02 setembro 2009

Os "marcados" do mercado patético

Nem saiu Hulk nem Bruno Alves. Também não se consumou a compra de Kléber, numa novela que o FC Porto "deixou andar". Ao invés, saiu Patric que tinha sido comprado apenas este Verão e que prometia acabar com o domínio do Porto. E até saiu uma daquelas contratações cirúrgicas do Sporting do ano passado. Mas depois do tipo parecido com Ronaldinho, agora vem um que lembra Kaká... Além do Angulo para onde é atirado o dito prodígio Matigol
O mercado de transferências fechou por agora, até Janeiro, mas a "silly season" não acabou. Esgotou-se, sim, o tempo para a propalada saída de Bruno Alves e não foi pelos 30 milhões de cláusula. As vendas aclamadas antes do tempo para o Barcelona, o primeiro de muitos pretendentes do fantástico capitão portista, não se concretizaram. A cansativa irritação, preocupação e incómodo do pai Washington foi até vencida antes da teimosia jornalística. Nem é pela falta de qualidade do jogador, nem sequer pela cláusula que já nem é tão alta assim, comparando com outras mirabolantes que por aí se vão colocando. É que o tempo dos media não é o dos clubes e, pior, os media das origens dos potenciais interessados não "compraram" tanto quanto por cá os pasquins "venderam".
Graças também a Carlos Xistra, com a expulsão de Hulk, provavelmente foi cirúrgica a paragem forçada que retirou o incrível brasileiro dos campos e do eventual apetite dos endinheirados da bola da estranja.
Pelo que, tudo somado, o FC Porto não comprou mais ninguém, limitando-se a despachar ex-emprestados,  não obstante os rumores (e esperanças de alguns adeptos) da necessidade de um ponta-de-lança e de um tal Kléber ter proclamado que havia negociações sim, não adiantava esconder. Estas também são obras do mercado, algumas "chico-espertice" que umas vezes merecem comunicados oficiais a desmentir e outras ficam sem esclarecimento. Esta, aliás, da parte do FC Porto acaba por resultar em autogolo, mais um neste Verão atribulado e quente, pois permitir notícias, não as desmentindo, como as que saíram do interesse em Kléber dizem das certezas que os responsáveis portistas têm dos reforços, nomeadamente Falcao que tem uma estampa atlética semelhante e não se entende bem porque raio o Kléber seria melhor do que o argentino. Uma argolada portista quando o mercado tinha presumivelmente sido atempadamente resolvido e bem sucedido, mas há chico-espertos em todo o lado e no Dragão não gostam de ficar atrás das aselhices próprias de outros campos...
Por esses campos, agora pode nem ser notícia, mas a contratação de Patric era a primeira solução milagrosa do "dr. House" do mercado. Rui Costa prometia, antes de Jesus, resolver o problema da lateral-direita e Patric disse logo que vinha para acabar com o domínio do Porto (sic). Pois está devolvido à procedência e as laterais encarnadas continuam com jogadores adaptados tanto criticados na época passada e agora não falados...
Angulo com Matigol, um 10 para render o 10 comprado antes?
Parte também, para desconsolo dos paineleiros conhecedores do meio, um tal Rochemback que veio engordar mais em Alvalade mas foi uma das três (lembram-se?) "contratações cirúrgicas" do Sporting na época passada. Um jogador muito elogiado quando antes passou por cá e nunca lhe vislumbrei centelha de importância e influência, que me pareciam bem mais delgadas do que o seu volumoso corpo que cada vez mais, agora, lhe custava arrastar.
Chegam, entretanto, dois reforços para os rivais do FC Porto. Que o Sporting precisava saltava à vista. E não eram só jogadores, muitos, mas mesmo técnicos e dirigentes. Agora chega um Angulo que o "Tintin" Koeman dispensou do Valência no seu curto reinado de meses na costa espanhola. O Sporting da juventude sempre papageada vira-se para um tipo de 32 anos, livre mas usado, curiosamente um jogador tipo nº 10 para uma posição onde está um puto chileno a cujo nome acrescentam a palavra (e a imagem, já agora) "gol" sem apontar um tento que seja... Patético. Esta contratação leonina não podia ser mais ridícula, pois Angulo só pode jogar a 10 sem tirar Moutinho da posição em que mais rende no losango e sabendo que Izmailov será titular quando recuperar, logo é o reforço Matigol que está em risco num autogolo do Sporting que só faltava para abrilhantar esta paranóia de comprar jogadores que sirvem um desenho geométrico que é a especialidade de Paulo Bento.
E depois da palhaçada do Celsinho que era parecido com Ronaldinho (sim, no cabelo...), agora chegou um Felipe que dizem ser como Kaká. Quando as galinhas se agitam, a capoeira não tem sossego e é esta a triste imagem da capacidade de intervir no mercado por parte dos clubes portugueses. E a imagem de patético desconhecimento da Imprensa portuguesa em "identificar" as carências dos clubes e as características dos contratados. Estão bem uns para os outros. 

