06 julho 2009

Tou-me Cagando (para) Você rumo a Madrid

A velocidade dos disparates faz disparar os maus cheiros de certas opiniões alegadamente de “bitola europeia”: os dinheiros do futebol, de Lucho a Cristiano Ronaldo

Enquanto em Lisboa se alimenta o monstro propagandístico do TGV só para Madrid, com a ânsia capitolina de se unir à capital mais próxima como sendo um desígnio nacional passar fronteiras e voltar costas para quem fica virado para o mar, Cristiano Ronaldo é apresentado hoje no Bernabéu com o folclore de um espectáculo de Tony Carreira depois dos adereços ganhos em Hollywood pela miss Hilton sobre o rapaz madeirense que ameaça falar pior espanhol do que José Sócrates.

O TGV é mesmo só um assunto para Lisboa discutir. Porque parte de lá para qualquer lado, desde que parta e, dizem os construtores do betão e linha férrea, raios parta que isto não arranca. O umbigo do pequeno mundo português quer virar-se desesperadamente lá para fora e apanhar uma “bitola europeia” que teimamos, há 35 anos, em não carrilar de jeito algum. Um ex-ministro dizia “estou-me cagando para o segredo de Justiça” e um ex-juiz, ou lá o que é sobre seja lá o que for que se levante de suspeito nas eleições do benfas, também assevera que se questiúnculas houver e litigância jurídica abundar ele diz igualmente “tou-me cagando”. E é assim desde que há um ano e picos alguém escrevesse estórias de flatulência para o País ardentemente desejoso de conversa de merda, “desculpem a má palavra” (disse o ex-juiz)…

O TGV convertido em TCV pode ser meramente simbólico na diferença, porque o rumo parece ser o mesmo. Em crise nunca vivemos, sabendo contornar as dificuldades e polvilhá-las até de grandiosidades. Camões demonstrou-o amplamente e tinha só um olho que, em terra de cegos, dá para fazer cantar um príncipe.

Diferença de Zidane para Ronaldo em cuecas…
Madrid é o caminho, hoje, para onde todos querem que Portugal se volte, contrariando o destino marítimo que a musa antiga canta. Não há touradas na praça Monumental para abrilhantar chifres de ministro, o Bernabéu vai receber o mais caro jogador do mundo. A última vez que um lá aterrou, Zinedine Zidane, ao menos teve a humildade de reconhecer que “ninguém vale tanto dinheiro” e ele, descendente de argelinos, crescido no sul de França com tanta influência magrebina mas gaulês até ao tutano para ter tamanha noção da realidade, custara 74 milhões de euros, procedente da Juventus que então iniciou a espiral ao contrário da queda generalizada dos clubes de futebol: saneamento financeiro e lucros em cada ano ao invés de prejuízos crónicos.

Foi há oito anos, essa descida à terra de Zidane, Cristiano Ronaldo, ainda em cuecas, não chegara sequer à equipa sénior do Sporting e nem imaginava vir a considerar-se merecedor dos 94 milhões que o Real Madrid pagou há um mês por ele ao Manchester United.

Há tempos aqui comentei o facto de 94 milhões ser muito dinheiro. Impingiram uma história de vender camisolas e patrocinar preservativos para colmatar o rombo financeiro e muitos sorveram o gelado em tarde de canícula. O rapaz quer provar merecer também os 10 milhões de euros anuais por meia dúzia de anos que elevará a factura, em números redondos, a 155 milhões de euros. Qual quê, o Real Madrid tem receitas de 400 milhões/ano e liquida isso num instante, objectam. Tão-se a cagar quem assim pensa, porque há ainda Kaká, e já chegou também Benzema, mais os 20 e tal do plantel, técnicos, roupeiro e tratador da relva, fora os extras.

As conjecturas e as contas reais
A conversa do dinheiro no futebol fugiu do nosso domínio concreto, mesmo com as SAD obrigadas a contas mais transparentes mas com opacidade suficiente para nos deixarem apenas com abstracções e aberrações.

A quantificação do dinheiro gasto com Ronaldo teve há dias uma comparação milionária com as vendas lucrativas do FC Porto. Os chico-espertos do costume conseguiram fazer contas aos 45 milhões que custaram os jogadores que o FC Porto posteriormente vendeu por 245 milhões, portanto com mais ou menos 200 milhões de benefício. Este é um exercício de pura aritmética, mas teve de ser um jornal espanhol, parece que o Sport, desportivo de Barcelona que se inspirou numa fonte portuguesa com certeza, para levantar a lebre que deixou uns quantos galgos com a mania das corridas à caça de especulação barata.

A recente venda de Lucho ao Marselha, por 18 milhões, despertou o inconsciente vendedor que há em cada tuga que não faz desta espécie um exemplo de gentileza na argumentação à custa da mais bruta falta de intelecto. Para certa gente, os 200 milhões de benefício das vendas deveria bastar para o FC Porto ter contas da SAD a azul debruado a ouro: bem positivas. Questionam-se como não é essa a realidade, descortinando como habitualmente toda a série de manipulação e apropriação indevida de lucros. É assim todos os anos e muitos adeptos por aqui gostam de deixar a sua opinião.

