18 março 2009

Renovação na continuidade


Jesualdo Ferreira entrou nesta nova época sabendo que nela teria talvez o mais difícil desafio em toda a sua carreira no F. C. Porto. Ao nível do que havia tido no seu 1º ano, quando chega ao clube já com a época a começar e a ter que pegar num plantel campeão mas construído em volta de um 3-4-3 maluco que nos levaria a humilhações na champions. Era preciso adaptar rápido, equilibrar e logo ganhar, e isto em ano de apito dourado que rebenta em cima de Jesualdo, que fica totalmente isolado pela Sad.

Em termos tácticos, o passar de um 3-4-3 para um 4-3-3 era sem dúvida um desafio complicado. E outros desafios Jesualdo teve que vencer. Entre eles, as perdas de jogadores importantes, sem que fossem devidamente substituídos como aconteceu da 1ª para a 2ª época.

Com a saída de Anderson e Pepe e a chegada de uma série de jogadores sem qualidade para se imporem no onze do Porto, Jesualdo foi obrigado a ter que alterar alguns processos, dar algumas variantes no seu modelo de jogo mas apesar de tudo foi um trabalho mais continuado e espaçado, pois Anderson infelizmente lesionou-se ainda nem a época ia a meio, obrigando logo, Jesualdo a abdicar da ideia de ter um 10 que transportasse mais o jogo e desequilibrasse desde o meio, tornando o jogo da equipa ainda mais rápido e com menos transporte desde o meio, passando-o mais para as alas e tornando o meio campo mais compacto. Menos de transporte de bola e mais de último passe, dando maior liberdade a Lucho e jogando não com um 10 mas com dois 8, Lucho e Meireles.

Quanto á substituição de Pepe esta teve que ser feita através do regresso de Pedro Emanuel e no potenciar um jogador como Bruno Alves que foi um jogador lançado e trabalhado para o sucesso por Jesualdo. Este ano o desafio era porém maior. Para além das perdas em anos anteriores, este ano a sangria de jogadores foi ainda maior e mais grave. Bosingwa um lateral que dava muita profundidade e mudava a velocidade e os ritmos do jogo da equipa, carrilando vários ataques pelo flanco direito, enquanto Quaresma jogava com mais liberdade da esquerda para o meio.

Perdia o Mágico portista, o tecnicista, o jogador capaz de nos jogos atados (como estes que temos tido este ano em casa) contra equipas muito fechadas, resolvia jogos. Um autêntico abre latas e o elemento capaz de dar um toque de imprevisibilidade ao ataque portista.

E ainda e o esteio do meio campo: Paulo Assunção. O pêndulo do 4-3-3 de Jesualdo, onde o 6 assume uma posição fundamental, por ter que ser alguém capaz de antecipar movimentos, ler o jogo desde trás e compensar a subida dos seus colegas dando-lhes a confiança necessária de saberem que nas costas havia alguém para estancar qualquer ocasião de perigo.

3 elementos fundamentais no 4-3-3 de jesualdo que se destacava pela sua qualidade nas transições mas também pela veia goleadora de Lisandro, as assistências de Quaresma e o jogo criativo e imprevisível pelas alas de Harry Potter e Tarik.

Após estas perdas, chegaram ao Dragão uma série de jogadores que vinham de ligas de outros continentes, com um grau de exigência menor e que por isso obrigatoriamente em situação normal demorariam a expressar o seu melhor futebol e até aconselhava-se paciência no seu lançamento na equipa principal.

O problema é que desta vez Jesualdo, ao contrário de outras épocas, não podia dar tempo a esses jogadores e apostar no plantel já existente porque o mesmo já tinha sido sugado até ao máximo em anos anteriores para suprir ausências e desta vez teriam que ser mesmo 3 novos jogadores a ocupar as vagas de 3 peças tão importantes.

A 1ª grande preocupação de Jesualdo era tentar não romper ao máximo com o trabalho já feito e por isso não abalar os alicerces tácticos já assimilados e os processos com base na filosofia das transições rápidas e na boa ocupação defensiva dos espaços, assim como, da marcação zonal em todo o campo já apreendida desde o ponta de lança até ao defesa central. Por isso teve que fazer experiências e ver o que valiam os jogadores que lhe haviam trazido. Logo aí começou a 1ª dificuldade... compraram-lhe gato por lebre.

Jesualdo pediu um trinco e deram-lhe Guarín e Tomás Costa, anunciados pelo próprio presidente como os substitutos de Paulo Assunção. Uma prenda envenenada para Jesualdo quando repara que nenhum deles tem características ou até experiência como trinco clássico num sistema de 3 médios. Aí Jesualdo teve o mérito e a coragem de após dar oportunidades a todos, fixar como titular um jovem Fernando que vinha do Estrela e que já na época anterior Jesualdo lhe augurava um grande futuro.

Para além de terem dado reforços para o meio campo sem que nenhum fosse um digno sucessor de Assunção, ainda lhe acrescentaram Pélé, que tinha tudo para ser solução mas que chegou ao Porto claramente desmotivado por sair de Itália e claramente descomprometido com a oportunidade que se lhe abria o jogar num clube como o F.C. Porto. Pélé acabaria por se tornar mais problema que solução e em bom tempo foi emprestado.

Para o ataque sem Quaresma o seu sucessor seria Rodriguez. O problema é que Rodriguez tinha características totalmente diferentes de Quaresma, muito mais vertical, menos técnico e imprevisível como Quaresma, maior qualidade defensiva mas ao mesmo tempo um jogador ainda sem saber muito bem a sua posição em campo. Tratava-se de um jogador que num plantel medíocre como o do Benfica de então se destacou pelo seu carácter e pujança física, mas que na realidade era apenas o seu 1º ano em que explodia na Europa após passagem frustrante pelo PSG. Todos lhe reconheciam um potencial por explorar, mas tal como na selecção uruguaia ou até no PSG e ainda no Benfica havia a sensação de que o próprio Rodriguez não se conhecia bem como jogador e não sabia se era um extremo, um médio ofensivo, um 2º avançado.

No Porto, Jesualdo pensou não alterar o plano táctico e dar-lhe o lugar de Quaresma, mas tal verificou-se impossível de sustentar por Rodriguez apesar de não ser totalmente um médio centro, não era também totalmente um extremo, necessitando de espaços e acima de tudo de apanhar a bola mais atrás e não esperar por ela tão à frente onde os seus arranques e a sua velocidade máxima já não surtem tanto efeito.

Depois havia um tal de... Hulk. Um jogador contratado por DVD e em que se reconheciam características técnicas e principalmente físicas absolutamente impressionantes mas que se tratava de um grande diamante por lapidar, mas que no inicio da época resultava num jogador medíocre apesar de grandes capacidades físicas, pela incapacidade constante em compreender o jogo, em saber jogar em equipa, em saber fundamentos básicos do futebol de alta competição como o saber que terrenos pisar, quando soltar a bola e saber englobar-se no processo colectivo de jogo. Era um jogador de grande potencial mas que tinha muito que aprender e evoluir e esse trabalho foi feito por Jesialdo em plena competição.

Teve ainda que gerar o possível mal estar no balneário gerado pelo egoísmo de Hulk. Soube na altura certa não o queimar ou repreender, saber da importância que era que Hulk não perdesse aquilo que fazia dele forte, a coragem de querer resolver, de querer assumir o risco, mesmo que por vezes não se aconselhasse a fazê-lo. Era preciso fazê-lo ver que ele se tornaria mais perigoso no dia que percebesse que pode ser mais decisivo com um movimento de desmarcação que liberte um colega, do que com 5 arrancadas por jogo contra os defesas. Dar-lhe essa inteligência, essa cultura táctica é trabalho de treinador e foi absolutamente incrível a aprendizagem e o crescimento de Hulk em tão pouco tempo.

