sair também!! Ele é o número 1 do clube e da SAD, deve assumir tudo o que lá se passa. Como eu ainda acredito no Pinto da Costa lutador e ganhador que já conhecemos no passado, espero que tome as decisões correctas para a próxima época e adopte uma postura diferente da que teve nesta.

    PS: O 'meu' treinador para a próxima época: André Villas-Boas. Jorge Costa e Domingos não sou favorável por agora, preferia um Paulo Bento.

    ResponderEliminar
  21. Estar a comparar esta época com a do Octávio, é um insulto para a época do Octávio.
    A memória é traiçoeira... Octávio saiu deixando a equipa na segunda fase da Liga dos CAmpeões e com o campeonato perfeitamente alcançável. Alguém que me ajude, mas julgo que o Porto estaria a dois ou três pontos do primeiro lugar, isto depois de ter ido empatar à Luz no famoso jogo do "Deixem jogar o Mantorras".
    Na altura muita coisa correu mal, é certo, em particular a eliminação da taça de portugal com o Braga em casa, mas a equipa jogava futebol e criava muitos lances de perigo. Infelizmente, depois de no ano anterior o Pena ter sido o melhor marcador do campeonato, nesse ano do Octávio o Pena não conseguia meter uma bola lá dentro.
    Em nenhum jogo o Porto foi goleado, nem perdeu os dois jogos em Lisboa, nem tampouco demonstrou essa inoperância, essa falta de atitude que temos visto nos últimos jogos.
    Todo esse drama Octaviano, deriva mais do episódio da braçadeira de Jorge Costa (muito dramatizado por este e pela Comunicação social lisboeta), bem como, obviamente, pelo imenso sucesso das duas épocas seguintes de Mourinho. No resto, a equipa jogava bem melhor que esta...

    ResponderEliminar
  22. O mais fácil nestas alturas é insultar o treinador, mas a verdade é que já cheira a fim de ciclo para o nosso clube há algum tempo e não pode haver tabus a discutir os assuntos, desde que tal se faça em benefício do clube. A SAD está aburguesada, satisfaz-se a contar os € das transferências e da CL, que para o ano é miragem. É preciso iniciar uma nova época no nosso clube, com gente certamente capaz e com fome de ganhar. Neste momento, não temos pessoas assim e o velho PC já não chega para as encomendas. É fundamental que já se esteja a preparar com muito cuidado a próxima época, sob pena de se não dermos então a volta a este estado de coisas, o FCP possa atravessar um período longo de jejum de títulos, algo que felizmente já não estamos habituados há muito tempo.

    ResponderEliminar
  23. Helton-boa exibição, manchada no 3º golo;
    Fucile - vendam-no depressa ou então mandem-no para o Braga;
    B.Alves - já cá não devia estar desde o início da época. Jogadores contrariados nunca resultaram;
    Rolando - fraquinho...
    A.Pereira - dois ou três arranvadas na 2ª parte. Deu o estouro há dois ou três jogoas atrás;
    NAC - Crueldade pura de Jesualdo. O miúdo nas zonas de entrevistas estava completamente perdido. Espero que o recuperem;
    R. Meireles - dois ou três pormenores bons, nada mais.
    Rúben Micael - foi com a enxurrada;
    Varela - esteve em campo?;
    Hulk - absolutamente inútil, o que não é de estranhar dado não jogar;
    Falcão - o único que ontem mereceu usar a camisola do Porto.
    Jesualdo - next please.

    ResponderEliminar
  24. Como de costume, apareceram aqui os comentaristas de ocasião, há muitos e novatos nestas ocasiões, entre aqueles que, conhecidos, só aparecem mesmo para dizer mal e ficam à porta da rua porque não merecem consideração ou têm-na na medida em que (nunca) contribuiram para nada neste blog.

    Ao contrário do Armindo, não sinto vergonha alguma.

    Lembro, apenas, José Mourinho, depois de 0-3 no Restelo: "Há jogadores que me dão pena".

    Opiniões? Bah!, quem as não tem?

    Agora pedem o Castro, o Ukra, o tino e o tono, um já pediu o Renteria e alguém ainda vai voltar a falar no Vieirinha, no Ivanildo, no Paulo Machado e, claro, no Ibson. Até no Diego.

    Falei em Mourinho, cujo tempo também passou o FC Porto, e hoje ouvi que Villas Boas poderá ser o técnico na próxima época. O que pode suscitar muitas opiniões também, entre os que pedirão Domingos ou Jorge Costa, mas duvido que este seja bem considerado no FC Porto.

    ResponderEliminar