Façam-se contas ao que Lucho rendeu: custou cerca de 10 milhões de euros, primeiro metade do passe por 3,5 milhões e depois 6,5 para os restantes 50% do passe. À média de 1,5 milhões de euros anuais em quatro épocas de dragão ao peito, Lucho recebeu de salários 6 milhões, fora prémios que isto de ser tetracampeão tem despesas não negligenciáveis. Ora, tudo contado, tudo somado, o FC Porto não ganhou “tusto” com Lucho, vendendo-o pelo total de custos que teve com ele. Benefício: um extraordinário tetracampeonato e uma beleza plástica de futebol que não há cá em museu, só no Prado em Madrid e no Louvre em Paris. Pois é, Lucho não rendeu nada, financeiramente, ainda que equilibre as contas do exercício 2008-2009 terminado a 30 de Junho com esta “empresa na hora” (simplex), mas desportivamente foi um monstro. Em espanhol, na verdade, foi uma “barbaridade”, um grande jogador.

Vale a pena pensar nisto e nos 155 milhões que, para já, há a certeza de o Real Madrid ter de pagar a Cristiano Ronaldo, ainda que deferidos em seis anos de contrato, fora os prémios. As camisolas ficam para os fabricantes de equipamentos e os patrocínios nas ditas. Há, sim, investimentos que podem ter retorno. Ou não. Lucho teve: pagou-se a si próprio e saiu tetracampeão.

O TGV terá retorno assegurado se for Lisboa-Porto ou Lisboa-Évora-Mérida-Madrid?

Poderia dizer “Tou-me Cagando para Você”, se não soubesse que, isto sim, sai-me do bolso. E caro pra caralho!, em bom português suave, desculpem a palavra.

Certo é que, com TGV e Ronaldo, o circo continua, como preconizava há dias Medina Carreira, só que não resolve nada no País, agora ao sabor do que a musa moderna dita.

40 comentários:

  1. A verdade que o que o Zé Luís apresenta é a cruel crueza dos números, Lucho não deu um tusto de lucro ao Porto, atendendo apenas à quilo que custou e ao valor por que saiu...Ficou-se por valores equivalentes...Se não mesmo negativos para o Clube, em termos financeiros claro.
    Quem fala do Lucho pode falar em todos os outros jogadores, Lisandro já deve ir nuns bons milhões de despesas acumuladas entre contratação, vencimentos e prémios...Bruno Alves idem, e por aí fora o mesmo com todos os jogadores...É a capacidade de dar a volta a estes astronómicos números que tem caracterizado a Direcção do FCPorto...Mesmo assim com números negativos bem espelhados. Não à volta a dar a isto, só com um aumento exponencial das receitas é que é possível partir para comportamento diferente.
    Todos elogiam a gestão do Sporting, a verdade é que os números falam por si...E as contrapartidas desportivas dessa gestão também...E são quase todos -os seus dirigentes- oriundos da mesma família sectorial, a Banca e a Finança!...E ainda têm uma despudorada ajuda feita de constantes e periódicos ajustes de acordo com os balanços negativos do Clube, da Gestão Autárquica local...Sem vergonhas e receios de mostrar alguma "promiscuidade"...É tudo a bem da Nação, são os Ministros, Secretários e ex- de Estado a gravitar pela 2ª Circular sem qualquer escândalo por isso dos Órgãos Comunicacionais!...BOA!...

    ResponderEliminar
  2. Ressalvo os parciais de texto seguintes relativamente ao comentário anterior:

    "A verdade que o Zé Luís apresenta"..."Atendendo apenas àquilo que custou"..." Não há volta a dar a isto"...

    ResponderEliminar
  3. Não estou certo que seja em jogadores como Lucho que o FCPorto pretenda grande lucro. Um jogador contratado com 23 anos por 10M€ e que se mantém no clube por tanto tempo, dificilmente daria lucro. O lucro para o clube num jogador assim será mais o valor que traz à equipa. E podendo transferi-lo recuperando o dinheiro investido, tanto melhor.

    Se olharmos para os jogadores do FCPorto que deram mais lucro lembramo-nos de Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira, Pepe, Deco... Tudo jogadores que nos foram baratos. Há o caso do Anderson, mas mesmo tendo sido um investimento elevado, veio mais novo, esteve poucas épocas, tinha ordenado inferior ao de Lucho e não foi um investimento tão alto.

    Caso Lucho não tivesse saído este ano, como era expectável, todo o investimento teria tido como único retorno a performance em campo. Assim ainda foi possível recuperar o investimento.

    Será esta talvez a grande preocupação do clube depois de grandes investimentos: recuperar o dinheiro investido.

    Para o lucro existem outro tipo de contratações, que me parece desnecessário enumerar.

    Como disse o Zé Luís: desportivamente foi um monstro. Um monstro que tivemos a honra de o ter no plantel durante quatro anos sem, pelos vistos, ter perdido dinheiro.

    Se sabe a desconsolo? Sim, claro. Mas vendo realisticamente as coisas, não terá sido por aqui que falhamos.

