05 abril 2009

Daqui nasceu o Tetra

V. Guimarães 1-3 FCporto
Roberto 20', E. Farias 52', M. Gonzalez 58' e Rolando 88'Equipa: Helton, Sapunaru, Rolando, B. Alves, Cissokho, Fernando, R. Meireles (A. Madrid 88'), T. Costa (Lucho 66'), M. Gonzalez, E. Farias e Hulk (C. Rodriguez 83')

Em plena cidade onde, segundo reza a história, nasceu Portogal, o FCPorto, um ano depois de ter sido Tricampeão Nacional, deu um passo de gigante para que o Tetracampeonato seja uma realidade. Na verdade, foi mais do que um passo, foi quase a confirmação que podem nos tentarem derrubar, podem colocar todas as ratoeiras no nosso caminho, podem nos ameaçar de toda a maneira, podem-se distrair como quiserem, que não adiantará de muito, servindo apenas para nos unir e cerrar fileiras rumo às vitórias, porque na cidade Invicta, vive uma equipa que não se deixa derrubar facilmente.

Foi, como costumo dizer, uma vitória à moda antiga, foram devido a estas vitórias que aprendi a amar tanto o FCPorto, contra tudo e contra todos, com a equipa a ser recebida com objectos a serem arremessados, com a pressão dos invejosos e dos ratos de esgoto, com todas as ratoeiras e perseguições cobardes que fazem, o FCPorto demonstrou ter uma equipa preparada para tudo isso, jogando com raiva, muita união e com uma enorme vontade de vencer, dando a volta a um resultado com categoria, segurança dando provas da sua enorme superioridade.

Jesualdo Ferreira apostou em Tomás Costa e em Mariano Gonzalez no lugar de Lucho e Rodriguez, devido ao desgaste sofrido por estes das viagens às selecções, e Farias no lugar do castigado Lisandro Lopez.

Logo no primeiro minuto, o FCPorto conheceu a verdadeira estratégica da agremiação “desportiva” adversária, parar, de todas as maneiras possíveis, e impossíveis, o jogador portista Hulk, nem que seja da maneira menos legal possível, até porque Carlos Xistra empenhou-se afincadamente em não incomodar, nem em punir, essa estratégia.

Durante toda a partida, Hulk foi um verdadeiro saco de pancada para os jogadores da agremiação “desportiva”, ao ponto de ter que ser substituído, isto se Jesualdo Ferreira queria contar com ele para o importante jogo da Champions League, porque a todo o momento imaginava-se uma lesão que o arrumasse de tão decisiva partida.

O FCPorto entrou muito poderoso na partida, com muita garra, abafando os ataques da agremiação “desportiva” adversária, sempre jogando de forma rápida à procura do golo, não dando hipóteses de reacção ao seu adversário. A equipa superiorizava-se em todos os sectores, começando a criar algumas oportunidades de golo que Farías, por duas vezes, falhava, Hulk era um verdadeiro quebra-cabeças para os seus adversários, Raul Meireles parecia estar em todo o lado, mas faltava apenas uma pontinha de eficácia, e sorte, para que os golos começassem a aparecer.

Depois de estar 19 minutos sem Helton ser incomodado, na primeira descida ao ataque, respondendo a um cruzamento que teve a, infeliz, colaboração de Sapunaru, Roberto inaugurou o marcador, dando ainda maior injustiça ao resultado, se o empate já era injusto perante tudo aquilo que o FCPorto tinha feito, então sofrer um golo, ainda por cima, com uma colaboração infeliz de um jogador seu, a injustiça seria maior.

O FCPorto sentiu um pouco a injustiça do golo, mas os campeões não caiem, nem tremem, por isso não perderam a sua identidade, nem sequer a tranquilidade, a maturidade de uma equipa vê-se nestes momentos, quando se “apanha” a perder, não fica ansiosa, nem sequer entra em desespero, sabe o que tem de fazer para dar a volta.