30 comentários:

  1. Zé Luís, francamente, comparar o Falcao como Kléber não faz sentido. São jogadores muito diferentes. Falcao, mais para um 4x3x3 e o brasileiro - tem muitas semelhanças com o Lisandro - para determinados jogos, por exemplo fora, na L.Campeões e até podiam jogar os dois...Depois o F.C.Porto não podia desmentir o indesmentível: estava interessado no Kléber e ponto final. Não veio: eu digo infelizmente, tu dizes felizmente...oxalá tenhas razão.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Se fosse troca por troca (com a inclusão de €€€, claro) achava bem que viesse o Kléber e regressasse o Farias.
    Não que eu desgoste do Farias já que até tem sido pontualmente útil. Em parte o Farias dá-me o mesmo sentimento que me dava Postiga: parece que vai encarreirar e dar-nos alegrias mas depois falta-lhe o danoninho. É pouco combativo e móvel (é o seu estilo) o que não se adapta muito ao que agora gostamos/queremos.
    Falcão é parecido mas parece-me um pouco mais activo e móvel, ou seja, é um Farias acelerado. Kléber é muito diferente.
    Mas, se por um lado gostava que fosse feita a 'troca', por outro fiquei satisfeito por a SAD não ter ido em loucuras. Todos queriam muito (jogador, clube e empresário) e apesar de termos €€€ para isso, somos um clube que pensa a mais do que um campeonato de distância.
    Em Dezembro provavelmante voltaremos a falar do assunto (principalmente se as coisas não correrem pelo melhor no campeonato e CL...)

    ResponderEliminar
  3. Quanto aos outros clubes da 2ª circular, acabada a silly season, aconteceram duas coisas distintas:
    os dois estão falidos, mas um foi às compras ao lidl e trouxe umas promoções. Continua a sustentar a linda teoria da continuidade mas a ideia que tenho é que devem já andar todos fartos do casamento. O futebol é fraco e não fosse a habilidade do Jorge Sousa no último jogo estariam agora em polvorosa.
    O outro foi ao Corte Inglés e pagou com cartão de crédito. Acho que ao fim de tantos anos finalmente têm equipa para lutar no campeonato (noutros anos às vezes também "lutaram" mas foi com recurso a outras armas...).
    As contratações ali são sempre equiparadas a Eusébio, Pelé e afins. Até esse prodígio chamado Makukula esteve nesse pódio. Mas isso é-nos benéfico porque os jogadores leem os jornais e enquanto os jornais escrevem coisas nesta linha (como o David Luiz andar a ser seguido pelo chelsea), a coisa sobe-lhes à cabeça, não duvidem.

    Lembro-me que Mourinho no slb deu uma coça ao sporting precisamente porque o sporting andava nos deuses e achava-se o maior. Ele sabia e disse isso aos jogadores do slb. resultado: 3-0. Depois foi corrido, felizmente (bem hajam!).

    ResponderEliminar
  4. PS: acabei de ver a capa da bola... Minha nossa senhora, este jornal este ano está verdadeiramente inacreditável!

    ResponderEliminar
  5. Já repararam que se o Bruno Alves tivesse saído, nesta altura não teríamos nenhum jogador formado no Clube (pelo menos 3 anos de formação -requisito UEFA-) … acho muito preocupante!!

    ResponderEliminar
  6. Rato, só no signo chinês!! eheh

    Acho que é uma questão muito importante, que fez com que não pudéssemos inscrever o Nuno Coelho e o Prediger na champions. Esperemos que o Fernando não seja castigado ou se lesione, caso contrário, não teremos mais nenhum trinco operacional.

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  8. Ó Vila Pouca, francamente o quê?!

    Eu nem comparei jogadores, pergunto-me e pergunto-lhe para que serve um jogador de 10ME de características físicas semelhantes (altura e peso) ao Falcao?

    Eu sei que alguns amigos preconizam um outro avançado. Em geral, porém, pedem um avançado tipo torre de assalto contra defesas mais fechadas. OK, por aí concordo, mas há que ver o preço, ou agora o valor é indiferente e podemos gastar à tripa forra?

    Decidam-se.

    Qunto ao Kléber, conheço-o tanto como conhecia o Falcao. Nada. Por isso não comento as características dos jogadores. Agora, o inserimento de Kléber no onze não muda nada?

    Um tipo de 10ME tem de ser titular, não vai para o banco. E se entrar, quem sai?

    É para 4x4x2 na Europa? Onde encaixa Rodriguez e Hulk? Vamos jogar com 2 trincos? Têm a noção do sistema e dos jogadores que há?