    ResponderEliminar
  4. Certeiro João, pouco a pouco vamos fazendo caminho correcto no esclarecimento deste tipo de operações...Assim vai sendo mais fácil perceber a lógica destes movimentos.
    Claro que fica a dor da perda, fica sempre um sentimento de perda e parece estúpido, mas ele sucede mesmo com saída de jogadores de menor valia, mas que por uma razão ou outra "mostraram estar" verdadeiramente connosco...

    ResponderEliminar
  5. "Se calhar voltaremos a estar juntos"
    MANUEL CASACA

    Eram 6h15 da manhã quando Lucho entrou no Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Chegou na companhia de um amigo e caminhou tranquilamente para a zona de check-in. O destino era Paris, de onde seguiu, mais tarde, para Evian, nos alpes franceses, onde se juntou à sua nova equipa, o Marselha. Reconhecido por alguns passageiros, o argentino continuou a sua caminhada sempre num passo lento e sereno, sem sinais de vedeta, com um ar desportivo: T'shirt branca e casaco de malha, calça de ganga e sapatilhas. Estava compreensivelmente com sono, mas nem por isso deixou de mostrar simpatia. Acedeu ao pedido do repórter-fotográfico de O JOGO e tirou as últimas fotografias em solo português, pelo menos enquanto jogador do FC Porto. Caminhou novamente para a enorme fila de check-in, onde acedeu a falar para o único jornal que acompanhou a sua despedida. Não restava muito tempo, daí a conversa ter sido tão curta, mas deu para o médio dizer o que lhe ia na alma. "O sentimento que levo é de agradecimento por tudo o que o FC Porto fez por mim. Não estive aqui alguns dias, foram quatro anos inesquecíveis para mim. Estarei sempre agradecido ao clube, aos adeptos do FC Porto e às pessoas da cidade. Levo daqui grandes recordações", garantiu El Comandante, sempre com uma postura irrepreensível e muito profissional.

    Elogiado por todos, depois de uma passagem por Portugal onde deu mostras de cordialidade, Lucho ficou, essencialmente, no coração dos portistas. Não surpreendeu, portanto, que os adeptos tivessem lançado uma petição na internet para que o médio ficasse. Já tinham sido recolhidos alguns milhares de assinaturas quando se soube que a transferência do internacional argentino para o Marselha era inevitável. Nada havia a fazer. O dinheiro falou mais alto e o médio, de 28 anos, também entendeu que o melhor era aceitar a proposta milionária dos franceses, onde vai ganhar cerca de 300 mil euros por mês. Mas valeu pela intenção. Lucho agradeceu o gesto. "Comunicaram-me essa situação, daí ter ficado muito feliz. É mais uma prova do carinho que as pessoas tinham por mim. É um orgulho que tenham feito uma petição para que eu ficasse no FC Porto, um clube que está no meu coração. Se calhar, um dia voltaremos a estar juntos", perspectivou, com ar nostálgico, apenas combatido pela esperança de ter um futuro risonho em Marselha."

    Já tenho saudades...

    ResponderEliminar
  6. "Lucho fez proposta à espera de um "não"
    MÓNICA SANTOS

    Pinto da Costa juntou-se, ontem, ao coro de portistas que dedicam os maiores elogios à passagem de Lucho pelo clube, revelando alguns detalhes que explicam por que se tornou inevitável a transferência do argentino para o Marselha, onde vai ganhar mais de três milhões de euros por ano (mais do dobro do que auferia no Dragão). "Ele mesmo diz que fez uma proposta convencido que lhe diriam que não, porque não gostaria de ir, a não ser com um contrato que o justificasse. Disseram-lhe que sim. Mas, o coração dele ficou no Porto. Ainda ontem almocei com ele e disse-me que vai manter a casa no Porto, porque quando terminar a carreira quer fazer aqui a sua residência na Europa", contou, em declarações à Sport TV, à margem da Taça do Mundo de bilhar, rendido à classe de Lucho, a todos os níveis, até à despedida: "Não pudemos evitar a saída, uma vez que ele também o pretendia. O Lucho é um grande jogador, foi importantíssimo no FC Porto, como pessoa deixou saudades em todos, mas, vai fazer 29 anos e naturalmente que teve oportunidade de fazer um contrato fabuloso". Quanto ao sucessor, confrontado com os nomes de Valeri e de Belluschi, Pinto da Costa disse que "há várias hipóteses em estudo". "Uma, por acaso, já vi no jornal", referiu, mas, ficou por aí.

    Lyon fala demais e desmente em vez de chegar e negociar

    As notícias da sucessivamente adiada viagem do Lyon ao Porto para discutir Lisandro dão "quase todas as probabilidades de insucesso" ao negócio, avisou Pinto da Costa, "convencido de que não se passará nada". "Quem quer comprar e tem dinheiro, como é o caso do Lyon, faz como o Marselha: vem e fecha o negócio, ou não. Não trabalha como o Lyon está a trabalhar", criticou: "Fazem sair notícias que depois desmentem. Muitas vezes, as pessoas falam, porque não conseguem estar caladas, e depois são os jornalistas que inventam". "No momento, não está previsto" que saia mais alguém do plantel."