O FCPorto apenas lidava mal com a imensa agressividade do seu adversário, e com a enorme passividade de Carlos Xistra. Curioso verificar que, apesar do FCPorto ter tido menos faltas, e menos duras, do que o seu adversário, a equipa portista teve o mesmo número de jogadores com cartões amarelos.

Até ao intervalo, apenas registo para mais um falhanço de Ernesto Farias que, parecia não acreditar que os defesas da agremiação “desportiva” poderiam falhar, não dando seguimento ao excelente cruzamento de Mariano Gonzalez.


Na segunda parte, mais do mesmo, o FCPorto procurava, insistentemente, o golo do empate, Hulk levava a equipa para a frente, Farias perdia algumas oportunidades, mas a equipa que se presta a ser Tetracampeã nacional não conseguia marcar. Mas de tanto falhar alguma vez iria acertar, Farias, aos 52 minutos, respondeu a um excelente cruzamento de Raul Meireles com uma cabeçada que deu origem ao empate, colocando justiça, mais do que tardia, ao resultado.

O FCPorto não tirou o pé do acelerador, o seu adversário sentia-se perdido perante tanto domínio portista e num lançamento feito por Cissokho para Hulk, este com 3 adversários a fazer-lhe a marcação, ganha a linha cruzando para a área, um defesa adversário alivia para o meio donde aparece Tomás Costa que remata enrolado, mas pelo caminho Mariano Gonzalez apanha a bola e consegue desviar para o fundo da baliza, colocando, finalmente, justiça no marcador.


A partir daí, sentia-se que a vitória não mais iria fugir, se tudo corresse normalmente, e se tomasse a devida atenção, e precaução, contra as ratoeiras que ainda poderiam colocar no caminho. O FCPorto dava a bola ao seu adversário para se entreter, esperando, cinicamente, a altura certa para dar a estocada final. Lucho Gonzalez substituía Tomás Costa, o FCPorto controlava com superioridade o seu adversário, que sem entretinha em tentar arrumar Hulk e em tentar aproveitar mais um momento de sorte para conseguir, pelo menos, empatar a partida. No entanto, até os super-heroís ficam debilitados, depois de tantas faltas consecutivas, Hulk não resistiu a tantas investidas sobre ele, e para que fosse poupado para o jogo de 3ª feira, Jesualdo Ferreira optou por poupar o brasileiro e trocou por Cristian Rodriguez.

Já no final da partida, num canto marcado superiormente por Lucho Gonzalez, Rolando com uma cabeçada fulminante dá a estocada final, tirando de vez os sorrisos sarcásticos aquando do primeiro golo. O último a rir sempre se ri bem melhor e com a barriga cheia.

Com esta vitória, e com o campeonato quase arrumado, o FCPorto não terá uma deslocação tão dura como esta, até ao final resta a Jesualdo Ferreira continuar a gestão do plantel como, tão bem, tem sido feita até ao momento. Agora o maior objectivo de Jesualdo Ferreira cabe preparar a equipa convenientemente para o maior desafio desta época: tentar derrubar o campeão europeu. Vamos acreditar, este FCPorto deixa-nos a sonhar.

36 comentários:

  1. Mais uma tirada genial do orelhas:

    "A nossa missão é estar no primeiro patamar em todas as frentes", iniciou, destacando satisfação pelos "activos humanos" do clube: "Se seguirmos nesta linha seremos imparáveis. Estamos cada vez mais fortes para consolidar o que iniciámos há 8 anos"

    Cada vez aprecio mais este rapaz. Faz-me rir. Está na linha do Fernando Rocha mas mais burro e analfabeto. De resto, está imparável, não há dúvida.