Tempo para esperar que jogadores como Hulk, Fernando ou o jovem Rolando maturassem era aconselhável, mas não era possível. Eles teriam que ser incluídos na equipa e crescer ao longo da competição. Mesmo com assobios dos adeptos, mesmo com críticas, com falta de paciência para com a equipa e mesmo com resultados e exibições mais fracas. Só assim, errando e experimentando é que se podia atingir o ponto perfeito para a equipa. Só assim os jogadores poderiam render o seu máximo e hoje a equipa ter um laço de união enorme, porque mesmo aqueles que no inicio se calhar estavam mais afastados ou desconfiados, hoje sentem-se parte de um grande grupo, capaz de partilhar tristezas e falhanços, trabalhar junto e unido pelas grandes vitórias e sucessos. Sem que um pense só no seu umbigo. A equipa agora aparece sempre em 1º plano.

Por estas condicionantes todas Jesualdo teve que errar, porque teve que experimentar, experimentar até encontrar a fórmula certa para conciliar jogadores de características totalmente diferentes aos que tinham saído e muitos deles ainda a precisarem de aprender a jogar num patamar competitivo diferente.

A acrescer a tudo isso, havia um problema enorme, não havia defesa esquerdo, uma vez que, mais uma vez, deram uma prenda envenenada, desta vez um tal de Benitez que era suplente no Lanuz e que mostrou no Porto o porquê de o ser. Assim sendo, para além de ter que experimentar e assim correr riscos de perder alguns pontos, Jesualdo tinha ainda que adaptar e inventar defesas esquerdos e assim tornar óbvio aos rivais que deviam atacar-nos pela esquerda, tinhamos um ponto débil que só foi acautelado com a chegada de Cissokho e desde aí notou-se a diferença, a segurança e a confiança que a equipa passou a respirar por ter um lateral esquerdo capaz, finalmente.

O professor mais do que nunca, este ano, tinha que ter a paciência para ensinar e dar confiança a um grupo de jovens como: Rodriguez, Rolando, Fernando, Hulk, Cissokho, etc. que nunca tinham sequer disputado um jogo da champions e de quem se esperava que jogassem num patamar competitivo muito elevado enquanto iam crescendo em competição. Para isso Jesualdo teve que reinventar a sua táctica, sem perder os princípios e a filosofia de jogo, mas com processos diferentes.

Teve que conseguir conciliar numa equipa a força e potência de Hulk, com o trabalho colectivo de Lisandro Lopez sem que um esbarrasse no outro e ainda incluir um Rodriguez que não jogasse demasiado encostado à linha onde o jogo se tornava muito previsível.

Conseguiu fazê-lo. Demorou tempo. Mas conseguiu fazer deste tridente um exemplo de como conciliar o talento. Rodriguez partindo mais de trás e capaz de ajudar nas tarefas defensivas desde o meio e aí transportar mais a bola vindo de trás nas jogadas em que é mais perigoso. Isso fazia que Lucho caísse mais para a direita e não aparecesse tanto no ataque mas fazia com que o seu trabalho, tacticamente, fosse muito importante, pois quer Hulk, quer Lisandro não se poderiam fixar numa faixa, porque Hulk fixo na faixa não ajudaria no trabalho defensivo e Lisandro preso à faixa o jogo todo, faria com que tivéssemos um Lisandro trabalhador mas perdêssemos a parte do Lisandro goleador, capaz de assustar os defesas.

Lucho equilibrando na direita, fazia com que Lisandro e Hulk por vezes pudessem jogar entre o lateral e o central adversários, prendendo assim 4 defesas e sendo mais perigosos quando lançados em velocidade, fosse por Meireles ou Lucho, nas chamadas transições rápidas. Para isso contribuiu a forma como Fernando se assumiu no meio campo defensivo, não só como um substituto de P. Assunção mas como alguém superior, capaz de o fazer esquecer, pois acumula a parte defensiva com a qualidade de passe e visão de jogo para ser ele logo o 1º a construir jogo e a poupar tempo no ataque mais directo e frontal à baliza. Algo que se perdia com Assunção, que era capaz de cortar linhas de passe mas depois tinha que obrigar Meireles ou Lucho a virem buscar a bola para serem eles depois a lançar o ataque, por Assunção não ter a capacidade de o fazer.

Este sistema permitiu ainda a Rodriguez explanar o seu melhor futebol como nunca havia conseguido na sua carreira, ora por não ser um extremo imprevisível como Quaresma, ora por também se perder numa posição demasiado central no meio campo e afastado da baliza. Jesualdo com este 4-3-3 que sofre várias mutações consoante a equipa se desdobre em tarefas defensivas ou ofensivas, faz com que por vezes seja um verdadeiro 4-4-2 com Rodriguez a partir do meio para a esquerda e assim desenhar o tal 4-3-3, com Hulk ou Lisandro a aparecerem mais no meio. Assim Rodriguez podia receber a bola mais atrás, participar mais no processo ofensivo desde trás no transporte de bola em velocidade, sua característica forte e ao mesmo tempo abrir o jogo à esquerda aonde pode furar as defesas contrárias.

Para chegarmos a isto, foi preciso errar como aconteceu em Londres e noutros jogos. Era preciso deixar esta equipa errar junta, sofrer junta, crescer junta para juntos hoje serem mais unidos que nunca e saberem o que cada um vale e o que cada um pode fazer em prol da equipa em campo. Após a derrota de Londres, quando muitos pediam a cabeça de Jesualdo e duvidavam do trabalho que vinha sendo feito, Jesualdo disse que esta equipa precisava de crescer em competição, que não tinha outra alternativa e que sabia que pelo potencial e carácter que demonstravam, que quando chegasse a altura decisiva da época eles estariam ao nível da equipa da época anterior ou até superior, capazes de dizer presente na luta por todas as competições.

Não foi um trabalho fácil, só um grande treinador seria capaz de construiu uma nova equipa, uma nova identidade em tão pouco tempo e fazer crescer jogadores como Hulk, Rolando e Fernando entre outros a uma velocidade incrível. Temos um plantel dos mais jovens que há memória no F. C. Porto mas que em campo faz parecer que todos jogam juntos há anos e estão todos totalmente identificados com a cultura vencedora do clube.

Só um grande treinador seria capaz de ter uma das equipas mais jovens e inexperientes em número de jogos na champions e fazê-los dar um exemplo de maturidade táctica e controlo emocional em dois jogos dificílimos contra um grande Atlético de Madrid. Para quem não conhecesse até parecia que Hulk, Rodriguez, Cissokho, Rolando, Sapunaru, etc. tinham jogado a champions toda a sua vida.

Jesualdo neste ano voltou a provar que quem é competente, quem é sério e trabalhador, mais cedo ou mais tarde vê o seu trabalho a dar frutos, por mais gente que haja a torcer contra só porque sim. Se há ano em que mais que nunca Jesualdo teve que demonstrar, coragem, determinação, competência táctica e de treino foi este ano e podemos dizer que até ao momento passou com distinção.

A liga está encaminhada, os quartos da champions são um feito enorme comparando a experiência deste grupo tão jovem ao dos outros clubes nos quartos, e ainda há a taça que estamos também nas meias finais. E depois no campo, a diferença da qualidade do nosso futebol e o fio de jogo que temos comparado para Benfica e Sporting é enorme. Apenas a finalização tem falhado. Mas o volume ofensivo de jogo, os automatismos para conseguir criar inumeras oportunidades de golo por jogo estão lá, e a capacidade de encurtar o campo aos adversários através de uma inteligente ocupação no terreno, salta também à vista de todos.

Assim se vê uma equipa bem orientada.

Pelo seu grande trabalho este ano, mas também pela prova que a continuidade no seu projecto nos colocou sempre no rumo das grandes vitórias, e pela forma como Jesualdo demonstrou ser capaz de trabalhar com aquilo que lhe dão, construindo todos os anos equipas fortes por mais que sejam as saídas, tudo isto faz com que o Professor mereça todo o crédito. Por isso nesta fase decisiva da época, em que Jesualdo precisa mais do que nunca do nosso apoio, de sentir que o seu trabalho é valorizado e acima de tudo que precisa de paz e tranquilidade para atacar o final desta época, seria por demais justo que a Sad de uma vez por todas lhe renovasse o contrato.

Chega de nos tentarem desestabilizar com o assunto renovação de Jesualdo e com mirabolantes substitutos como Paulo Bento. Não queremos tiros no escuro. Queremos renovação sim. Na continuidade. Renovar o projecto de sucesso que Jesualdo tem promovido, e não dar tiros no escuro. Chegado a esta fase da época, é fundamental que o Professor tenha a paz necessária para concluir a excelente época que o clube vem realizando. Chegou a hora do reconhecimento. A hora de deixar claro que no F.C. Porto a competência é recompensada e promovida.