    ResponderEliminar
  7. Zé e Meireles:«Lucho não deu um tusto de lucro ao Porto» ajudou a ganhar títulos que é o que nós queremos.
    Sobre os lucros, os prejuízos, os emprestados, etc., falarei daqui a alguns dias, depois de saber coisas concretas.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Não compreendo como dizem que o Lucho foi um negócio sem retorno. Faz-me impressão como são capazes de dizer tal coisa. Um homem que foi fundamental para a conquista destes 4 campeonatos, vitórias na champions e na taça, não deu retorno?!?! :|

    Deixem de ser tão mesquinhos e sejam mais humanos. Eu confio na nossa instituição. Não é perfeita mas dá-me alegrias. Que posso eu mais querer.

    ResponderEliminar
  9. Concordo com o post mas há coisas que me deixam a pensar, como é que uma equipa como o marselha, que de longe não está ao nível do porto, quer em termos desportivos e de vendas, consegue contratar um jogador de topo, com provas dadas na europa, por uns "míseros" 18 milhoes de euros e ainda lhe pagar mais do dobro do que recebia no antigo clube e o Porto não consegue?

    Não conheço as contas do marselha, é um facto, mas de certeza que deve haver alguma explicação lógica (não estou a ser irónico..)

    no final de contas o que interessa é que o porto perdeu um jogador importantíssimo, está em vias (ou não) de perder mais um ou dois, e os jogadores que vemos todos os dias nos jornais não são propriamente qualidade assegurada.

    Uma coisa é contratar jovens promessas que possam vir para o banco, uma vez que a equipa titular está bem definida (concordo com esta política embora nos últimos anos temos perdido todas as nossas promessas e só vi chegar o hulk, cissoko e fernando) outra coisa é comprar jogadores para a equipa principal!

    não sei mesmo até que ponto o porto se está a preparar bem para esta época, mas a verdade é que todos os anos me surpreende e espero que neste também!

    FORÇA PORTO!!

    ResponderEliminar
  10. No público:

    "

    O jogador português é 20 vezes mais popular que a média dos jogadores que participam na Liga dos Campeões, de acordo com os dados fornecidos pelo Grupo de Investigación de Economia.

    A agência internacional de marketing desportivo, Weber Sandwich Sport, estima que as receitas que Cristiano Ronaldo irá gerar poderá atingir os 100 milhões, noticia hoje o jornal de economia “Cinco Dias”, no dia em que o jogador português se apresenta no estádio Santiago Barnabéu.

    Juntamente com Kaká, os dois poderá gerar receitas de 140 milhões.

    “Recuperaremos o investimento, nem que seja por via da publicidade”, esta foi a resposta mais repetida pelo Real Madrid depois de ter pago 94 milhões de euros por Cristiano Ronaldo. O jornal espanhol diz que esta afirmação não é descabida. E o exemplo é dado com Kaká, o jogador que custou 65 milhões de euros ao Real Madrid. Uma semana antes da sua apresentação aos adeptos, foram vendidas “pelo menos” duas mil camisolas só com o seu nome.

    Os adeptos mais fervorosos acreditam que com Ronaldo se superará todos os recordes. O “Cinco Dias” recorda ainda que Cristiano Ronaldo tem contratos de publicidade com cinco empresas: a Nike (que termina em 2010), com o Banco Espírito Santo (até 2011), com a marca de lubrificantes Castrol (também até 2011), com o champô Clear (termina em 2010) e com a Soccerade (bebida isotónica cuja empresa também é accionista).

    Para a empresa de marketing, a melhor forma de tirar rentabilidade de Ronaldo é ao vender a sua imagem. O português, em conjunto com Messi, jogador do Barcelona, é considerado o futebolista com mais seguidores e que mais chama a atenção dos média.

    Em resumo, Cristiano Ronaldo é 20 vezes mais popular que a média dos jogadores que participam na Liga dos Campeões, de acordo com os dados fornecidos pelo Grupo de Investigación de Economia."


    O Ronaldo vale bem o que pagaram por ele e vai demonstrar em Madrid toda a sua genialidade. Ele, mais do que ninguém quer vencer este desafio e calar quem duvida do seu génio.

    ResponderEliminar
  11. "como é que uma equipa como o marselha, que de longe não está ao nível do porto, quer em termos desportivos e de vendas, consegue contratar um jogador de topo".

    Caro Ricardo Oliveira, o OM faz como os outros, saca mais em direitos televisivos do que os clubes portugueses todos juntos. O poderio económico dos clubes dos 5 grandes países da Europa, adveniente do seu mercado de consumidores e dos que lhe estão à volta (não são países periféricos), estabeleceu-os lá no alto.

    Só temos de constatar essa realidade. O 22º e último classificado da Premiership inglesa recebe por época mais do que a Liga dos Campeões paga ao vencedor da final da maior prova de clubes do mundo.

    É tão simples quanto isso.

    Depois há mais pormenores, mas não vale a pena ir por aí.

    Isto é só para ter uma ideia do que custam os jogadores e do que rendem.

    O Flip não percebeu que ninguém está a criticar o Lucho, o FC Porto, o Marselha. Tomara todos os jogadores darem este lucro: tetracampeões e todo o investimento recuperado. Um break-even com títulos é o ideal.

