08 março 2012

Cirúrgico - tanto que ninguém nota nem dá dor...

Fernando, o polvo portista, veio a público reconhecer, muito bem, que o golo da vitória na Luz foi em fora-de-jogo, deixa aproveitada nas tv's. Ninguém lhe soprou sequer ao ouvido, já que no campo nem ele nem ninguém viu - à excepção de calhaus com dois olhos, claros... - que todas as acções de arbitragem, durante 86 minutos de melhor FC Porto sempre, foram contrárias à sua equipa. Não há limites para a falta de categoria de quem comunica e gere os tempos e os modos de o fazer. Isto seria cómico se não fosse trágico.
É inimaginável um benfiquista aparecer nalgum lado a dizer algo semelhante sem fazer notar: "Então, foi só esse lance, cadê os outros?".
Proença prejudicou gravemente o FC Porto e o jogo da Luz na sua essência mais pura e legal no aspecto das Leis do Jogo e da verdade desportiva.
Verdade desportiva que desde o início da época não era respeitada nos jogos do Benfica, desde o 1º golo da temporada obtido em Barcelos em fora-de-jogo!
Verdade desportiva adulterada em Barcelos, ainda, pelo bruto do Caixão. Como se sabe, o FC Porto nada disse e nada fez sobre o assunto. Consta, mas isso é pouco para (não) dizer nada, que Pinto da Costa foi falar a Vítor Pereira, o dos árbitros, a Lisboa, o que não foi notícia e os autores de notícias que a não deram passam a mensagem subliminar. Isto enquanto, ainda em Barcelos, o Vítor Pereira treinador do FC Porto admitia que, assim, mais "valia encomendar as faixas" e levarem a mesma equipa de sempre ao colo da arbitragem até ao título que lhes estava prometido.
Três jornadas depois, o bruto do Caixão voltou aos campos da bola. Ninguém ligou, eu fiz na 3ª feira um post alusivo. Sou menos dado a abencerragens mediáticas e mais a receios do submundo.
Ora, o Leiria queixou-se de um golo em fora-de-jogo, sem manchete e sem títulos pequenos sequer nos pasquins. O Olhanense viu o seu treinador ser expulso ao festejar o segundo golo (1-2) na vitória de 1-3 que esteve comprometida com o parcial 1-1 a meio do jogo.
Na Luz, todos metralharam a arbitragem por um lance desfavorável, esquecendo todos os outros, antes e depois desse, todos os lances de arbitragem sem excepção favoráveis.
Não sei se haveria motivos para castigo ao treinador perdedor.
Não sei se haveria castigos para o dirigente ex-jogador perdedor, para mais dirigindo-se a um funcionário da Liga em termos ameaçadores e claramente identificados, termos e personagens, no que há tempos dava descida de divisão por coacção a gente importante da Liga, na pessoa de dirigentes, e do futebol, tratando-se de jogadores e treinadores. Agentes, não é assim?, que motivaram há tempos suspensões de três e quatro meses a jogadores por desaguisados com assistentes de recinto desportivo de quem se discutiu a figura jurídica para se enquadrarem entre os "Agentes" ou fora deles no sentido de contextualizar os castigos.
Não houve notícias de castigos para Jesus e Rui Costa.
Mas o treinador do Olhanense, vencedor, que foi expulso pelo bruto do Caixão acaba de levar 20 dias de suspensão.
O que são 20 dias de suspensão contados a partir de 5 de Março, data do Leiria-Olhanense? São tempo suficiente para durar, contas por alto, até 25 de Março, certo?
Que jogo há no calendário agendado para 25 de Março? Adivinharam.
Talvez a 24, até a 23 de Março, o Benfica visita o Olhanense. Jogo antecipado, por causa dos jogos da Champions na 3ª ou 4ª feira seguintes.
Sérgio Conceição estará suspenso no Olhanense-Benfica. Não sei se houve razões para expulsão ou não. Denominador comum há um: bruto do Caixão.
Outro denominador comum: castigo para uns, impunidade para outros. E dirigentes da Liga, ameaçados alto e bom som, mesmo mais ou menos no escuro e em túneis do costume, calados, cobardes, com medo de ser comidos pelos lobisomens da verdade desportiva.
Porquê, já agora, 20 dias de castigo? Porque não 30? Ou 45 dias?



Depois do Olhanense-Benfica, o Olhanense visita o Dragão, na ronda seguinte. Felizmente, Sérgio Conceição poderá voltar ao palco onde se notabilizou.
A Liga, essa, como a FPF para onde se passaram todos os compadrios e desmandos disciplinares e de arbitragem, continuará a mover-se nas catacumbas, nos túneis e na verdade desportiva de uns quantos. Ciururgicamente. Com um bisturi na mão. Para fazer dano.

nota final: tomei nota do castigo a Sérgio Conceição anteontem à noite, 3ª feira; escrevi ontem à tarde, 4ª feira; fica aí para nos próximos dias, decerto já hoje, um ou mais blogs fazerem postes sobre o assunto sem citarem a fonte, como é costume sem agradecerem. A diferença é que vão meter a foto do Sérgio e eu evitei-a para não dar mais lamiré. Bom proveito.

5 comentários:

  1. Grande filho da puta. Um dia destes apareces com os cornos partidos e um vibrador enfiado no cu para te reanimar.

    ResponderEliminar
  2. Zé Luís
    E não pagam direitos de autor?

    Para além do Sergio Conceição o bruto do caixão...(belo nome), também expulsou o treinador adjunto do Olhanense. Não sei quantos dias este apanhou, mas que de certeza pela algazarra À mistura com ameaças do 2º arbitro ao dito adjunto, se calhar também levou 20 dias.
    Este Brutus do Caixão, é mesmo afilhado do outro que faz parte dos quadros da dita Federação, é que se dá pelas iniciais do SLB.

    O culpado disto tudo, é o ministro da economia, coitado, que mais parece o VP no inicio da época.

    http://portodragoinfire.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Só não se pode chamar a isto teoria da conspiração porque nada é teorico, passa-se tudo na práctica!

    ResponderEliminar
  4. Estes tipos fazem tudo "por outro lado",e depois ainda reclamam contra as arbitragens,só espero que o Porto não dê mais oportunidades a estes porcos.
    Sábado lá estamos no Dragão para apoiar o nosso GRANDE PORTO,VIVA O PORTO SEMPRE!
    Cumprimentos
    manuel moutinho

    ResponderEliminar
  5. Boas!

    Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

    Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

    http://davidjosepereira.blogspot.com/

    Saudosos cumprimentos!

    ResponderEliminar