Não quero nem ouvir falar em outros nomes. Quero mais do mesmo. Títulos, prestígio internacional com um líder com competência, seriedade, rigor e profissionalismo. E nestes últimos 3 anos, todos estas qualidades e adjectivos têm um nome: Jesualdo Ferreira, o Professor.

58 comentários:

  1. Fantástica análise... na "mouche". Em frente com Jesualdo, o Professor.

    ResponderEliminar
  2. Não posso estar mais de acordo com a análise feita ao trabalho do Professor Jesualdo.

    Quanto à renovação do contrato, eu não sei se não estará já estabelecido o acordo para o efeito, ele mesmo, em resposta à questão que lhe é colocada constantemente vem repetindo que se sente confortável, e, estou convencido de que o presidente, com a sagacidade que lhe é reconhecida, não terá deixado de tratar do assunto. Por outro lado não podemos esquecer que o anúncio da renovação do contrato tem de ser comunicado à CMVM, o que de algum modo também é condicionante.

    É evidente que a divulgação da renovação do contrato retiraria aos desestabilizadores do costume um motivo de conversa, mas o professor Jesualdo já é suficiente maduro para lidar com a situação.

    Admitindo que ainda não há proposta para a continuidade, não me parece que isso constitua também grande problema, julgo que o professor Jesualdo tem consciência de que está a um passo de entrar, não apenas na história do FCP, mas também na história do futebol nacional, ao tornar-se no primeiro treinador português a ser tricampeão. Além disso a continuação do treinador por mais de três anos no FCP, também constitui um facto extraordinário. Compreendo que tudo isto o submeta a uma enorme pressão, mas como ele também já tem dito algumas vezes, é uma boa pressão. Felizmente para nós portistas e também para ele, esta era a pressão que os treinadores lá da segunda circular bem gostariam de ter, mas não tem.

    ResponderEliminar
  3. O Porto nao tem por costume deixar estas coisas para a ultima da hora. Pode haver mudancas inesperadas para corrigir erros ou lidar com factores que nao foram previstos mas o planeamento e sempre feito atempadamente.
    Tanto o Pinto da Costa como o Jesualdo ja devem saber se o contrato sera renovado, e e' possivel que a assinatura do contrato esteja a ser adiada propositadamente.

    ResponderEliminar
  4. A unica forma que eu vejo do Jesualdo ir embora era se ganhasse a liga dos campeões (reforma em beleza)...quem sabe?

    RuiBonga

    ResponderEliminar
  5. Tudo certo sr. Ricardo Costa, também acho que o Jesualdo deve continuar, mas a grande verdade é que independentemente do treinador o FCP tem tido sempre a mesma bitola vencedora, descobre sempre jogadores, há 6/7 anos atrás muitos vaticinaram que o FCP sem Jardel iria perder fulgor, apareceu Mourinho e a sua equipa fantástica que limpou tudo, foi-se e lá vieram novas teses de fim de ciclo e coisa e tal, alguns flops depois voltámos a montar uma estrutura forte, é verdade que Jesualdo tem muito a ver com isso, mas também é verdade que esse louco do Adrianse com aquele modelo suicida fez a dobradinha, por isso só lhe digo o seguinte, independentemente do treinador o FCP continuará a ganhar, está nos genes daquela casa, e mais, estou ansioso pelo dia em voltaremos a ter alguém devidamente identificado com a cultura FCP, algum dos ex-jogadores que andam por aí aos montes, desde Domingos, Jorge Costa, até o Rui Barros e o João Pinto, Aloísio etc. Treinador para nós não é problema, porque a maneira como o FCP actua, ao nível da prospecção e toda a organização que envolve o seu futebol, mais o ritmo verdadeiramente louco como "fabrica" jogadores para rentabilizar deixa-me tranquilo quanto a ser este ou outro treinador para a próxima época. Continuaremos a ser fortes.

    ResponderEliminar
  6. Concordo com o post, e hoje, mais do que há algum tempo atrás, sou a favor da renovação do Professor.
    no entanto, não posso deixar passar em claro algumas exibições do nosso porto contra os nossos mais directos rivais. Se numa fase inicial isso se perdoa e compreende, o mesmo não posso dizer dos dois últimos jogos contra os rivais em nossa casa, não sei de quem é a culpa, mas foi demais humilhante os dois jogos, a falta de atitude observada e a falta de capacidade do treinador para motivar e fazer a equipa mudar (pelo menos ao intervalo).
    Tirando esses 2 jogos (que apesar de apenas 2 não devem ser menosprezados devido a tudo o que representam) acho que Jesualdo está, até agora, de parabéns e tem tudo para terminar a época em beleza.
    esperemos que assim seja

    FORÇA PORTO!!

    ResponderEliminar
  7. Claro Silvestre,o treinador não tem mérito nenhum...
    .
    .
    Hulk,Rolando,Fernando, Ciussokho têm crescido e afirmado no clube por causa do Pinto da Costa...
    .

    Quem lidou com a tarefa táctica de enquadrar na mesma equipa em harmonia Rodriguez,Lisandro e Hulk sem que estes mostrassem incompatibilidades foi o Pinto da Costa...
    .
    .
    Qualquer treinador o faría...Até o Octavio Machado se calhar...
    .
    Não vi nenhum treinador na história do F. C. Porto ganhar 3 títulos consecutivos e colocar o Porto 3 vezes seguidas nos oitavos da champions,duas em 1º do grupo e agora nos quartos até...
    .
    .
    Se o treinador não serve para nada e ganhamos com qualquer um...Não entendo porque precisamos de esperar até Jesualdo para ter este tipo de registo record...
    .
    .
    Sobre ter alguém identificado com a cultura do clube...Não acho que se tenha que nascer no F. C. Porto para se identificar com a cultura do clube...Ou Deco, Maniche,Costinha, Raul Meireles, Lucho,Lisandro entre outros nasceram no clube...?
    .
    .
    Jesualdo tem a cultura do clube.A cultura de vitórias,e tem-no provado ano após anos com trabalhos de grande qualidade...Por mais que tentem tirar.lhe o mérito e dá.lo exclusivamente a outros...O treinador é ainda o máximo responsável numa equipa de futebol por aquilo que ela apresenta em campo e pelo planeamento táctico e de treino que faz a equipa crescer, ganhar e apresentar a maturidade competitiva que apresenta actualmente.
    .
    .
    A estrutura ajuda o treinador, não ganha campeonatos por ele.Prova disso são os :Fernandez,Octavios Machados,Del Neris etc...Se fosse assim tão simples seríamos campeões todos os anos,afinal nem precisamos de treinador...
    .
    .
    Claro que o F. C. Porto não morre com a saída de ninguém..Não morreu com a de Mourinho,nem morrería com a de Jesualdo e nem mesmo com a de Pinto da Costa.
    .
    Porque a instituição está á frente das pessoas.
    .
    .
    Mas no caso de Mourinho nada podemos fazer,tinhamos que o perder...Estúpido seria se pudessemos renovar-lhe o contrato e continuar com ele como podemos fazer agora com Jesualdo e o mandassemos embora só porque achamos que o FCP não morre sem eles...
    .
    .
    Essa lógica não seria muito inteligente...Se temos alguém competente e que nos transmite confiança pelos resultados e o trabalho que apresenta,o normal é renovar a confiança nesse trabalho que nos está a fazer ganhar todos os anos.
    .
    Estúpido seria deitar tudo ao lixo e passar por revoluções como aconteceu com a saída de Mourinho, quando poderiamos evitar tudo isso...
    .
    .
    Por isso,treinador será sempre problema. Dentro da estrutura, o segredo também foi saber escolher bons treinadores e dar-lhes condições para desenvolver o seu trabalho.
    .
    Mas a prova que sem treinador nada se ganha está a vista com o Octavio,o Fernandez etc...
    .
    .
    E mesmo os que ganharam,poucos apresentaram os resultados que Jesualdo apresentou nestes 3 anos.Não se limitou a vencer e convencer no espaço nacional...Estabeleceu records de diferença pontual e restituiu o prestígio europeu do F. C. Porto que se vinha perdendo após a saída de Mourinho do clube, e tudo numa época em que os ricos são cada vez mais ricos e dificeis de combater numa champions em que nem as equipas italianas tiveram força e competência para continuar em prova,e o F. C. Porto com uma equipa de jovens,muitos deles sem um jogo sequer na champions conseguiu dar uma prova de força e até surpreendentemente de maturidade competitiva na abordagem a jogos importantes...
    .
    .
    Se não é o treinador que tem o mérito nisso, então não sei nada de futebol mesmo...Se calhar o presidente para além de dirigir também treina e eu não sabia.
    .
    .
    saudações portistas