    O angelodias continua a beber a cultura do consumismo endoidado e a mim pouco me importa se o RM vai recuperar o investimento no Ronaldo e se os meios de comunicação ao serviço do clube do regime espanhol fazem o grande favor de calcular que sim, o RM terá dividendos disso. No fim se verá, mas se o RM não for campeão europeu em ano algum com CR9 nunca terá retorno, nunca, por muito dinheiro que encaixe com patrocínios (atenção que o BES e não sei quê paga ao Ronaldo, não ao clube, são contratos individuais e pessoais) e blá, blá que é o que está a dar agora, o folclore triste que isto representa hoje em Madrid.

    Eu procuro compreender e deixar pistas para que outros percebam a mecânica que não é "facilitista" como se faz crer. Se o efeito Florentino fosse infalível o RM não tinha duplicado a sua dívida desde a primeira era galáctica que teve Zidane como exemplo: ao menos deu uma Liga dos Campeões ao RM e era mesmo grande jogador, além de pessoa sensata para perceber que ninguém vale assim tanto.

    Mas não adianta chamar as pessoas à razão. Há idiotas que compram tudo o que se lhes impingem.

    ResponderEliminar
  12. O Real Madrid tem receitas 20 vezes superiores ao FCPorto ( no mínimo dos mínimos). O FCPorto compra jogadores por 10 milhões de euros e não é um nem dois.
    Nesta lógica não vejo qual é o problema...E se vires as contas do FCPorto....

    ResponderEliminar
  13. E se virmos as contas? Mas quais contas? As reais ou as ditas pela imprensa?


    Este fim de semana estive a observar o Pastore. Agora percebi porque é que o Lucho disse "ele
    é melhor que eu".
    Talvez isso seja um exagero para um jogador de 20anos.
    Mas fiquei mesmo ougado, quero mesmo ver o rapaz no Porto.

    ResponderEliminar
  14. Outra coisa, chamaram-me a atenção este fim de semana também, para as diferenças entre passivo de sad e passivo de clube e os seus valores nos clubes grandes.
    Achei interessante...

    ResponderEliminar
  15. Mas que merda é esta? Os jogadores são para ganhar títulos ou são para dar lucro na hora em que são vendidos? O Lucho pagou-se a ele próprio e deu muita alegria e satisfação a sócios e adeptos. Quanto ao Deve e Haver, isso são contas de outro rosário que ao adepto pouco interessam. Eu até nem sou accionista da SAD! A contabilizar os que não rendem, mandava-se matá-los? Falem de FUTEBOL e não de CONTABILIDADE! O que eu quero é vitórias e títulos. E a maioria pensará como eu, estou certo. O resto são cantigas!

    ResponderEliminar
  16. Não estou a entender a indignação! Quem disse aqui que o FCPorto não ficou a ganhar por ter contado com Lucho no seu plantel?!

    ResponderEliminar
  17. angelodias, mas essa noção das coisas temos nós, obrigado pela chamada de atenção. O orçamento do RM será 5 vezes superior ao do FC Porto e tem sido sempre na ordem dos 380/400 ME, tal como o Barcelona aliás.

    Os chico-espertos que olham para os benefícios do RM conseguem explicar porque tem contas no vermelho e em números assustadores?

    Sobre esta matéria não tenho ilusões: para ter uma equipa competitiva, há que gastar dinheiro. Não é dinheiro atrai dinheiro, senão não faltariam clubes portugueses abundantemente ricos e são pobres até meter pena. O dinheiro atrai dinheiro é a tanga do Florentino que já se viu como deu durante 5 anos. No fim foi preciso vender o centro de treino no meio da cidade... Mas o RM continua endividado até ao tutano.

    Mas ganhar títulos atrai dinheiro. O Barça pagou prémios pelo "triplete" que nem sonhava e agora anda a renegociar uma dívida à banca porque precisou de dinheiro para pagar os prémios, na ordem dos 4 milhões de euros só para os jogadores, salvo erro, pela Champions, depois mais a Liga e a Taça e subitamente o clube não teve dinheiro para premiar tudo isto!

    As pessoas clamam, justamente, por equilíbrio nas contas dos clubes/SAD. Por princípio, todos devemos concordar, é muito bonito mas todos querem títulos e para isso muitos empenham-se até ao tutano.

    O que não devemos fazer, sob pena de pregarmos um moralismo de sarjeta, é pedir títulos e contas positivas. Porque isso é praticamente impossível. Aliás, como expliquei, a Juventus tentou fazê-lo mas nunca mais teve o sucesso interno de outras eras e a nível internacional já perdeu nome no cartaz, não conta para o totobola dos favoritos à Champions.

    É um ovo de Colombo equilibrar as finanças e obter títulos. Há adeptos que por aqui gostam de "apreciar" as contas da SAD e anotar as maleitas todas. Não digo, até por não ser expert, que não se deva fazer contenção de gastos e que poderia poupar-se uns milhões nuns emprestados. Mas isso é uma migalha, não é a panaceia. O FC Porto quer uma equipa competitiva e paga-a bem, ao menos obtém sucesso desportivo que é para isso que, ainda, servem as SAD porque o que conta é o futebol e este não é para distribuir dividendos, os parvos do Benfica é que, como não chegam aos títulos e dizem que estão verdes, andaram a vender a ideia de que não querem títulos, mas também não têm dinheiro e estão endividados até ao pescoço.

    Não são com exemplos do RM e do benfica que o FC Porto deve governar-se. Porque face a esses está muito bem.

    ResponderEliminar
  18. Mas há que atentar no seguinte: ser campeão tem um preço, bicampeão outro, tricampeão mais ainda e imagine-se o que é apontar ao hexa. Mas também é assim que se valorizam os jogadores, com títulos no campo e não nos jornais que contribuem para iludirem os adeptos e despejar toda a arrogância dos fidalgos arruinados além de doses descomunais de demagogia. E é barato, aos jornais não custa nada, nem os títulos, nem os jogadores, nem as bolas de futebol.

    Eu proclamo sempre que deve falar-se verdade, noticiar as coisas como são e não andar a maquilhá-las para enganar parolos. Os leitores têm de deixar de ser estúpidos, de uma vez por todas.

    O folclore que se passa em Madrid para já só ajuda a Marca e o As que atiram os foguetes e vao apanhar as canas. Se não houver títulos e o passivo aumentar no fim do exercício económico, no final da época os jornais também vão aumentar as críticas a quem elege políticas desportivo-comerciais assim. E, aliás, encerram em si preversidades assustadoras de que já pagaram com os seus cargos treinadores como del Bosque, bicampeão europeu mas sem imagem para vender num clube glamoroso, e até Carlos Queirós que sofreu a primeira pré-época em viagem pela Ásia com os custos futebolísticos que a equipa teve depois.

    Quem os quiser que os compre. A mim espanta-me que, estando os portistas habituados a contenção verbal no FC Porto e nenhum show-off, aceitem este folclore do Ronaldo de bom grado. Se fosse no Benfica criticavam, mas no RM é mais fashion.

    E para mim, de resto, o que conta é no relvado. No final da época, bem ou mal, para todos os adeptos será assim, mesmo em Madrid. Haverá cobrança e pesada se não houver retorno desportivo para uma equipa que terá de começar do zero com um novo treinador. Essa é a verdade que importa conhecer. E a primeira, e de maior impacto nas suas caras, que os adeptos apreciarão. As contas ficam para depois. Tem de haver "ilusão" no futebol, para arrastar a paixão, mas não se deve vender a alma ao diabo porque isto é um jogo e eu continuo a preferir o do Barcelona que sem galácticos já ganhou 3 Taças dos Campeões tal como o RM desde os anos 70 e em títulos espanhóis a diferença não é muita nesse período mais recente.

    ResponderEliminar
  19. Uma coisa que não me está a agradar é a seguinte:

    -A época terminou a 30 de Maio de 2009. Estamos a 6 de julho e ainda nem começaram os habituais exames médicos, enquanto que os outros já vão com uma semana de preparação. No final de mês temos um torneio de enorme prestigio para vencer, a PEACE CUP. A final será no Barnabeu.
    Irrita-me ver reportagens, nas revistas cor-de-rosa, do nosso tecnico ainda a banhos-de-sol com a Zulmira no Algarve. Ainda recentemente isso não acontecia. Eramos sempres os primeiros a começara pré-temporada.
    De quem é a culpa?

    ResponderEliminar
  20. Zé Luís,

    Concordo em parte com tudo o que disseste mas repara o seguinte:

    O Barcelona também é uma equipa de galácticos, foram é quase todos eles formados lá e obviamente ficaram mais em conta :) E mesmo assim dá 30 milhões por um lateral-direito...
    Quanto ao orçamento do RM, penso que não deverá andar muito longe dos orçamentos de Barcelona, Chelsea, MU ou Inter...
    Tem tanta responsabilidade de ganahr a Liga dos Campeões como qualquer outra equipa que mencionei em cima...O que acho é que muita gente se esquece que ainda não há muito tempo houve transferências milionárias e que para mim foram muito mais arriscadas...50 milhões pelo Schevchenko e quarenta e muitos pelo Berbatov só para citar alguns...
    Vendo as coisas de uma maneira simplista: o FCP tem obrigação sempre de ser campeão porque tem o maior orçamento, o RM tem a obrigação de ir ganhando uns campeonatos pois tem um orçamento praticamente igual ao Barça...Coisa que tem feito.
    Falaste na ilusão e muito bem: o futebol é vivido à base da ilusão e da paixão e nos olhos dos 70 ou 80 mil adeptos que vão estar hoje no Barnabéu é isso que se verá...
    E a culpa disto não é do AS nem da Marca como compreenderás :)
    E convenhamos que a primeira era dos galácticos não correu nada mal em termos desportivos...

    Não sei se Ronaldo vale 94 milhões...Mas isso obviamente é muito relativo e só no final se saberá...Mas que o Ronaldo vai triunfar em Espanha disso não tenho dúvidas...