    ResponderEliminar
  2. É patético o esforço que nos foi oferecido durante o dia de hoje para esconder o insucesso dos Self Made Men...Gobern, Tadeia, Baptista, etc, debitaram teorias atrás de teorias para nos mostrarem -sem necessidade- que a realidade deles é virtual, é uma realidade delirante, esquizofrénica!...Com tudo isto, quem vai levar por atacado é o Isaltino, coitado, até estou com pena do muchacho...Mas porquê, ele não é de Oeiras, ali próximo de Cascais, como quem vai no caminho para Sintra? Ainda vão dizer que foi Pinto da Costa quem o nomeou!...Esperem para ouvir!
    -Quanto ao Dumbo, bem quanto ao Orelhudo, o pior que lhe vai acontecer estará reservado para amanhã...Era lindo que perdessem com o Estrela, no último minuto, com um Penaltie falso como Judas!...Acordem, não queiram evitar a realidade, assistam sem remelas bolorentas aos nossos sucessos, senão vão acabar no Júlio de Matos!...Encharcados em tranquilizantes...

    ResponderEliminar
  3. E parabéns ao Menphis, esta crónica corresponde na íntegra ao que eu vi desenrolar-se no Estádio do Fundador da Siderurgia Nacional.

    ResponderEliminar
  4. Não é verdade que Guimarães é a Capital dos Garfos e das Facas?...Garfos e Facas, um trabalho de manipulação dos Metais!...

    ResponderEliminar
  5. Lembram-se do Ministro da Informação do Iraque, Mohammed Saeed Al-Sahhaf?

    Era o tal que jurava a pés juntos que os americanos ainda estavam muito longe de Bagdá e que iriam ganhar a guerra. No entanto, as bombas caiam-lhe nas costas e os americanos entravam pela porta do lado.

    Qualquer semelhança com a realidade do futebol português é pura coincidência.

    ResponderEliminar
  6. Grande jogo do Mágico Porto !

    jogo à Campeão, ou melhor à Tetra Campeão !

    ResponderEliminar
  7. Pessoal o site do nosso clube ja merecia um facelift. aquilo ta um bocado ultrapassado...

    ResponderEliminar
  8. Excelente jogo do FCP, com meireles um jogador á imagem do nosso clube a brilhar a grande nivel. sofrer aquele golo ás 3 tabelas e quando o fcp já tinha criado mais que oportunidades para marcar, ajudou a mostrar ainda mais a nossa superioridade, e dar a volta a um resultado ajuda tambem o grupo a ganhar confiança para os jogos que faltam para o final do campeonato.

    Agora vem ai a nossa competição que é a champions e eu acredito que vamos lá fazer um bom resultado,e um bom resultado é a vitoria.

    @nelson pena, penso que o site já está a ser remodelado.

    ResponderEliminar
  9. Grande FCP!

    É talvez o momento de melhor forma portista desde que chegou Jesualdo. Mérito para ele e para a equipa técnica que souberam chegar a esta fase tão crucial da temporada com uma equipa demolidora.

    As alterações a um onze que até há algumas semanas atrás se pensava insubstituivel não se notam no campo.

    A garra, provavelmente provocada pelas injustiças que os jogadores também sentem como sendo contra eles, dá preenchimento a uma imagem verdadeiramente à Porto.

    Desejo que a preciosa oportunidade de encarar os compromissos ambiciosos que faltam, com um FCP fortíssimo, seja devidamente aproveitada daqui para a frente.

    ResponderEliminar
  10. Uma palavra para o Raul Meireles: MAGISTRAL.
    Aquele passe que isola o Farias(E que este desperdiça) é fabuloso, até o gorducho do Gobern o admite.

    2 Vitórias em 2 dias, grande esperança para terça-feira.

    ResponderEliminar
  11. FC Porto
    "Dragões" recebem sábado o troféu de campeão de 2007/08
    05.04.2009 - 14h48 Lusa
    O troféu referente à conquista do título de campeão nacional da época 2007/08 vai ser entregue ao FC Porto no próximo sábado, no Estádio do Dragão.

    Antes do início do jogo com o Estrela da Amadora, referente à 24.ª jornada, irá decorrer a entrega do troféu e a imposição de faixas aos campeões nacionais, na presença da direcção da LPFP, presidida por Hermínio Loureiro.