    ResponderEliminar
  8. Dia 15 de Janeiro de 2006.
    Liga betandwin.com 2005/2006 - Jornada 18

    Estrela da Amadora 2-1 FC Porto

    FC Porto actuou com os seguintes jogadores:
    Vítor Baía
    Ricardo Costa, Pedro Emanuel, Pepe e Marek Cech
    Lucho González, Paulo Assunção e Diego
    Ricardo Quaresma, Lisandro López e Jorginho

    Depois desta derrota Co Adriense opera uma mudança táticta e passa a jogar em 3-3-4, alternado num ou outro jogo de maior grau de dificuldade, como o jogo de Alvalade, com o 3-4-3.

    Dia 21 de Janeiro de 2006.
    Liga betandwin.com 2005/2006 - Jornada 19

    FC Porto 1-0 Naval

    FC Porto actuou com os seguintes jogadores:
    Helton
    Bosingwa, Pepe e Ricardo Costa
    Lucho González, Ibson e Marek Cech
    Ricardo Quaresma, Lisandro López, Adriano e Alan

    Anteriormente, jogou os 6 jogos fase de grupos da Liga dos Campeões em 4-3-3.

    O Apito Dourado rebenta em 20 de Abril de 2004. Em 3 de Dezembro de 2004, Pinto da Costa comparece no Tribunal de Gondomar para prestar declarações. Desde essa altura, Pinto da Costa, estrategicamente, deixa de prestar declarações relacionadas com arbitragens.

    Isto de falar de cor, dá nisto. Dizem-se muitas asneiras e quem não está devidamente informado é comido de «cebolada». Típico.

    ResponderEliminar
  9. como diz o outro, "Tas em grande ó Ricardo!!"
    Verdadeira leitura da realidade do nosso Porto, mas a dura realidade é que, para a maioria dos adeptos do Porto, mesmo que Jesualdo ganhasse 10 campeonatos seguidos nunca lhe iam dar o valor que ele já fez por merecer até agora.
    E para mim, para alem dos titulos, obviamente importantes que já conquistou, ganhei uma profunda admiração pela forma como defendeu, por vezes até parecendo isolado nesse acto, o nome e honra do FCPORTO.
    Tenho a certeza, que quando sair, levará com ele um amor por este clube que só se ganha em tempos de enorme sofrimento.
    Nem duvido que sairá

    ResponderEliminar
  10. Ricardo, estes textos já começam a entrar no universo do chover no molhado. Já repetiste os mesmíssimos argumentos vezes sem conta e apresentaste sempre as mesmas perspectivas e as mesmas conclusões.
    Não acredito que haja algum frequentador deste blog que ainda não tenha percebido o teu ponto de vista.
    Já pareces o LFV com a cassete da transparência, mas adiante...

    Entretanto a curiosidade do dia é esta: O Bruno Alves "rescindiu" com o pai e "assinou" pelo Jorge Mendes.
    Meus caros, isto só quer dizer uma coisa... good bye Bruno Alves. Que sejas muito feliz para onde quer que vás e muito obrigado por tudo que fizeste por nós.

    ResponderEliminar
  11. Boa tentativa...
    .
    Mas o problema é que o apito dourado rebentou em 2004,mas as suas repercussões ficaram paradas e sem efeito até ser deduzida acusação e haver uma condenação desportiva e os casos serem reabertos pela Maria José Morgado na justiça comum...
    .
    Não podes falar em caso apito dourado quando Pinto da Costa é chamado a tribunal e em que nem acusação é deduzida, nem o F. C. Porto é condenado desportivamente como viria a ser e até os casos são arquivados nessa época...
    .
    .
    Sobre o Adrianse...Ele acabou a época em 3-4-3 ou 3-3-4 como preferires....Foi ou não foi?Jesualdo pegou ou não numa equipa campeã mas humilhada na champions e com um sistema que era totalmente desadequado para triunfar nos palcos europeus e que era incapaz de discutir jogos com adversários de nomeada...?Lembro que falaram durante muito tempo de Jesualdo ter medo nos jogos grandes...mas o "corajoso" e "ofensivo" Adrianse num ano inteiro só ganhou um clássico e perdeu todos os demais...
    .
    Jesualdo em nenhum dos 3 anos teve um registo tão negativo nos clássicos...E mesmo assim ainda agora com a liderança isolada e a excelente época que está a realizar, ainda há quem venha falar de dois jogos com os grandes como se isso decidisse alguma coisa na competência de alguém que logo no seu 1º ano fez mais pontos nos confrontos com os grandes que Adrianse para o campeonato e restabeleceu a dignidade do clube na champions.
    .
    Sim, com Adrianse até em casa com o Artmedia perdemos,e ficamos em 4ºs atrás de uma das piores equipas de sempre da Liga dos Campeões...
    Mas claro,ele era corajoso e davamos muito espectaculo...Foi um lindo espectaculo ver o Porto ser humilhado dessa forma...
    ..
    E olha que eu na altura,mesmo não concordando muito com as op~ções de Adrianse e de achar que com ele seria dificil o Porto ter ma equipa equilibrada e coesa para a champions,nunca defendi o seu despedimento ou não continuidade...Sempre achei que por ter ganho o campeonato e a taça mesmo sendo humilhado na champions,merecia mais uma oportunidade...
    .
    Isto porque não confundo os meus gostos pessoais,com o que é o melhor para o clube e em reconhecer mérito a quem os tem...E Adrianse teve os seus méritos apesar do fracasso europeu.
    .
    Ja Jesualdo sempre cumpriu todos os anos o que lhe pediam:ser campeão e chegar aos oitavos da champions com o plantel que lhe dessem não tendo tanta intervenção na construção do plantel como tinha por exemplo o próprio Adrianse que até dizia os nomes dos jogadores que queria e tudo..
    .


    .
    Não teve que Jesualdo passar de um 3-3-4 para um 4-3-3...?
    .
    Pois,falas de cor...depois és comido de cebolada...Típico...
    Melhor leres bem os textos até ao fim e saberes interpretá-los antes de os comentares e vires com afirmações espanpanantes dessas quando nem sequer o entendeste...
    .
    .
    Não foi Adrianse que teve que lidar com uma condenação desportiva,com um presidente e uma sad acossados e silenciados,com uma possível não ida do F. C. Porto á champions e ainda ~ter que lidar com árbitros com medo de errar a favor do F.C. Porto e a prejudicarem-nos mais do que alguma vez o fizeram em toda a presidência Pinto da Costa.
    .
    .
    Mas claro...O Adrianse é que devia ser bom para ti...Maior humilhação de sempre na champions...Isso sim era bom...Agora 3 qualificações consecutivas limpando a péssima imagem que o Porto de Adrianse deixou na Europa e tendo ele sim que lidar sozinho com o apito dourado...isso já não conta não é?eheh.
    .
    .Há gente que um dia acordou e vaticinou..."Jesualdo não presta e não é treinador para o Porto". Como em 3 anos teve que engolir sapos do tamanho do Mundo, chega a esta fase e já nem sabe a que se agarrar...Porque doi-lhes mais ter que engolir os sapos e dar o braço a torcer e admitir que erraram no seu julgamento iluminad,do que qualquer outra coisa.

    Preferem não admitir que falharam e não têm razão do que celebrar a qualidade da nossa equipa e do trabalho realizado por Jesualdo.