    Por isso, parece-me que esta coisa do Kléber é um erro crasso de política desportiva. E sabem que:
    a) eu não entro na conversa bota-abaixista dos comissionistas;
    b) considero boa e profícua a política de contratações do FC Porto, muito superior à dos rivais.

    Portanto, não tenho preconceitos como alguns e, por outro lado, não acho que tudo o que se faz faz-se bem. Esta do Kléber, como refiro no post, é um tiro corrigido, porque nunca se saberia o que daria Falcao.

    Falcao caiu-me no goto, até lhe vaticino mais de 20 golos na época, mas o interesse em Kléber para mim não encaixa a não ser como alternativa a Falcao se corresse mal. E ele tem provado o contrário, logo há um tiro no pé dos responsáveis portistas ao não comentarem nem desmentirem o interesse em Kléber.

    A mim diz-me pouco que Kléber possa fazer lembrar Lisandro. Se o fito é esse, então o FC Porto devia ter pensado em Kléber antes de Falcao, porque Lisandro estava vendido atempadamente e houve tempo para planificar a sua substituição.

    Vieram com a conversa de Falcao igual a Farias. Zero, para mim. Logo que o vi, em Espanha, apareceu a jogar e bem fora da área. E na área tem sido um matador. Então, concluo que Falcao fez alguém engolir um sapo.

    Acho que 11 reforços, bons, são uma boa conta e um 12º jogador, a 10ME, um disparate que comprova a falta de lógica e assertividade na política de aquisições neste particular.

    É só isto que quero dizer, por muito bom que seja o Kléber. Virem contar-me histórias depois de várias especulações é que não adianta. Se o FC Porto queria salvaguardar Kléber em devido tempo e mais barato, tinha tratado do assunto da forma mais competente que é habitual e agora falhou: antes de ser noticiada a venda do Lisandro. Porque quando se sabe que um clube encaixou 25 milhões, é claro que quando esse clube vai às compras sabe-se que tem dinheiro para gastar.

    E não creio ser tempo de despesismo. Um brasileiro por 10ME tem de ser titular na selecção. Kaká custou 5 milhões ao Milan. É preciso é antecipar e o FC Porto não antecipou, bateu com o nariz na intransigência do Cruzeiro.

    O Cruxeiro fez o que o FC Porto faz: quer vender bem caro.

    O FC Porto estava a comportar-se como um clube rico. Até ver o passo que dava e perceber se vale a pena o risco de gastar tanto.

    É esta a minha reflexão. Cada um pode argumentar como quiser, mas explique bem a opção por Kléber que, no contexto actual, sinceramente não entendo.

    Aliás, o Kléber no Porto é como o Angulo no Sporting: tirar um reforço, Falcao no Porto e Matias Fernandez no Sporting. Esta última parece-me ridícula e demonstra a falta de tacto e nível de conhecimento dos responsáveis de Alvalade. Mas, enfim...

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  10. la esta...
    eu vi isto no goal.com e ainda tem mais detalhe no link que o rizzo indicou.

    Não vejo sequer referência a isto no maisfutebol, bola, record, jogo ou outro de referencia.

    De lembrar as capas quando o adriano so disse "eu vou falar".

    Este imprensa portuguesa é mesmo uma merda...

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  12. Rizzo Da Rat, o Hulk não pode ir para Inglaterra.

    Como não é internacional, não lhe dão a licença de trabalho.

    Já com o Anderson foi a carga dos trabalhos, mas foi aberta uma excepção devido à sua tenra idade.

    ResponderEliminar
  13. "O que acha? Se o plantel principal treina às 10 horas, eu tenho de lá estar com o Jorge [Ribeiro] às 8h30. Isto é normal? Percebo o que querem mas eu não vou falhar, sou um profissional, vou treinar todos os dias. Não têm nada a dizer de mim, nunca me viram em festas ou na noite, não criei problemas a ninguém. "

    O primeiro não demosntrou num jogo contra o Benfica, a falta de profissionalismo? Pensava ele que as coisas seriam sempre eternamente gratas?

    Se esta situação fosse no FCP, o que a gayvota comunicação já não teria escrito e mencionado.

    ResponderEliminar
  14. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  15. Rizzo, sim o Luís tem razão e eu iria fazer-te essa observação. Hulk não tem hipóteses em Inglaterra sem ter um mínimo de presenças na selecção, presume-se brasileira.

    Mas essa de diz que disse e que isto e aquilo é terreno fértil para especulações.

    A tua deixa já é nova, não seria Kléber para substituir Lisandro nem Falcao nem Farias. Ora bolas...

