05 novembro 2011

O golo tanto pode surgir rápido como nunca aparecer

Tão previsível é esperar certas críticas como os jornais que falaram de penáltis por marcar contra o Olhanense em Alvalade agora parece que não viram nenhum, deve ser da falta de espaço, de vergonha, de isenção e credibilidade. Os pasquins ditos desportivos - este, afinal, descobriu-se "generalista [portanto de moda, de gajas, de parvos and so on] especializado em desporto] - só procuram alguma coisa que acompanhe o plano inclinado em que vivem desesperadamente, porque lhes falta olhão para serem melhores. ACT.

Pronto, temos mais uma dose generosa para os resultadistas se babarem com todas as teorias e negarem os factos principais de um jogo sem golos que castiga a falta de pontaria do FC Porto em Olhão e mais um árbitro cego a contribuir para o mau futebol que os defensores dos coitadinhos aproveitarão para incensar com o "jogar com as armas" mais à mão, diga isso o que disser.






Hulk, demasiado confiante quando parece faltar-lhe a confiança em qualquer remate, falhou um penálti e a recarga, o infractor Maurício não foi expulso como devia mas daqui a tempos só vão lembrar que em situação semelhante o Otamendi foi poupado ao vermelho frente ao Gil Vicente e esquecer este caso; depois mais um penálti por marcar por mão flagrante de Mexer na área e um derrube do mesmo jogador a Hulk no 2º tempo, um defesa-direito improvisado que mal sabe chutar uma bola e apesar de dois penáltis cometidos pasará por não ter perdido qualquer lance.




O suficiente para o FC Porto ganhar folgado, um opositor que defendeu como o APOEL e acantonado só fez um remate à baliza de jeito. Um jogo, enfim, com mais do mesmo, a equipa a querer mas muitos jogadores a não poder, apesar de apertar o adversário receoso de deixar a trincheira junto à área até porventura uma bola entrar nem que fosse com um de vários cortes desesperados que poderiam dar autogolo ou ficar apenas para algum portista encostar para a baliza.




Não deu, é difícil dar com várias infelicidades e insuficiências próprias à mistura e ao FC Porto, sem os ares de sorte amiúde necessários nos jogos como teve vários na época passada, agora os experts e/ou irados podem continuar a discutir se o James, uma nulidade, deve jogar em vez do Varela (que já perdeu o acesso à selecção), ou o Guarín é merecedor de titularidade.




Já tínhamos perdido Falcao, os colombianos que ficaram não jogam um caracol e Guarín consegue correr na razão inversa ao que o seu empresário fala, Belluschi não engata na frente e onde na época passada marcou um golo maravilhoso a desbloquear o resultado (depois chegou a 3-0) desta vez atirou sem tino algum para as bancadas. Sobra tudo para Hulk, coitado, que se esfalfa mas nada sai bem a ele e a ninguém.




Não sei se essa vontade de criticar perdurará na questão de optar-se pelo jogador de quem se gosta mais, mas é visível que são os jogadores de momento que não dão mais e o treinador está refém do que eles, seja qual for a combinação do Euromilhões, possam fazer e alguns continuam a fazer muito pouco.




Talvez a opção por Maicon a lateral-direito, onde nem esteve mal, abra outra frente de discórdia face aos não sei quantos mas talvez 12 ou 13ME que custou Alex Sandro para a posição mas que não saiu do banco.




O que não falta, para a crítica desbragada de tudo ou nada, é motivos para se falar disto e daquilo enquanto a equipa não acerta o passo e merece mais os favores da sorte que a desertaram completamente, numa dose que só falta servir para quebrar a sua invencibilidade, já que o golo está tão difícil entre jogos com abundante capacidade de concretização. Isto apesar de, mais uma vez, os dois pontas-de-lança do plantel mostrarem que são fraquinhos até meter dó mas até Janeiro não há mais nada a fazer nesse particular e é esperar por melhores dias de outros porque dos avançados-centro sabe-se que não dá mais do que aquilo. E não deve haver equipa, nem sei se na história do futebol, que tenha tantas trocas directas de avançados-centro em cada jogo como esta.




O suficiente para deixar Vítor Pereira quase sem palavras no final, pudera, pois torna-se difícil realmente explicar tanta falta de pontaria, apesar de tudo se tentar, e o treinador do FC Porto não estar online como o do Benfica que sabe tudo na hora e é capaz de reclamar os penáltis devidos no final - mas o medíocre gabinete informativo portista continua a primar pela ausência, tão inexistente como apoio como é a dupla Kléber/Walter para o resto da equipa.