    .
    Por isso ás vezes até parece que o sucesso de Jesualdo lhes incomoda...mesmo isso sendo sinónimo de consequente sucesso do seu clube...
    .
    .
    Saudações portistas

    ResponderEliminar
  12. E se alguém conseguisse expor o seu raciocínio em meia-dúzia de linhas em vez de contantes testamentos? Seria o quê? Milagre igual ao do benfica estar (estava) a dois pontos do FC Porto?

    Pergunta inocente: Quando escreves, o que dizes?

    Blá, blá, blá, blá, blá...

    ResponderEliminar
  13. Blá, blá, blá, Jesualdo é o maior, blá, blá, blá, Jesualdo é maravilhoso, blá, blá, blá, Jesualdo é lindo, blá, blá, blá.

    ResponderEliminar
  14. Até acho que Jesualdo tem feito um excelente trabalho. Até acho que merece, sem dúvida nenhuma, continuar a ser treinador do Porto. Só já não consigo é engolir estes posts longuíssimos e maçadores relativos ao FCJ (Futebol Clube do Jesualdo), do homónimo do justiceiro vermelho da Liga.

    Mas será que uma paixão tão assolapada pelo Jesualdo é normal? Não haverá qualquer coisa de doentio em tal love story? Mas será que o Ricardo Costa é mesmo portista, tal como alguns portistas já fizeram questão de aqui inquirir, tão elogioso é ele sempre para a patética política de contratações do SLB (a cansativa cassete Suazo/Reyes/Aimar) e tão critico é ele sempre para a acertada política de contratações do Porto (Rodriguez, Hulk, Fernando, etc.)?

    De uma coisa estou certo. Salazarento é ele, sem dúvida nenhuma. Já me apagou 1 comentário - vá-se lá saber porquê - a mim que sou portista e não benfiquista nem sportinguista. E não foi de certeza pelos termos que usei, já que 2 comentárioa acima, havia um comentário de outro portista com palavras mais fortes contra um visitante benfiquista deste blog, e ainda lá está.

    ResponderEliminar
  15. Para mim Jesualdo ficava mais um par de anos, mas não o coloco em nenhum pedestal nem lhe acendo velas aos fins-de-semana.

    Lembro que sob a batuta do professor:

    - Perdemos 4 taças para o Sporting de Paulo Bento (2 supertaças, 1 final de taça de portugal e uma eliminatória da Taça da Liga). Convém salientar que o modelo táctico do Paulo Bento não é nada inovador e é facilmente anulável. Eu sei que muitos pouco ligam a fruteiras, mas não deixam de ser titulos e provas oficiais.
    - Fomos eliminados da taça de portugal pelo Atlético no Dragão (equipa pior que o Artmédia).
    - Fomos eliminados da taça da Liga pelo Fátima, num ano em que o Fátima desceu de divisão.
    - Levamos 4 em Liverpool
    - Levamos 4 em Londres com o Arsenal
    - Perdemos ainda este ano com o Leixões, quando o professor colocou o Mariano a defesa esquerdo.
    - Perdemos uma série de pontos que nos poderão vir a fazer falta porque o profssor insistiu, mesmo em casa, em colocar o Pedro Emanuel a lateral
    - Não ganhamos um clássico em casa na presente temporada. A mim custa-me.
    - Não fomos capazes de dar o golpe fatal na Luz este ano com um benfica totalmente de rastos.

    Isto são apenas exemplos de que o professor também é um comum dos mortais e como todos também erra.

    Acontece que os seus feitos (e muitos) têm compensado e de que maneira estes acidentes. É o homem certo no lugar certo, não tenho duvidas. Por mim já tinha renovado.

    ResponderEliminar
  16. Donnie,

    Estavas tão quietinho. :)

    Agora, lá terá que vir mais um longo testamento a rebater ponto por ponto todos os teus argumentos.

    Em Liverpool e em Londres, não foram bem 4. Bem, foram. Mas o Jesualdo é o maior, é maravilhoso, é lindo, é..., é..., é...

    ResponderEliminar
  17. victor,

    atenção que eu sou pró-jesualdo. Por mim ficava mais um bom par de anos. Gostava de acompanhar a evolução de certos jogadores sobre a égide do professor. Só me lembrei desses jogos para dizer que o homem apesar de sério, competente, profissional não é perfeito.

    Um abraço e fiquem bem.

    ResponderEliminar
  18. Gosto muito da minha namorada, mas nem eu tenho esta adoração por ela.

    Ainda vou ter problemas por causa disso. Se ela descobre que há adeptos gostam mais do treinador do FC Porto do que eu dela, estou tramado.

    ResponderEliminar
  19. Victor não sabia que na escola primária no magalhães já se podia aceder a blogues e sites....Pensava que serviam só para aprender a ler e escrever, assim como fazer contas...
    .
    .
    Mas aproveita,nessa idade o 1º amor é sem dúvida algo muito bonito.:)
    .
    .
    Mais uma vez recomendo que tu leias o texto...Eu sei,que não tem muitos bonecos como os livros da primária,o que pode fazer parecer mais entediante...Mas faz um esforço...Se o fizeres verás que eu próprio admito que Jesualdo errou,tal como a equipa errou ao longo da época,e assim tinha que ser.
    .
    .
    Até Mourinho que é o melhor treinador do Mundo errou...Todos erram.Mas maior erro é não saber admitir qualidade e o mérito alheio só porque isso nos faz ter que dar o braço a torcer e admitir que erramos nos nossos julgamentos precipitados...
    .
    .
    Sobre o Jesualdo não ter ganho a taça...Pergunto.,.Eram mais felizes quando Adrianse ganhava o campeonato e a taça e depois ficava em último atrás do Artmédia na Champions...?Eu não...Troco todas as taças da treta(ou da liga),taças de portugal e vitórias sobre o Sporting por campeonatos e participações dignificantes na champions-
    .
    .
    .
    Se valorizam finais e taças...Então entendo o porquê de quererem o Jesualdo fora...Devem admirar o Paulo Bento...O homem dos confrontos directos e das finais mas que campeonatos nem vê-los... e na champions é a vergonha que se vê...
    .
    .
    Levamos 4 do Liverpool?Sim,no ano em que até passamos na frente deles na fase de grupos...Isso é humihante?Jogamos lá com uma equipa a pensar no jogo com o Benfica porque ja tavamos praticamente apurados...Mas isso não convém lembrar eu sei...
    Mas passamos em 1º.
    .
    .
    Tal como em Anfield essa derrota foi importante,porque a equipa teve que aprender a sofrer,e a jogar contra adversários mais fortes, e só assim é que os Fernandos os Hulks e os Rolandos da política de contratações que falam agora é que poderam ter sucesso...
    .
    Pela óptica dos que na altura pediam a cabeça de Jesualdo,eles deviam ser queimados...
    .
    .
    Jesualdo deixou a equipa crescer,mesmo com a massa assobiativa do costume contra...o Porto cresceu mesmo e hoje está no seu melhor momento desde que foi campeão da Europa...Mérito de quem?Do Adrianse se calhar...
    .
    .
    Depois acho piada dizerem que foi um erro colocar Pedro Emanuel a defesa esquerdo quando na maior parte dos jogos que ele ai jogou o Porto até ganhou...Problemático era jogar com o Benitez...Se Jesualdo não tinha um defesa esquerdo a sério até á chegada do Cissokho queriam que ele pusesse lá quem...?
    .
    .
    Estes treinadores de bancada pós-jogo eram como o Rui Moreira que vivia a pedir o Nuno até ele entrar e justificar o porquê de Helton ser o titular...O Jesualdo fez o favor á massa assobiativa e aí já estavam a critica-lo outra vez a dizer que não tinha jeito nenhum não jogar o Helton...
    .
    Os mesmos que pediam o Pélé a titular e o Fernando a lateral direito...Se ele desse ouvidos a todos,teriamos perdido o melhor trinco da liga portuguesa...
    .
    .
    Errou?Como qualquer pessoa erra.Mas os resultados e a qualidade do jogo do Porto fala por ele...Claro que sim.
    .
    Ele teve que construir uma equipa nova e com jogadores inexperientes em competição...E fez com que a equipa atingisse o grau de maturidade e potencial máximo na altura certa da época...Enquanto outros tiveram jogadores de nomeada e já feitos e mais que ensinados...Jesualdo teve mesmo que ser professor...Ensinar,dar escola que faltava a alguns e ao mesmo tempo integra-los no imediato na equipa titular.
    .
    .
    Quem não reconhece a dificuldade de tal tarefa e o mérito que é consegui.lo é porque claramente nunca jogou futebol sequer na equipa do bairro...
    .
    .
    saudações portistas.
    .
    ps-Negroni,voltas a chamar-me salazarista,benfiquista ou o raio que o valha e podes ter a certeza que tens os teus comentários deletados novamente com todo o gosto.

    ResponderEliminar
  20. Meus caros,
    Mais uma desgraça para os lampiões. A Fifa acabou de retirar o clube da gaivota da sua página referente aos históricos onde este permanecia desde os anos sessenta.
    Depois da queda do mito dos seis milhões e agora com a queda do mito do glorioso, só falta cair o mito de que a Leonor Pinhão é uma mulher!
    Entretanto...adivinhem lá quem é o representante Português...


    http://www.fifa.com/classicfootball/clubs/club=31015/index.html

    ResponderEliminar
  21. Quem andar mais distraído até pode pensar que o FC Porto não teve mais nenhum treinador vencedor.

    Vejamos esta lista:

    Artur Jorge
    1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
    3 Campeonatos Nacionais
    1 Taça de Portugal
    3 Supertaças

    José Mourinho
    1 Liga dos Campeões
    1 Taça UEFA
    2 Campeonatos Nacionais
    1 Taça de Portugal
    1 Supertaça

    José Maria Pedroto
    3 Campeonatos Nacionais
    2 Taça de Portugal

    Carlos Alberto Silva
    2 Campeonatos Nacionais
    1 Supertaça

    António Oliveira
    2 Campeonatos Nacionais
    1 Taça de Portugal
    1 Supertaça

    Fernando Santos
    1 Campeonato Nacional
    2 Taças de Portugal
    2 Supertaças

    Tomislav Ivic
    1 Taça Intercontinental
    1 Supertaça Europeia
    1 Campeonato Nacional
    1 Taça de Portugal
    1 Supertaça

    Bobby Robson
    2 Campeonatos Nacionais
    1 Taça de Portugal
    2 Supertaças

    Há muito por onde escolher para as respectivas adorações.

    ResponderEliminar
  22. Esta semana, vou jogar no Euromilhões.

    Tal como previsto. Argumento a argumento, ponto a ponto.

    ResponderEliminar
  23. Ricardo, começas a tornar-te bolorento, bafiento e extremamente maçador.
    Escreve um livro e põe-o à venda mas pára de chatear com uma merda duma novela para a qual a maioria dos utilizadores deste blog já está mais do que saturado. Já chega!
    A decisão da renovação de Jesualdo estará concerteza a ser equacionada na SAD onde se ponderam todos os prós e contras. A nossa opinião e especialmente a tua, não terá um milionésimo de influencia ou impacto no que será decidido pela SAD, por isso vê lá se dás algum descanso aos dedos.

    ResponderEliminar
  24. Victor...
    Engraçado em nenhum dos que mencionaste vi 3 campeonatos...Jesualdo quando falares dele se calhar terás que por 3...
    .
    .
    E não falas do que fizeram na champions:Fernando Santos,Carlos Alberto Silva,Oliveira etc...
    .
    Algum teve 3 apuramentos para os oitavos,num ano para os quartos...?Algum foi 1º na fase de grupos dois anos seguidos?
    .
    .
    Eu não te digo para não admirares os técnicos vencedores do F. C. Porto...Acho estranho é dares essa lista e dizeres que esses são dignos de admiração e adoração e Jesualdo não...Porquê?Não vais com a cara dele?Alguma story line que queiras contar?
    .
    .
    Eu admiro todos os profissionais que representaram o F. C. Porto bem e com profissionalismo,rigor e seriedade.Sejam jogadores,treinadores ou dirigentes...
    .
    .Tu é que parece que não...Isso sim é estranho...Um portista não gostar de um treinador que lhe dá vitórias,campeonatos e prestígio internacional...
    .
    E depois sou eu que vejo o meu amor ao clube aqui questionado no blog por alguns artistas...Cómico...Para ser simpático e não dizer outra coisa...
    .
    saudações portistas

    ResponderEliminar
  25. Miguel por essa lógica não sei porque existem blogs...Mais vale acabar com todos eles...Afinal não é por discutires a vida do clube neles que isso afectará o que quer que seja nas decisões da Sad ou nas vitórias ou derrotas do clube...Por essa brilhante lógica,fechava-se o espaço...
    .
    .
    Não acham importante discutir a continuidade de um treinador como Jesualdo tudo bem..Questão de prioridades...Preocupa-me mais perder o treinador que perder um jogador apenas...Um jogador é mais fácil de substituir que um treinador,que obriga a ter que mudar tudo e perder uma série de automatismos e confiança já criados dentro do grupo de trabalho...
    .
    .

    ResponderEliminar
  26. Como ja afirmei aqui e noutros blogs, e tambem no meu proprio, O PROFESSOR MERECE RENOVAR, e defendo que para mudar só para melhor, o que em Portugal nao existe

    O problema é que esta SAD é capaz de tudo, pois tantos misters que ganharam e que queriam ficar, foram empurrados para fora

    Espero que o Prof fique...MERECE

    ResponderEliminar
  27. Já percebemos que gostas do homem mas, por favor, pára lá com isso.

    Já não há nada mais a acrescentar. Queres criar uma nova religião "Jesu(s)aldo é o Senhor" e andas a angariar novos crentes? Não estamos interessados. Por favor, pára lá com isso.

    Monta lá uma capelazinha. Colocas uma foto autografada do homem, duas velinhas e mantém-te por lá. Por favor.

    Vira o disco. Dá um descanso a estes pobres coitados (nós todos) que também merecem um pouco de paz. Por favor.

    ResponderEliminar
  28. Victor,tu é que não paras de comentar um texto da minha autoria já reparaste...?E sem acrescentares nada á discussão ou conseguires sequer contra argumentar...Tentando antes desconversar...
    .
    .
    Mas ja vimos que não gostas de Jesualdo.Não gostas de treinadores campeões pelo teu clube e que achas que não devem ter o seu mérito reconhecido.
    .
    Agora deixa de bater mais na mesma tecla também.ou apresenta argumentos a sério e sérios e não comentários a desconversar ou a tentar atacar sem argumentos alguém que os apresenta ao contrário de ti...
    .

    ResponderEliminar
  29. Não quero maçar os restantes companheiros.

    Se fosse rebater ponto por ponto, argumento por argumento, teríamos
    mais longos testamentos como os teus.

    Seria contradizer tudo que aquilo que critico em ti. Não me interessa se gostas ou não do Jesualdo. Tens todo o direito de gostar de quem quiseres, agora não nos impinjas com isso constantemente. Bastava um testamento e todos tinham ficados convencidos da tua adoração.

    O problema é que já se tornou repetitivo. Sempre a mesma conversa. Mas porquê? Ninguém te quer convencer a não gostares do homem. Só queremos um pouco de paz.

    ResponderEliminar
  30. Chateia-te ter que admitir que Jesualdo merece a renovação é isso?Tudo bem...Tens o direito de ficares chateado com o assunto...Devias ser um dos muito que diziam que ele seria um fracasso e pediam a sua cabeça...Imagino que seja dificil para ti...Ou melhor,não imagino...Porque o meu ódio de estimação a alguém ou desafecto nu nca venceria o meu amor pelo clube.
    .
    Quem faz bem forte o meu clube e trabalha bem em prol do meu clube,merecerá sempre a minha admiração:chama-se Deco,Hulk,Pinto da Costa,Jesualdo,Mourinho,Jardel.Veham de que país vier,tenha nascido portistas,benfiquista ou boavisteiro...Porque o meu amor pelo clube supera qualquer tipo de birrinha pessoal...
    .