    ResponderEliminar
  21. Se bem me recordo, o chulo moçambicano que foi convidado para estar presente na apresentação do CR, ainda durante o europeu de 2008 afirmou que para ele o CR não era o melhor jogador do mundo, roído pela inveja de haver um puto que já o ultrapassou como o melhor jogador português de todos os tempos. O que o fez mudar de ideias?

    ResponderEliminar
  22. Oporto, deixa os rapazes descansar um bocadinho também sff.

    O Porto acabou uma semana mais tarde a época que os outros.
    Os outros têm pré-eliminatórias e jogos oficiais já ao virar da esquina.
    Faz sentido o Porto entrar uma semana mais tarde ao trabalho, os nossos jogadores também merecem descansar como os outros, até mais que os outros, porque os nossos cumprem.

    Quanto à Peace Cup, e mantendo-me no tópico, tou-me a cagar. Quero é que o Porto vença o campeonato e faça melhor na Champions.

    ResponderEliminar
  23. xas:

    Só me refiro a um certo relaxamento existente.

    Atenção que a PEACE CUP tem 1 premio para o vencedor de 2M € e para o finalista vencido 1M €.
    Mantendo o tópico não se pode cagar para tão importantes cifras...

    ResponderEliminar
  24. Importantes cifras para quem ?
    2M é o quê? metade de um Benitez? Os ordenados mensais de alguns jogadores que temos emprestados?
    Caga nisso...
    Temos culpa que os da segunda circular tenham de jogar pré-eliminatórias?

    Deixa a rapaziada descansar e se não sair mais ninguém os mecanismos estão lá...é só ganhar pernas :)

    ResponderEliminar
  25. 2 Milhões de euros é quase o equivalente à entrada na fase de grupos da UEFA CHAMPIONS LEAGUE. Nos jornais espanhois referem-se muito ao prémio a atribuir ao vencedor. Estamos a falar de jornais espanhois...
    Outra coisa. Não gosto de ser humilhado nos torneios de Amesterdão e semelhantes...Não fico euforico com vitorias no torneios de Roterdão e semelhantes.

    ResponderEliminar
  26. "2 Milhões de euros é quase o equivalente à entrada na fase de grupos da UEFA CHAMPIONS LEAGUE"

    Estás redondamente enganado...

    ResponderEliminar
  27. Sejamos realistas, os adversarios sao de grande nivel, e o Porto vai andar a refazer uma equipa.
    Para alem do mais é pré-epoca, onde se recupera fisicamente os jogadores para a nova epoca e nao entrar a matar para rasgarem.

    Apesar do Porto ter apenas como ambição ganhar todos os jogos, não acredito que seja bom almejar dar tudo por esse trofeu. Há que pensar à frente, em coisas bem mais importantes.

    ResponderEliminar
  28. Zé Luis,

    Disse aquilo porque alguns dos comentários que li levaram-me a pensar no que disse. Eu ultimamente não tenho tido tempo para ler tudo que para aqui anda mas se calhar devia hehehe.

    ResponderEliminar
  29. Viva !

    Muitos Parabéns pelo artigo. Está magnifíco.

    Mas eu continuo a pensar que a venda e compra de Cristiano Ronaldo introduz uma vertente nova na modalide. Espero que me engane.

    Na revista "L'Express" de 18 /VI deste ano Cecile Thibaud expõe a ideia que o objectivo primeiro do Real não é de ganhar, mas de vender. Vender a marca Real. Clube que foi considerado o melhor do século XX. É claro que se ganhar tanto melhor.

    O que não deixa certos sócios Madrilenos preocupados, citados pela jornalista, que preferem as vitórias à venda da marca.

    Parece-me impossível comparar Zidane a Ronaldo pela simples razão que Zidane só fez sonhar os amantes da modalidade.

    Ora Ronaldo, como já antes aqui escrevi, em comentário, é muito mais que um mero futebolista.

    É muito mais que um galáctico.

    Já contei aqui que tenho uma colega que comprou uma camisola Ronaldo , para chatear os futebolistas. Vamos pensar que essa colega ensina a nível universitário e que odeia o futebol.

    Vamos pensar que a minha filha de 11 anos começa aos pulos porque numa espécie de emissão para adolescentes uma das concurrentes afirma ter dormido com Ronaldo.

    Vamos pensar que na revista tv que comprei o editorial era dedicado a Ronaldo.

    Vamos pensar que Pelé ( após o Portomaravilha ) declara que Ronaldo lhe lembra G.Best, para ele, o melhor jogador criativo.

    Vamos pensar que Sir Elton John dedica uma das suas mais famosas a Ronaldo a quando um concerto. ( Continuo a não compreender porque E. Jonh, sendo gay, só é favorável à união entre gays e não ao casamento )

    Oups já Venho !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  30. Começaram a entra na liça os "hipotéticos distraídos" que vêm apenas semear a confusão...Ninguém disse que o Lucho não deu "lucro" ao Porto, não o deu na medida em que a diferença entre o que custou ao Clube para a sua contratação e manutenção e o montante da sua transferência estarão ela por ela...O lucro pode medir-se em prazer de o ver jogar e em que conquistas que auxiliou a consegui...No fundo é esse o objectivo perseguido...Mas quem criou a confusão foi quem trouxe à discussão, os Milhões conseguidos com as vendas dos Passes dos jogadores...Neste momento já estarão no seu espaço cubicular a cogitar em novos argumentos para semear um pouco mais de confusão!
    Enfim, como se não os conhecêssemos...