E num jogo em que o FC Porto podia ter ganho com certa folga no marcador, os apoiantes do futebol medíocre que joga para o pontinho podem concluir que o Olhanense mereceu o resultado, sabe-se lá porquê, depois de perceberem como o FC Porto ameaçava marcar, ao mesmo tempo que os erros clamorosos de arbitragem são esquecidos dos painéis de especialistas e varridos para debaixo de relvados indignos nos quais se supõe existir competitividade e bom futebol em Portugal. Mais do mesmo, pertanto...








p.s. - escusam de meter comentários idiotas que nada dizem, têm aí pasto para se alimentarem nos blogues que preferem fazer de pelourinho, até aqueles que dizem nada ter para dizer e muitos que se banqueteiam apenas nas vitórias. E isto para os parvos benfiquistas ou portistas que não lhes fiquem atrás. Como digo sempre, isto é de borla mas não é para todos, muito menos para tolos. E está aqui nas horas más como nas boas. Porque há sempre algo para dizer, racionalmente, no pior e no melhor. Vítor Pereira, Hulk e outros mereciam melhor sorte, mas de momento é o que há. Não há mal que sempre dure nem bem que nunca acabe.

19 comentários:

  1. Uma crónica correcta e bem elaborada. Infelizmente percebi depois da marcação do penalty que este iria ser daqueles jogos em que se sente que tem tudo para correr mal. Mas algo tem de mudar...O quê? Não sei, mas é preciso algo que consiga por este FCP mais calmo e confiante.

    ResponderEliminar
  2. Também tive essa sensação, já que isto está pràssim. Mas confiei que, calmamente, a equipa iria encontrar o caminho para o golo. Claramente não foi feliz, com a arbitragem, com as incidências do jogo, com coisas boas que poderiam ter saído melhor. Desanimar é o pior caminho. Criticar é o atalho mais fácil.

    O que mudar? Um pouco de sorte ajudará, o futebol não é uma ciência, apesar dos experts que por aí pululam mas agora não quererão discutir se deve jogar fulano ou sicrano.

    É ver quem emite essas opiniões e depois aparece calado quando se vê que a sua preferência não resultou.

    É um momento delicado para a equipa, os jogadores, o treinador que fizeram por merecer mais. Não é o momento certo para pedir frieza a adeptos que só gostam de ganhar e não sabem que o futebol tem as alcatruzes da nora, tal como a vida da qual acaba por ser um pequeno microcosmos.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Concordo com tudo o que disse e gostava de acrescentar que a SAD do FCP devia proibir a TVI de entrar nas instalações do nosso clube,por causa das provocações feitas pelos comentadores do jogo,eu nem digo o nome deles porque metem nojo.VIVA O PORTO
    manuel moutinho

    ResponderEliminar
  6. Não é essa proibição que vai fazer o FC Porto marcar mais golos.

    Os comentários são os habituais. Devem ser anotados, divulgados, como quaisquer factos do jogo.

    São do mais vulgar e corrente que há por aí. Quantas vezes já não ouvimos esses especialistas dizerem num momento que o resultado justifica-se e a seguir dar uma outra opinião?

    O FC Porto só é elogiado quando chega a campeão. Até lá, mesmo quando não se justifica como hoje, é maltratado até pelos próprios adeptos. Ou quem se quer apresentar como tal.

    No panorama mediático e na presença activa em OCS há quem julgue justa e suficiente a criação, melhor apropriação de um canal quase clandestino, quando o clube tem um site de meter dó e uma comunicação que continua fraquíssima (e eu julgava ser melhor com o reforço do gabinete, mas enganei-me).

    Isso é mais preocupante.

    ResponderEliminar
  7. Pois, Pois, pela tua crónica o FC Porto não jogou bem mas também não jogou mal, só teve azar... com o árbitro! Claro.

    De resto, os craques jogaram com raça, com ambição, com grande estilo e velocidade. Tanta que a bola estorva. Ressalta na recepção, vai para a direcção errada, foge da baliza, enfim, uma panóplia de arte de bem jogar futebol.

    Ok, mas essa é a minha maneira de ver futebol, idiota e com ares de expert.

    Ainda bem que há gente equilibrada e de tão bom senso, para nos chamar à razão. Obrigado por isso.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Estou de acordo com os 2 últimos parágrafos.
    manuel moutinho

    ResponderEliminar
  9. Há muito deixei de aceder a blogues portistas que são do mais básico que há. Parece, porém, que não se contentam em manifestar a opinião em su sitio por muito ou pouco acolhimento e divulgação que tenham.