    A entrega do troféu de campeão aos “dragões” esteve envolta em polémica, com o FC Porto a estranhar a demora em receber o troféu, o que levou à exposição da situação, ainda em Dezembro de 2008, a Hermínio Loureiro.

    O FC Porto tinha já exposto a situação ao ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira.

    In Público

    Quem lá for, como eu, já sabe o que tem a fazer.

    ResponderEliminar
  12. E o Super Herói, é: Pinto da Costa! Mais uma vez.

    Com o Jesualdo a emitar-lhe a têmpera...

    ResponderEliminar
  13. Estive a rever o jogo na SportTv hoje pelas 12h00. Não retiro um milímetro ao que já afirmei, Carlos Xistra fez o que pôde para ajudar a travar o Porto.Desde o início, permitiu que os Vimaranenses cortassem as jogadas com faltas sucessivas e ignorou muitas mais, por demais evidentes...Não deu amarelos enquanto conseguiu e, após isso, não duplicou os amarelos por mais que uma vez...Em contrapartida Tomás Costa, Cissiko e Raul Meireles -este bem amarelado- foram punidos dessa forma, mal tiveram procedimentos mais exagerados ou entradas mais fora das regras...O comentador -Pedro Henriques- chegou a confessar, em tom risonho, que o Xistra estava a inclinar o campo, depois de já ter referido que este, tinha perdoado -fora amigo, o termo usado- cartões, a vários Vimaranenses!
    Durante décadas assisti a este tipo de procedimentos, sempre que o Porto se aproximava dos concorrentes, era a forma sorrateira de nos retirarem hipotéticas ambições logo à nascença...Então nos jogos cruciais, era inevitável e na época não tínhamos possibilidade de o verificar da forma como agora podemos...Era um RegaBofe!...

    ResponderEliminar
  14. "Na verdade, foi mais do que um passo, foi quase a confirmação que podem nos tentarem derrubar"

    Que é assim como dizer:
    "Na verdade, foi mais do que um passo, foi quase a confirmação que podem tentar derrubar-nos", no desejo, mais não seja, de ainda fazerem figura na "galeria de emplastros". Vide

    http://blasfemias.net/2009/04/04/a-montanha-pariu-um-rato/

    ResponderEliminar
  15. E busque-se, então, mais simples:

    blasfemias.net/2009/04/04/a-montanha-pariu-um-rato/

    ResponderEliminar
  16. Boa análise ao jogo. Sem dúvida mais uma partida à Porto. Raça e classe, são os atributos das grandes equipas e esta tem tudo isso em dose elevada. Contra tudo e contra todos, estamos mais perto do tetra, que terá por isso mesmo uma sabor muito especial.

    Agora sonhemos com o Manchester. Não devemos ter ilusões exageradas, mas esta equipa dá-nos o conforto de poder sonhar.

    ResponderEliminar
  17. Hoje o Leixões entregou-se completamente ao Sporting, que desarmonia naquela defesa e linha média...Claro que o Pedro Proença -objectivamente viu as coisas com óculos Lisboetas- deu também uma ajudinha, tal como ontem com Xistra, nada como empurrar aqueles de quem se gosta, faz lembrar a Volta a Portugal em Bicicleta, especialmente na prova rainha da Montanha na Serra da Estrela...

    ResponderEliminar
  18. Ao Sporting não se marcam penaltys, aos outros um penalty escandaloso..depois aqueles comentadores com o cérebro de merda dizem que não é nada, como se nós não tivéssemos olhos, nem cérebro, para pensar...venham eles, mesmo assim, as faixas podem ser encomendadas.

    ResponderEliminar
  19. Dois penáltis oferecidos seguindo o rumo da verdade desportiva. Tão natural como a sua sede.

    Se eu não tivesse a certeza que vamos ser tetracampeões, até ficava preocupado.

    Mas será que eles ainda não perceberam que as regras mudaram e vai ser quase impossível conseguirem apurar-se para a fase de grupos da Liga dos Campeões? Tanto vale para um como para outro. O segundo lugar na campeonato só vale um bilhete para a Taça UEFA. Nas pré-eliminatórias da Liga dos Campeões, vão ser arrumados facilmente. Acabaram-se as pêras doces.