    ResponderEliminar
  31. Eu não semei nenhuma confusão. Acho que a saída do Lucho foi boa para ele e para nós. Estou lhe muito agradecido por tudo o que fez. E acho que todos devíamos estar.

    As vezes que o fiz foi só para divulgar o meu apoio ao clube e pouco mais.Para não chatear mais as hostes não volto mais a postar aqui pois não tenho mesmo vida e conhecimento para tal.

    ResponderEliminar
  32. Viva !

    Desculpem. Continuando :

    Vamos pensar que Glazer que vem com outras noções do que é a rentabilidade desportiva, para ele não forçosamente ligadas à vitória, aceita durante um ano o choradinho de Sir Fergunson e depois mando-o passear. Porque haveria ele de incomodar se são 95 milhões que vão para o seu bolso ?

    Note-se e leia-se a grande homanagem que Fergunson faz a Ronaldo. É um grito de revolta !

    Tudo parece que Glazer, que sabe que o Manchester é o que é, esteja na mesma linha de ondas que Perez. O que interessa é vender a marca.

    Assim, quando se parece desenhar uma espécie, num futuro próximo,de mini campeonato entre marcas, Platini, fora do assunto e fora do mundo, responde numa radio de grande escuta que acha a transferência escandalosa, mas que os dois clubes se " sentem ou se acham muito bem ou felizes" nas competições da uefa.

    Espero que sim !

    Relativamente às receitas do Real e segundo o muito sério diário "Le Monde " ( 15/VI ). 28 % bilheteria, tv 37 % , camisolas e sponsors 35%.

    A verificar que o contrato com a Bwin para "sponsorisar" as camisolas acaba em 2010.

    Eu, talvez por já ser da velha geração, acho que o futebol não é isto. Mas ao mesmo tempo sinto-me fascinado pelo que Ronaldo tem despertado.

    As discussões sobre o futebol e o brincar ou o estar perante a imagem.

    Para acabar, tenho uma colega de história que me disse que ia escrever um papelito do porquê do nº9 : É que os espanhóis continuam a complexar por terem, segundo ela, destruido a civilização Maya. E o que o número 9 é um número sagrado para os Maya, visto ser um triplo de 3 ( píramade ).

    Já viram a loucura ?

    Daqui a pouco ainda vou começar qualquer um Goodspel do tipo

    CR who are you ? and what you are ?

    E eu no deserto e o Porto aqui tão perto !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  33. Foi-se o "El Comandante" chegou o "El rasta"

    http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/FR24538.pdf

    ResponderEliminar
  34. Belluschi já está .
    Tudo em http://carregaporto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  35. O Belluschi já é nosso. Preferia o Van der Vaart claro, mas do pouco que conheço deste jogador não me parece que seja mau.

    ResponderEliminar
  36. Está cá o Belluchi e daqui a pouco vou começar a ouvir e ver discutir o seu preço. Se não fôr antes, será logo após o primeiro jogo menos conseguido que ele faça. Alguém vai colocar em causa a SAD e a sua gestão, disso não tenho dúvidas. Cá por mim esperarei para ver, porque isto de comprar jogadores, não é a mesma coisa que comprar automóveis. De uma coisa tenho a certeza: confio nas pessoas que nos últimos anos tem conduzido os destinos do Porto. Os resultados são por demais evidentes.

    Estou é com saudades de ver a bolinha a rolar, isso é que conta. O resto é treta.

    ResponderEliminar
  37. Primeiro, não desejo muito ver o van der vaart no Porto. Demasiado problemático e insurrecto e sobre-valorizado, isso é contratação à benfica...
    No entanto não lhe nego o talento, e a vir por empréstimo como um passarinho me disse, a fazer parte do nosso clube, terá o meio apoio, claro.

    O Belluschi conheço, já o vi jogar várias vezes, médio ofensivo centro ou direita, muito bom jogador. Com um ano de Europa já espero que se adapte rápido ao Porto, não tenho dúvida que vai ser mais um grande jogador do nosso clube.

    Segundo me parece o Porto pagou 5milhões pela primeira metade do passe e ele ficou com clausula de 30 milhoes. E parece que o detentor da segunda metade nem pede 5milhoes pela sua metade...

    Gostava mesmo era de ver o Pastore no Porto, nas ultimas semanas tenho vindo a ver o rapaz e depois deste fim de semana fiquei mesmo convencido.

    O Valeri a vir, como parece que vem, vai ser mais um "queimado", parece-me daqueles jogadores cumpridores, joga bem mas não deslumbra. Que demore um bocadinho mais a adaptar-se como tem acontecido com os argentinos no Porto e está o rapaz comprometido.

    ResponderEliminar
  38. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  39. Já fiz o post sobre Belluschi e Valeri. Sem trocar os vês pelos bês... Espero a "aprovação" e diligência técnica do Zirtaev.

    p.s. - tá visto que tão-se a cagar para o TGV e o TCV...

    ResponderEliminar