    Uma coisa me parece certa. Não sei do valor do Kléber e acredito que seja bom pelo que me dizem. Agora, expliquem-me lá como se eu fosse muito burro o que Kléber 10ME vem fazer? Para o banco? Para mandar Farias para o horário da manhã em que ninguém treina como fizeram com o Adriano?

    Era bom que alguém percebesse para que serviria Kléber, com que custo e a que preço interno, se é que estava algo previsto devidamente: o que eu duvido. E até me provarem o contrário, esta falhada contratação deixa o FC Porto mal na matéria, o que nem é costume.

    Obviamente náo paga; claramente errou no casting com algum dos reforços anteriores (Falcao à cabeça); objectivamente deu uma fraca imagem da sua planificação elogiada justamente mas que tem falhas.

    É a minha conclusão.

    ResponderEliminar
  16. Luis
    Esta do Kleber pode ter sido jogada como foi a do Moreto, que lhes custou muito mais do que deveria ter custado.

    O que se previa era a saída do Cardozo para o Milão, e a compra do Kleber pelos bermelhos...

    Ou então pela segurança em relação a uma pretensa saída do Hulk.

    Acredito mais que os alvos eram outros, e que os mesmos esbarraram na massa salarial que o FCP não pode assumir sem colocar em risco o equilibrio agora existente.

    Quanto a jogadores tipo torre já lá temos um que se encontra em formação, e por aquilo que me disseram portou-se muito bem contra o Padroense!!!

    Acho que o Falcao ainda vai fazer muita gente comer alguns sapinhos, ai isso vai.

    Falcao marca e dá a marcar. Se fosse no Benfas o passe que este executa para o 2º golo do FCP, eram hinos de inteligência e qualidade técnica de extreminador.

    ResponderEliminar
  17. mimado... enfim...

    o kleber nao vale 10M. A vir por 1 ou 2 seja, mas 10M deixem-no estar onde está. Se fosse assim tão bom não estava ainda no Brasil aos 26anos. Ser avançado no brasil é muito facil...

    O Hulk estar vendido ao Manchester é mentira, mas mandar essa para o ar para depois vir dizer que "acertei" também é facil.
    O Manchester perdeu o seu jogador de explosão e não contratou outro igual, é lógico pensar no interesse.
    Quanto ao Porto renovar a clausula, isso foi porque os 20 milhoes a que o Porto se agarrava podiam ser pouco para o segurar.
    Até pode ir em Dezembro, mas isso de dizer uqe está vendido é mentira.

    E até quero ver se o Farias vai embora... O Falcão tem três golos em 3jogos, mas o Farias tem 2 mais um na liga.

    ResponderEliminar
  18. ps:
    O Bruno Alves tambem estava vendido ao Barcelona, o Raul Meireles ao Marselha, o Helton ao Barcelona e ao CSKA, o Fucile ao Bayern...
    Enfim... ouve-se de tudo...

    ResponderEliminar
  19. Eu já vi que és emotivo...
    Sim, o "1 ou 2M" era provocação.
    Mas eu realmente não acho o Kleber como mais-valia (e sim, conheço-o) e não se encaixa na politica de contratações (quanto a mim correcta) do Porto e muitos menos valer 10M.

    Eu estou mais interessado em ver o Hulk "esmagar" no Porto.
    As informações, tem fontes... você terá as suas, eu sei que tenho as minhas.
    lançar ideias para o ar não é bom.

    a mim cheira-me a bater o pé neste caso do Hulk, por causa do Kleber.
    Desde à vários posts que vem eudeusando este rapaz e como não veio já o está a pedir ao pai natal...

    Se me disser que é isso que acha que vai acontecer, cede-lhe, porque estou de acordo que no fim de contas será algo assim...
    Agora não me insulte com isso de pérolas a porcos, como se de decreto-lei se tratasse.
    Faz-me lembrar um outro com os comissionaristas...

    PS: Sim conheco o Kleber, e é bom jogador, mas não vale 10M, não vale o Porto perder a cabeça.
    Sim conheco o Cruzeiro (e não só) e a sua politica, o mesmo cruzeiro que tinha o Alecsandro a titular com o Adriano no banco, o mesmo cruzeiro que vendeu o Weldon ao Benfica (estava emprestado ao Sport Recife) por nem 1M, vender gato por lebre, etc etc etc.
    é uma tendência...

    Diga-me lá, o Kleber "vem" substituir o Hulk porque o Rizzo acha ou porque o Rizzo quer? Eu limito-me a perguntar.

    ResponderEliminar
  20. estoy jodido

    http://oantilampiao.blogspot.com/2009/09/estou-jodido.html

    ResponderEliminar
  21. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  22. Liedson na selecçao?

    marquem presença na discussao aqui:

    http://tm-toquemagico.blogspot.c...-vencer- se.html

    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
  23. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  24. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar