10 março 2011

Mais uma alegria, mais uma vitória

A Europa volta a ver o FC Porto a ganhar, na sexta saída internacional e num campo difícil. Pelo piso estranho, que afectou a troca de bola e o jogo de Hulk na 1ª parte, e pela excelente equipa que tem sido sempre o CSKA de Moscovo. Um golaço de Guarin numa 2ª parte soberba foi o corolário mínimo de uma tomada de posição decisiva no jogo que começou pelo acerto defensivo a anular as tabelinhas de Vagner Love e Doumbia na zona frontal da área que tantos calafrios causaram de início.
Com Helton em grande plano e alguma sorte, o FC Porto corrigiu posicionamentos e abordagem aos lances para se superiorizar de forma definitiva e a merecer até mais um golo na sempre difícil e gélida deslocaçã invernal à Rússia. Mas, tal como após-Sevilha, nada está ganho. Como se percebeu desde o sorteio duplo de Dezembro, ao FC Porto cabia dois adversários candidatos à final e os russos têm as suas hipóteses para a 2ª mão, que exigirá muitos cuidados.
Os russos costumam ser menos agressivos fora de casa, mas não menos perigosos e sem menos velocidade que é a sua arma letal. Mas como continuam sem marcar golos em cinco confrontos com o FC Porto, pois mais uma etapa decisiva pode ser ultrapassada com um opositor de valor.

8 comentários:

  1. Grande mérito e gestão cuidadosa e nada medrosa do jogo...pois,para mim,justificava-se o Sereno(o que aconteceu ao Maicon?)ter entrado após o golaço do"mal amado"Guarin,mas o Mister entendeu,atacar,só que o 2ºgolo,não apareceu e sem ser agoirento,temo o 2ºjogo,pois este CSKA tem um ataque temível e se não marcarmos antes deles,vamos sofrer.Pena o sorteio não nos ter ditado uma equipe mais fraca,tipo a do bairro de Carnide ou dum esconso bairro de Paris...Pelo menops os calimeros,aviaram os 1º do fraco campeonato gaulês,o Lille.

    ResponderEliminar
  2. Se eles ainda não nos ganharam ou marcaram, nós também não lhes ganhamos ou marcamos em casa e relembro que eles causaram sempre perigo quando cá vieram.

    Hoje foi um grande resultado mas é preciso muito cuidado para o 2º jogo.

    Não podemos repetir o festival de ineficácia que produzimos frente ao Sevilha que acabou em derrota.

    Doumbia, Love, Honda, Tosic e companhia são muito perigosos e hoje durante a primeira parte fizeram a defesa em fanicos. Valeu Helton.

    Estamos sem pressão alguma e por isso temos todas as condições para preparar o jogo da 2ª mão de forma perfeita.

    http://thebluefactoryofdreams.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. A estratégia dos "meninos" de ir contactar jogadores adversários antes de realizar jogos contra as suas equipas mantém-se além fronteiras, leiam a "bolha"...

    ResponderEliminar
  4. Bom dia,

    Mostramos mais uma vez que perante qualquer adversidade, temos capacidade de adaptação e conseguimos vencer.

    Ontem num relvado sintético, Hulk e James não se adaptaram, e na primeira parte pouco jogo ofensivo produzimos.

    Limitamos-nos a tentar controlar o excelente tridente ofensivo russo, que nos causou imensos calafrios.

    Na segunda parte a partir dos 60 minutos, e depois das alterações de Villas Boas, dominamos o jogo, chegamos à vantagem, e podíamos mesmo ter sido "gulosos" e ter lutado pelo 2 a 0, mas a equipa não quis arriscar, pois o adversário, face à qualidade dos elementos que entraram Nedic e Tosic, também poderia marcar e colocar em risco o excelente resultado.

    Valeu Helton, sempre seguro a transmitir tranquilidade a uma defesa que esteve num excelente nível. Grande exibição de Otamendi, Rolando, Sapunaru e Fucile muito bem. No meio campo Fernando e Moutinho estiveram ao seu nível. Varela entrou muito bem no jogo, tal como Cebola e Guarin foi uma aposta ganha de Villas Boas.

    Agora no Dragão temos de ser mais eficazes do que fomos diante do Sevilha, para marcarmos e não andar na corda bamba até final do jogo.
    Esta equipa russa provou ontem que pela qualidade dos seus atacantes, pode marcar em qualquer campo.

    Nós somos superiores no computo geral e temos uma vantagem que nos permite chegar aos quartos de final.

    Bravos os nossos adeptos que se deslocaram a Moscovo apara apoiar a equipa.

    Abraço

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Foi uma vitória feliz, num relvado difícil, a avaliar pelas dificuldades sentidas por grande parte dos nossos jogadores.

    Helton esteve gigante a assegurar o nulo, na primeira parte, para no segundo tempo vir ao de cima a maior classe do FC Porto, que finalmente tomou conta do jogo, conseguindo o triunfo com um belo golo de Guarín (para mim muito mais útil que Belluschi) e com a sensação de que o marcador poderia ter sido alargado.

    A eliminatória está longe de se considerar ganha, mas que este resultado constitui um passo importante para o conseguir, ninguém o pode negar.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. http://www.fcporto24.com/noticia.php?id_noticia=639

    ResponderEliminar
  7. "Às 17.45h, não perca mais uma emissão em directo e em exclusivo de hóquei patins.
    Limianos vs Fc Porto, só aqui no Porto Canal!"

    ResponderEliminar
  8. Dois pontos roubados ao Portimonense
    http://oantilampiao.blogspot.com/2011/03/2-pontos-roubados-ao-portimonense.html

    ResponderEliminar