    Nesses, há muito deixei de comentar, por perceber o vazio e a inutilidade que são. Não sei porque alguns, que eu julgo serem de certos blogues que não consulto, teimam em querer comentar agora. A pressa que têm ou a visibilidade que não têm não me diz respeito.

    Se não gostam do jogo e não vêem ocasiões de golo quando o melhor marcador do campeonato passado, e único em quem a equipa ainda pode confiar para desequilibrar, acaba de falhar um penálti, já visto também na CL este ano, não sentem o esforço, inglório que seja, da equipa, não sei porque teimam em demonstrá-lo aqui e só vão agudizar essa vossa crise existencial por ficarem à porta deste espaço que vos ignora completamente.

    Mas se são parvos acima da média para insistirem, ralo-me pouco como pouco me importa uma opinião mal formada. Mais vale escreverem nos vossos sítios que eu faço assim e que vos faça bom proveito isso.

    Não quero referir o nome do utilizador, similar a um blog supostamente portista, porque posso estar enganado e nisto da net nunca se sabe quem está do outro lado. Pode ser um penetra como um que há dias se insinuou como um blogger com a foto do original e tudo.

    O controlo aqui é apertado. E a confiança em melhores dias também.

    Se por acaso não suceder, batem palmas ao Pinto da Costa e fica tudo bem no próximo título, noutra contratação ou na sempre infalível escolha do treinador enquanto desfaz quem mais deu ao clube.

    Com essas práticas, que denuncio, não me identifico. Daí o destino de muitos comentários que é suposto medrarem nestas ocasiões.

    Não ganho nada com muitos ou poucos comentários, prezo-me de escolher os que, na hora actual, têm bom senso e não deixam de manifestar o seu descontentamento com a situação actual.

    Aqui não se vendem ilusões nem se compram irritações. A bem da sanidade geral e higiéne mental.

    ResponderEliminar
  10. Rui, não sei se és expert ou não, se o demonstras no seu sítio ou não, podes ter razão ou não.

    Constato que, depois de nada te apetecer dizer do jogo de Chipre (porquê?, ficaste inabilitado como expert?), agora nada dizes sobre o jogo desta noite e vens dizer oi que achas do que eu digo.

    Fica para amostra do que é ser expert, apenas falhar no objecto em análise.

    A cada um a sua mania, deixa-me falar do jogo, que bom ou mau eu comento sempre, não morre ninguém, já vi melhores e piores, tudo normal.

    O jogo que vi foi esse aí em cima, com as incidências principais relatadas e que não vejo sequer contestarem-nas.

    Se porventura enganei alguém e não assinalei dois penáltis por marcar para o Olhanense nem realcei o que Daúto, qual fakir, elegeu como "táctica irrepreensível", pois eu sou um faccioso e adulterei a verdade do jogo, além da verdade desportiva que se calhar noutra ocasião és capaz de aproveitar em teu benefício.

    Bom proveito.

    ResponderEliminar
  11. Para te candidatares a expert, Rui Anjos, acho que devias ler com atenção o que se escreve e não fantasiar sobre o que não está. E eu não escrevi o que disseste que eu escrevi.

    As frustrações dos outros não me dizem respeito.

    ResponderEliminar
  12. A exibição não foi má como querem pintar, hove muito esforço apesar da falta de confiança de alguns jogadores.Não tivemos sorte na finalização ,o adversário jogou no ferrolho com anti jogo á mistura e o arbitro dá tres minutos de desconto quando se perderam 2 na assistencia ao Wilson Eduardo.
    O arbitro não deve ser desculpa mas hoje inclinou o campo, não viu 2 penalties a nosso favor, não expulsou o mauricio e amarelou 3 jogadores do FCP por faltas normalissimas, enganaram-se em lançamentos e não assinalaram faltas evidentes sobre James , Kleber e C&...Mais uma vergonha que a SAD portista vai comer e calar!
    Preocupam-me os indices fisicos da equipa e a preparação fisica e piscologica....denota falta de velocidade e de pulmão..

    ResponderEliminar
  13. Boas.
    Sigo este blog há já algum tempo, contudo esta é a primeira vez que comento. Resolvi fazê-lo não para acrescentar algo de substancial e que ainda não tenha sido dito mas sim porque nestes tempos mais amargos há falta de opiniões e excesso de descargas de raiva.

    Quanto ao jogo faltou a sorte, faltou procurar a sorte e faltou um adversário digno desse nome.

    Aproveito para felicitar o Zé Luís pela sensatez e lucidez nos posts que faz.

    PS: achei hilariante o "comentador" da TVI dizer que o João Moutinho esteve para ir para o Celtic (?) no fim do Verão

    ResponderEliminar
  14. http://www.blogger.com/profile/11996486768431846528

    eh, eh, gostei desta.

    ResponderEliminar
  15. http://www.blogger.com/profile/11996486768431846528
    Gostei deste endereço,eu também acho que devemos ter algum cuidado com os comentários que fazemos,mas começa a ser dificil a situação em que se encontra o Vitor Pereira,espero que ele consiga dar a volta a esta situação nestes dias de paragem do campeonato,senão os sócios e adeptos do nosso clube começam e ver esta epoca a perder-se e a paciência também e por arrastamento a razão,o que não é nada bom para o clube.VIVA O PORTO.
    Um portista de bancada.
    manuel moutinho

    ResponderEliminar
  16. Caro Amigo

    Apesar de compreender a defesa acérrima do FC Porto e de conseguir vislumbrar como são formadas algumas das suas opiniões, constato que, se me permitir, este clube/equipa enferma de uma série de males que não podem ser ignorados:

    1 - Temos um treinador que só tem uma táctica no Ipad, com duas variações (4-3-3 com um pivot defensivo na 1ª parte e dois na 2ª) e a quem faltam, igualmente, intervenções efectivas durante o jogo e capacidade de se impor perante os os jogadores.

    2 - Falta, claramente, um avançado bem mais capaz do que o 'verde' Kléber e do que o 'barril de picanha' Walter. Esta responsabilidade deve ser assacada aos administradores que recebem milhões de prémios e nada fizeram para resolver esta questão.

    3 - Grande lacuna a de não ter na equipa técnica alguém que tenha 'fibra', 'pulso', como lhe quiserem chamar. José Semedo é uma excelente pessoa, mas não tem as mesmas qualidades de João Pinto, André ou Pedro Emanuel.

    4 - A verdade é que, por último, posse de bola não significa qualidade de jogo. O Porto passa o tempo a fazer passes laterais sem qualquer efectividade. O meio campo não ataca, nem defende, o que prejudica a actuação de todo o 11.

    Posto isto, e sendo certo que é com isto que temos de viver durante a época desportiva, nada mais nos resta do que apoiar de forma pouco efusiva atletas que parecem não ter vontade de jogar e um treinador que parece não ter vontade de mudar.

    Saudações Portistas,
    Pedro Gasga

    P.S. - Uma última referência para o jogo de ontem em que acho excessivo dizer que houve falta de sorte, quando o que não houve foi oportunidades de golo, à excepção do já referido lance de penálti aos 2 minutos.

    ResponderEliminar
  17. Rui Fernandes

    Penso que a equipa jogou pouco na 1 primeira parte,jogou melhor na segunda,alías acho que fez o suficiente para ganhar...mas infelizmente não aconteceu. Culpas de estarmos nesta situação é repartida por todos e por ser assim Pinto da Costa não mexe no treinador..e depois pergunto: Alternativa a este treinador...??para esta equipa,para este sistema de jogo...muitas pessoas pedem para o treinador sair,mas não pensam que se vier outro,pode ser pior.Portanto esperemos por janeiro já temos um defesa direito Danilo, vendemos um dos que temos,compramos um goleador..como se diz em economia uma reestruturação no plantel

    ResponderEliminar
  18. Só agora pude apontar alguns comentários mais.

    Rui, reestruturação necessária a avaliar consoante a carreira europeia. Disso depende tudo o resto. Mas obviamente a estrutura falhou e a competência por muitos evocada tem falhado mais vezes do que se quer lembrar.

    Pedro, nada de novo, coisas repisadas e a posse de bola nunca foi razão para se ganhar jogos, de facto. Quanto às oportunidades de golo, também às vezes nem são precisas, depois são contadas de uma forma ou de outra e por aí também não chegamos a consenso algum.

    Mas já vimos jogos assim todos os anos ou não?

    ResponderEliminar
  19. "miguel87 disse...
    Prof. Neca!!!"


    O que remetia para o ID blogger em cima era para esta sugestão.

    Também podemos rir de tanta desgraça, afinal parece o Carnaval.

    ResponderEliminar