    Averiguem se ainda têm a carteira.

    ResponderEliminar
  20. Palavras para que, é o clube do regime. Todos os anos o mesmo.

    Tem sido assim desde que me lembro de ver futebol.
    Ja la vao mais de 30 anos.

    O pais é muito pobre de espirito, nao merece mais. E nao merece o FCPorto.

    As pessoas do Porto (cidade) que abram os olhos. Neste momento so teem aquilo que merecem. E também nao merecem o FCPorto.

    ResponderEliminar
  21. Três Penalties inexistentes marcados e um que o foi efectivamente e não é marcado!...Arbitragens à Lisboeta!...É aquilo que eu dizia, antigamente não havia TV para Português ver, agora há e mesmo assim a roubalheira persiste, como existem 6.000.000 de cegos, para quê esperar que os árbitros sejam mais correctos?...

    ResponderEliminar
  22. Os Paladinos da Transparência:

    "Jorge Ribeiro e Ruben Amorim, titulares na vitória do Benfica frente ao Estrela da Amadora, falaram aos jornalistas logo após o apito final no Estádio José Gomes, na Reboleira.
    «-O importante foi conseguir os três pontos. Agora vamos lutar para vencer a Académica, que vai muito difícil também», disse o lateral esquerdo. O médio reconheceu que a exibição não foi a mais agradável. «É o que interessa mais, o resultado», refere Ruben Amorim."

    Claro, essa coisa da transparência é só para os outros!

    ResponderEliminar
  23. Uma palavra de apreço para a equipa da Reboleira, sempre inconformados com o resultado e melhores que os Belfos! -Aparte o Vidigal -pareceu-me desajustado e sem pernas- Nuno Coelho e Varela muito activos e mostrando grande potencial, surpreendeu-me a capacidade de resposta de todos estes jogadores, belos Profissionais!

    ResponderEliminar
  24. Já o Leixões foi a antítese do Amadora...Sem chama e sem organização, aquela defesa, valha-me Jesus e os seus treze Apóstolos!...

    ResponderEliminar
  25. Estou para ver as capas dos jornais de amanha, os comentarios dos entendidos,dos adeptos que só falam dos guimaros e dos calheiros e que permanentemente poem em acusa a nossa superioridade ao longos dos ultimos 30 anos!.
    Ontem foi ver o Hulk a levar pancada e a ver os adversarios incolumes sem direito a acção disciplinar!
    Hoje um corte clarissimo com a mão do Abel que o Proença não quis ver (Leixoes-SCP) e uma arbitragem no E,amadora- sl bosta do pior que já se viu em pleno Seculo 21!
    Hugo Miguel de seu nome - Arbitro de Lisboa, que tambem deve ser aassociado ou simpatizante dos vermelhos e que deve ter seguido com atenção o discurso de Luis filipe Vieira que, luta pela transparencia do nosso futebol!
    Não batam mais nos ceguinhos!
    Se isto não é vergonhoso é o que?

    ResponderEliminar
  26. Benfica levado ao colo de uma forma que Calabote teria aplaudido.

    Porto impedido de jogar futebol através de jogo violento sistemático dos sarrafeiros de Guimarães, com a total conivência do árbitro, que só puniu disciplinarmente os vimaranenses uma em cada 5 vezes. Para os jogadores do Porto, o ratio de punição foi de 3 para 1 (para uma entrada dura, 3 amarelos).

    Depois do que se viu ontem e do que se viu hoje, só se poderá cantar vitória no fim, as armadilhas vão ser ainda muitas e constantes, todos os cuidados são poucos.

    Só espero que já amanhã, os responsáveis do Porto retribuam a gentileza do SLB para com o Lizandro, exigindo castigo para o Nuno Gomes, pela simulação que deu um penalti, que deu um golo, com influência final no resultado do jogo Estrela/Benfica.

    ResponderEliminar
  27. Queria dar os parabéns ao LF.
    Magnifica vitória do Benfica. Sem espinhas, como se costuma dizer.

    ResponderEliminar
  28. Amanha alguém vai pegar fogo aos escritórios da "abola".
    Já viram a capa de hoje? Estes tipos andam-se a habilitar a levar no focinho.

    ResponderEliminar
  29. Palavras para quê, é o sistema em todo o seu explendor. A expressão, contra tudo e contra todos, ficou demonstrada de forma clarissima este fim de semana. A única coisa que espero, é que as vozes do FCP com algum tempo de antena na CS, não deixem de pôr em evidência, a vergonha do que se passou, especialmente em Guimarães, verdadeira caça ao homem autorizada, e na Amadora, 3 pontos oferecidos de forma despudorada ao benfica.

    ResponderEliminar
  30. Em jeito de comentário a esta fascinante vigésima terceira jornada, aquilo que um pais inteiro viu, incluíndo o LF, foi que nós, os corruptos, os dos quinhentinhos, dos envelopes e das viagens ao Brasil, fomos a Guimarães a um campo dificílimo jogar com uma equipa em recuperação, num ambiente hostil, sem 4 dos habituais titulares,(Fucile, Lucho, Christian e Lisandro) e a perder 1-0 ao intervalo, fizemos uma segunda parte brilhante e viramos o resultado para 1-3. Uma grande vitória de um enorme FCPorto.

    Os paladinos da transparência, também conhecidos por milhafres, slb, slbosta ou simplesmente gaivotas, arrancaram a ferros, com uma exibição miserável, uma vitória assente em dois penaltis muito duvidosos contra uma equipa com seis meses de salários em atraso e que supostamente não treinou durante toda a semana. Coincidência do caraças, na semana que antecede o jogo com......as gaivotas, claro! Mas atenção, que eles são transparentes!
    Conseguiu-se, por mais uma semana, manter o slbosta "a flutuar" na luta pelo titulo.

    As virgens ofendidas de alvalade, também conhecidas por zpoorteiin ou lagartada, pelo menos podem-se gabar de que jogam muito melhor futebol que o benfas. No entanto, sacaram três pontinhos muito duvidosos também graças a um erro clamoroso do trio de arbitragem, que devem ter sido os únicos três naquele estádio que não viram o Abel a colocar ostensivamente os braços na trajectória da bola.

    Mas para quem vê as manchetes do Record, também conhecido por Rascord ou papel higiénico, parece que está tudo bem. Parece que sim, que o Porto realmente ganhou porque joga bem mas até teve alguma sorte porque o Guimarães também podia ter ganho!!!
    Hoje, "Cardo2o não perdoa" e o "golpe de ninja" continuam a fazer sonhar as trupes de Lisboa com uma perseguição fantástica ao líder.
    Qual penaltis roubados qual carapuça! Isso nem aconteceu....xiiiiiiu!

    ResponderEliminar
  31. Menphis tá tudo dito em relação à magnífica exibição em guimarães, soberba e mais ninguém ganha daquela forma neste país de invejosos. O FCP está acima de todos os outros, não é mania é a realidade. Desculpem lá a linguagem mas não posso dizer de outra forma; puta que pariu os xistras deste país, os que não marcam penaltis que existem, os que marcam os inexistentes e acima de tudo os que não deixam jogar à bola. Não é possível ver mais o Hulk levar tanta pancada e esses camelos nem falta assinalarem, ainda teem a lata de marcar ao contrário por simulação, isto começa a enojar o pessoal.
    Tava a ver que matavam o homem e ele já não brilharia amanhã em inglaterra, onde vamos ganhar pela primeira vez. Puta que pariu também aos Tadeias, Goberns, Rui Santos, Delgado, Cartaxanas e demais galináceos nojentos que jamais saberão dar mérito a quem o tem. Desculpem mas puta que os pariu a todos. PS eu até nem sou mal educado mas puta que pariu

    ResponderEliminar
  32. Caríssimo Miguel Canadá,

    O digníssimo ainda conseguiu ter dúvidas nos penáltis a favor dessa coisa vermelha. Simpático da vossa parte. Pois, eu não tive dúvidas nenhumas que não houve nenhum penálti.