    ResponderEliminar
  31. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  32. Caro Negroni...Acho que não me retirará o sono caso decida deixar de comentar os meus textos...Tal como não me tirou apagar novamente um comentário seu por,a o senhor se mostrar incapaz de respeitar os outros e entre na via do insulto fácil porque não tem capacidade de argumentar...
    .
    Até me poupa assim trabalho de ter que apagar comentários...Já chega os de benfiquistas e sportinguistas doentes que de quando em vez decidem aparecer...Mais chato mesmo é ter que apagar de portistas...Sim,porque ao contrário de si, não duvido de que seja portista,mesmo sendo estranho que voce fique chateado por elogiarem o treinador do seu clube...
    .
    .

    ResponderEliminar
  33. Luis podes escrever 50 vezes a mesma coisa...Mas para ti e para mim acho que seria benéfico não perderes o teu tempo a enviar o comentário e assim obrigares-me a perder o meu tempo a apaga-lo...
    .
    saudações desportivas...e cumpre lá o que disseste..Não ias comentar mais textos meus,e já vais no teu 3º ou 4º comentário...
    Se comentaresm com respeito,sem insultos e sem colocares em causa quem é portista ou não,o teu comentário será aceite como todos os demais...
    .
    Aliás não foi por falta de aviso...Já eras reincidente no mesmo tipo de comentários.

    ResponderEliminar
  34. Eu não sou contra o Jesualdo, mas sou contra os excessos. O que é demais é moléstia.

    Se viesses constantemente dizer mal do homem, também levavas o mesmo recado.

    E o mais curioso é que, em nenhum momento, eu disse mal do Jesualdo. Basta consultares os meus comentários. Mas tu soubeste logo dizer que o Jesualdo me chateia, a sua renovação me chateia. Se há algo que me chateia, são os teus excessos adorativos. Deixa lá o homem fazer o trabalho dele.

    ResponderEliminar
  35. Por querer deixar que ele faça o trabalho dele com tranquilidade é que peço a renovação do contrato.Para deixarem de dar trunfos á imprensa de Lisboa de o massacrar após e antes todos os jogos com as mesmas perguntas...
    .
    E para não dar azo a que se ande a falar como já se andou,inclusive aqui no próprio blog,de possíveis substitutos...De Jorge Jesus ao mais incrível...Paulo Bento.
    .
    Por querer deixar que ele faça o seu trabalho não faço parte da massa assobiativa e peço renovação porque 1º ele merece, 2º daria mais tranquilidade a ele próprio para continuar o seu trabalho e á equipa que saberia assim que o seu comandante continuaria para lá desta época.
    .
    E era menos um trunfo que davamos á imprensa monopolizada e controlada por interesses dos clubes da capital de tentarem desestabilizar o F. C. Porto que está num excelente momento.
    .

    ResponderEliminar
  36. Meus semhores, Jesualdo é o Treinador do FC Porto. È com ele que temos de estar neste sprint final.
    Goste-se ou não.
    Não me parece boa ideia nesta fase andar às voltas com isto.
    Penso que nenhum outro dos portugueses teria feito o que ele conseguiu na fase dificil em que entrou.
    Bom post do Ricardo.
    E força Jesualdo. Mais nada.

    ResponderEliminar
  37. Deixemos de fazer o jogo dos nossos rivais!
    Para quê estar aqui a discutir se Jesualdo renova ou não???
    Creio que ninguém tem dúvidas que tanto Jesualdo como Pinto da Costa teem conversado sobre isso e sabem muito bem o que vai acontecer!
    E mais: no caso de já estar decidida a continuação de Jesualdo, nós todos temos já a obrigação de saber qual o "timming" escolhido por Pinto da Costa! É sempre após um momento menos bom da equipa e nunca num bom momento! Se não sabem isto, então que raio de portistas são vocês?

    ResponderEliminar
  38. Boa análise, e estou completamente de acordo com ela.
    Mas atenção, ainda não ganhamos nada esta época.
    Falta ainda mt trabalho da equipa, e apoio dos adeptos, para festejar!

    ResponderEliminar
  39. 1- O jesualdo ainda não ganhou três campeonatos.
    2- Houve vários treinadores na história do FCPorto que venceram 2 campeonatos e depois saíram , logo nunca poderiam ganhar três.
    3- O nosso orçamento foi a ainda é claramente superior aos dos dois outros grandes clubes.
    4- Para mim os outros dois clubes que lutam pelo título estão muito abaixo das suas capacidades e podes ver isso pelos pontos perdidos em casa por cada um deles.

    Penso que o Jesualdo tem mérito mas até pode não ganhar nada este ano...Espero que não e acredito que não, mas há que ter calma e se há alguém que sabe o que faz é o Grande Jorge Nuno.

    ResponderEliminar
  40. Viva !

    Gostei bem do texto. Acho que resume bem que Jesualdo soube ganhar o contra-relógio que foi obrigado a realizar, ganhando, o campeonato dos campeonatos com vinte pontos de avanço. E não só : O Porto está, actualmente, nos quartos da Taça dos Campões.

    Se me permite, uma só observação que já fiz no blog do Blue Boy : Um treinador que é mais forte que a pouca sorte ou azar ( quantas bolas nas traves e barra este ano ? ) só pode ser grande.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  41. Ricardo, parece-me precipitado insistir nesta história da renovação. A época ainda não terminou e este tema já foi abordado no blog.
    Por agora devemos concentrar-nos na reta final que se aproxima com a meia-final da taça, quartos de final da champions e oito jogos fundamentais no campeonato. Depois disso haverá tempo suficiente para o tema voltar a ser abordado e com dados e fundamentos novos de parte a parte.

    ResponderEliminar
  42. Como já referi não estou preocupado com a renovação do treinador nesta altura.

    O que me vai custar, é ver sair jogadores no final a época, por valores muito abaixo daquilo que valeriam, se não fôsse a crise actual. A noticia de que Bruno Alves se ligou ao empresário Jorge Mendes, é o primeiro indício daquilo que todos sabemos inevitável, a sua saída para o estrangeiro. E não se ficará só por ele. Mas paciência, nós pelo menos temos alguèm para vender e não faltarão compradores ao contrário de outros.

    ResponderEliminar
  43. Epá gosto de vir ao Blog,mas sinceramente este Ricardo Costa,tal como já disse anteriormente não está ao nivel dos restantes elementos que escrevem no Blog,peço desculpa se ofendo alguem,mas é a minha opinião para alem de ter quase a certeza que é o mais novo de todos e é um miudo,pela forma infantil com que respode e repete os argumentos...Jesualdo deve renovar,mas caso isso não aconteça o Porto não acaba...Agora se o Ricardo gosta de escrever que escreva sobre coisas mais interessantes,é que já escreveu 3 textos enormes,para alem de as suas respostas serem enormes e em esquema onde diz sempre a mesma coisa...Mais poder de sintese Ricardo,todos ganhavamos com isso...E responde curto mas de forma precisa,sem criancices e sobretudo sem manipulação das palavras utilizadas por quem lhe responde...Fora isso concordo com a renovação do Jesualdo,e não concordo com a ideia subentendido nos textos do Ricardo de que Jesualdo é o unico com méritos..

    ResponderEliminar
  44. Pedro Mota,tens bom remédio...Não gosta não leias...Como bem referiste,há muita gente a escrever bem melhor...É só ler os textos dos meus colegas...Quem sabe um dia, não temos o prazer de ler os seus próprios...?
    .
    .
    saudações portistas

    ResponderEliminar
  45. Nao me importarei se renovarmos com Jesualdo, mas nao vou fazer uma festa...

    Basicamente acho que o professor tem pontos fortes e fracos.

    Fortes:
    Tactica defensiva, de controle de jogo. melhoria da inteligencia tactica dos jogadores. gestao da condicao fisica.

    Fracos:
    treino virado para situacoes ofensivas (ataque continuado, nao contra-ataque), incluindo bolas paradas (nem sequer criamos perigo). Melhoria da capacidade tecnica dos jogadores (os jogadores nunca aprendem nada de novo). Leitura de jogo durante o jogo (substituicoes, mudancas tacticas). E finalmente incapacidade de fazer mudancas com velocidade (ex: compreender que Hulk e Fernando deviam ser titulares durou meses)

    Ao contrario de anteriores posts, nao faco uma analise baseada em jogos e trofeus ganhos ou perdidos, porque cada equipa tem jogadores diferentes e nao devem ser assim comparadas.

    Francamente acho que sao muitos pontos fracos para o nosso Porto, mas se houver claridade de que estes pontos seriam trabalhados, eu seria um forte apoiante do professor.

    ResponderEliminar
  46. Calma pessoal. Respeitem-se... somos todos PORTISTAS! Ricardo continua a escrever porque o fazes muito bem. Estou contigo, porque também quero que o Professor renove. Mas agora dá um pouco de descanso ao tema Jesualdo até novos desenvolvimentos no dossier renovação serem oficiais. Abraço a todos os Portistas. FORÇA PORTO!

    ResponderEliminar
  47. Vá lá que não sou o único a pensar a assim.

    Bem, vou ali adorar o Deus Menino e já venho.

    ResponderEliminar
  48. o ricardo, não me junte aos assobiadores... já escrevi sobre isso e nem sei assobiar. e não me venha com o nuno, que pode ter falhado, mas não falhou tanto como o frangueiro de serviço que nos trama sempre nos jogos mais importante e que ainda no ultimo andou outra vez aos papeis. já agora, podia dizer que nos (eu e outros) insistimos na uttilização de hulk a titular , até o professor adoptar a ideia... Ahhh já sei, ele estava a apreender com o jesualdo.

    enfim... concordo com quase tudo o que você escreve, como sabe. mas nem tudo está sempre bem. nem com jesualdo nem com ninguem.

    abraço

    ResponderEliminar
  49. Exacto quem sabe um dia,eu tenha tempo e qualidade para escrever sobre o Porto,é que escrever por escrever ,todos estamos de acordo, não vale a pena...E desculpa se te ofendi,mas se eu não ler o que escreves não poderei saber o que pensas e assim concordar ou discordar,só os ignorantes criticam ou elogiam sem saber o que estão a elogiar ou criticar...De certeza que há frequentadores do Blog que acham que és o que melhor escreves,da mesma forma que eu acho que és o que pior escreves(não em termos de grámatica,mas sim de conteudo que é bastante repetitivo)...Porque não escreves por exemplo sobre futuras vendas e compras do Porto,situação financeira,apito dourado,factos históricos etc em vez de estar sempre a falar do mesmo?!...Era benéfico para ti,para nós que te lemos e o Blog...se reparares muita gente disse que já é massador ler tantos textos sobre o mesmo tema,num curto espaço de tempo...Isto claro é uma sugestão,que espero tenhas humildade para aceitar sem te ferir sentimentos...

    ResponderEliminar
  50. Caro Rui:
    Não foi minha intenção incluí-lo na massa assobiativa. Peço desde já desculpa por o ter feito.
    A idéia era mais de usar o seu exemplo de que como Jesualdo todos nós(inslusive eu) fazemos erros de análise.
    .
    Que se Jesualdo fizesse tudo aquilo que os adeptos queriam acabaria por se calhar cometer erros maiores.Afinal,ele melhor do que nós, sabe com quem conta e o que os jogadores rendem nos treinos.
    .
    Apenas dei o exemplo do Nuno, porque o Rui Moreira tal como muitos outros o pediram a titular,mas quando Jesualdo fez a vontade e o Nuno errou,como o Rui Moreira bem o sabe, não faltou gente a criticar o Professor por colocar o Nuno a titular em detrimento do Helton.
    .
    O Rui nesse aspecto manteve-se coerente na defesa do Nuno e da sua opção.Mas sabe tão bem como eu que infelizmente grande parte dos portistas não tiveram essa incoerência e apontaram logo o dedo a Jesualdo...
    .
    .
    Sobre o Hulk ser titular:
    Claro que o Rui tal como muitos portistas pediam a sua titularidade...Mas já não se estava a ver que isso aconteceria desde o inicio do ano...?Hulk foi dos maiores investimentos deste ano.Teria que jogar.Mas nunca demasiado cedo e a todo o custo.
    .
    Precisava de tempo.O próprio Rui viu e admitiu o crescimento de Hulk.Ele quando chegou tratava-se de um jogador com características físicas e técnicas(mas acima de tudo físicas) impressionantes,mas faltava-lhe escola.
    Hulk não dominava aspectos do jogo básicos e tenham pechas na formação,para além de vir de uma realidade competitiva totalmente diferente.
    .
    Acho que o Rui Moreira concordará comigo...Hulk evoluiu muito com o trabalho feito por Jesualdo,e é óbvio que o mérito deve-se repartir entre 3 partes:Quem o contratou, o próprio Hulk por ter esse talento inato e por se predispor a trabalha-lo e depois,como é óbvio,o Professor Jesualdo Ferreira que foi quem trabalhou com ele diariamente,lhe ensinou a participar mais no jogo colectivo e o momento em que deve passar e em que pode ser ele a resolver.
    .
    .
    Para terminar,caro Rui lamento se o ofendi colocando do lado da massa assobiativa. A minha idéia não era essa e como tal peço-lhe desculpas.
    Queria utilizar um exemplo de os adeptos pedirem algo a Jesualdo,ele fazer a vontade e ser criticado na mesma,não foi o caso do Rui que na altura continuou a defender a sua continuidade.
    .
    Embora discorde da sua visão relativamente ao Helton e ao Nuno.Nuno é um excelente profissional,importante no balneário mas é menos guarda redes que o Helton.
    Não que ache que o Helton seja um grande guarda redes,acho-o cada vez mais desconcentrado em jogo...mas aí cabe aos adeptos também saberem apoiar os jogadores mesmo após o erro.Em Madrid isso foi fundamental...
    .
    abraço

    ResponderEliminar
  51. Pedro,tens todo o direito de não gostar do que escrevo e de o achares maçador.
    .
    Mas acho injusto dizeres que só falo do Jesualdo...Basta no lado direito ires ao meu nome e clicares para veres os mesmos textos...Ainda há bem pouco tempo escrevi sobre o arquivamento da queixa contra o Gonçalves Pereira,sobre casos jurídicos decorrentes do apito dourado já me pronunciei uma série de vezes, e dos últimos textos que escrevi foi sobre a campanha montada contra o F. C. Porto pela imprensa.
    Já falei sobre a política de aquisições do clube,sobre tácticas,sobre a situação financeira,ja falei do problema das comissões,mas são temas que geralmente as pessoas não gostam muito.
    Principalmente o da situação financeira.
    E eu próprio admito que prefiro escrever sobre futebol jogado.
    .
    .
    Sobre o Jesualdo fiz apenas que me lembre 3 textos assim recentemente.Porventura terei feito outro no ano passado.
    Achei pertinentes os dois primeiros porque eram para dar a minha visão do trabalho do professor quando já se falavam em sucessores e se lhe apontavam não saber nada de táctica e treino,coisa com a qual não concordo.
    .
    Este porque mais do que nunca ele merece a renovação e seria fundamental para dar estabilidade a ele e á equipa que comanda,só isso.
    .
    abraço

    ResponderEliminar
  52. É raro comentar neste blog, apesar de ser um leitor assíduo, porém, hoje não resisti !

    Apenas tenho a dizer que concordo com o Ricardo Costa, muito bem mesmo! Sou da mesma opinião!

    Com isto não quero dizer que o Jesualdo seja um Deus e que não erre, pelo contrário, mas não tenho qualquer dúvida de que é treinador para o FC Porto e merece estar onde está. Além disso, podem dizer que o clube dele é "este" ou "aquele", mas a verdade é que aprecio também a maneira como ele nos defende. É para renovar !!

    Abraço

    ResponderEliminar
  53. Ricardo eu só leio e comento o Blog desde Fevereiro,e de lá para cá lembro-me sobretudo de 3 post teus sobre Jesualdo e um outro onde defendias ,tal como eu, o uso do Black out...Os teus post anteriores a fevereiro não conheço...Abraço

    ResponderEliminar
  54. Este Ricardo Costa é o adepto do Braga que levava a faixa "O PROFESSOR". Só pode!

    ResponderEliminar
  55. Ricardo,
    não tem nada que pedir desculpa. n´os somos adeptos, não somos teinadores. eu acredito na competencia de jesualdo, acho que fui ds primeiros a falar dele para treinar o nosso clube. nem ele acerta sempre, nem nós.
    ele não gosta do ibson, eu nao gosto do helton... tudo normal meu caro.
    um abraço do rui

    ResponderEliminar