    Diria que esses penáltis, a exemplo da Final da Taça da Liga, são o reencontro com a história que está pejada que exemplos destes. Tudo a bem da verdade desportiva.

    Diria que, apesar dos pénaltis, sinto-me Tetracampeão.

    Faz hoje, precisamente um ano, que estávamos a festejar o Tricampeonato. Esta época demorará um pouco mais. Tenhamos um pouco mais de paciência.

    ResponderEliminar
  33. Este, era pelo menos na teoria, o jogo mais complicado destas últimas 8 jornadas que medeiam o final do campeonato... e o FC Porto, passou com distinção no berço dos infiéis do Minho.

    O Prof. Jesualdo Ferreira, arriscou, digamos que assim, deixando no banco, Lucho e Rodriguez... no imediato pensei: "ai que se te corre mal, tás f***** e ref*****. Eles, «os nossos», desta vez, não te perdoam, truicidam-te mesmo!!!". Não amedrontei, mas não direi que validei totalmente a opção... riscos, riscos, é para isso que ele é pago... e muito bem, concerteza!! Eu, não passo d'um mero Portista de bancada e pouco mais.

    Foi uma 1ª parte com uma entrada mto forte dos azul-e-brancos, que poderiam ter inaugurado o marcador e gerido o jogo d'outra forma, mas entre algum azar e pancada qb em Hulk (quando será que os árbitros começam a deixar de condescender com esta pancadaria que já começa a ter assomos de completamente gratuita?), foram os da casa a inaugurar o marcador... injustamente. Nesse pós imediato, o FC Porto vacilou um pouco, mas não quebrou e rapidamente a condução do jogo passou a ser a baliza de Nilson. Entretanto, intervalo.

    Para a 2ª parte, o Prof. Jesualdo não mexeu e acertou em cheio... 2 golos de rajada, primeiro por Farias (um rato d'área que só produz jogando de inicio!) e logo de seguida pelo incompreendido de sempre, Mariano Gonzalez que magistralmente, desvia a trajectória da bola para dentro da baliza dos da casa... o mais complicado estava feito; virar o resultado.

    Até ao final, gerir, gerir... e ampliar numa cabeçada de Rolando como mandam as regras... à matador!!

    3 "murraças" nas trombas dos infiéis do Minho... outros 3 "envelopes" a caminho do TETRA.

    Só mais umas notas adicionais:

    1. já começa a meter dó a pancadaria em Hulk... para que serve o apito? e os cartões? é pra inglês ver? dassseee

    2. Milhazes enfarda Hulk com uma cotovelada... tudo tranquilo, nem falta, nem amarelo (vermelho?), nem comentário da TV em sintonia (o FDP do comentador devia estar a olhar prá Playboy naquele momento, só pode!)

    3. Quem me tem lido por aqui, bem que já sabe mais do que o necessário sobre o tema, mas vou juntar-lhe algo mais... nunca morri de amores pelo Prof. Jesualdo, apesar de lhe reconhecer sabedoria e arte; mas aprendi a respeitá-lo por tudo aquilo que já nos presentou, tomando um papel de defesa do clube que não era o seu de todo; hoje, depois de Guimarães, antes de Manchester, digo sem qualquer pudor: por mim, assina já contrato para a próxima época... total e inequivoco apoio de minha parte!

    ResponderEliminar
  34. Blue, também acredito que será a melhor opção. O Professor Jesualdo que eu também não acarinho muito, mais pelo facto de para mim não acertar com coisas óbvias, merece um prémio gigante pela forma como lidou com toda esta porcaria durante três longos anos!...E ainda por cima conquistando Campeonatos. Mas ele foi grande na sua face de Profissional, espero que continue e reveja processos e escolhas, que têm encravado muitas vezes a dinâmica da equipa!

    ResponderEliminar