04 janeiro 2010

Então o FC Porto tem feito boas contratações?...

Melhor do que os "Ídolos" só o "cromo" do Rui "ai, ai, ai, ai, ai, ai" Santos na sua inabalável doutrina canina. E leva uma petição à Assembleia da República? Ah, ah, ah!
Rir é o melhor remédio - à falta de outro remédio! É que terá havido uma boa porção de labregos a gastar aqueles 60 cêntimos+IVA do televoto a afirmar que o FC Porto tem feito boas contratações no mercado de meia estação que é esta "janela de Janeiro".
Esta brincadeira - apresentada num teleprograma para bovinos e com seriedade para dar ar importante à coisa - aconteceu-me ver ontem naquele extenso "Tempo Extra" da SIC-N em que procurei, à falta de alternativa (inexistente, de facto), saber das coisas desportivas dos últimos tempos, mesmo aturando o parolo do Rui "ai, ai, ai, ai, ai, ai" Santos e a sua notável cruzada pela Verdade Desportiva.

É certo que passei vários dias desligado do mundo, sem jornais, nem internet, nem televisão, apanhando uns anúncios de mau tempo em todo o País sem me ter apercebido disso. Ainda ontem falaram, como sempre, de "mau tempo em todo o País" e por onde andei só apanhei sol e uma temperatura amena como devem ser tomados os 15ºC em Janeiro.

Como já dou o desconto nestas coisas da meteorologia, com alguém numa janela lisboeta a vislumbrar o tempo que faz no resto do continente, também admito que o FC Porto tenha ido ao mercado sem eu saber, já que decorrem há tempos os anúncios nos jornais de que, por isto ou por aquilo, os dragões terão de reforçar-se para ficar em 2º lugar na melhor das hipóteses - com o título e quiçá algo mais já entregue ao Benfica porque sim e porque os árbitros tudo continuam a fazer por isso e algo mais também.

Mal soube o resultado do jogo da Taça, que mudou do "caixote" de O. Azeméis para uma "gamela" em Águeda, apanhei nas ondas do tal mau tempo o 2-0 final e só ontem de manhã li de raspão os marcadores dos golos.

Presumo que devem ter acontecido coisas extraordinárias, entretanto, no futebol e na vida do País. Mas é tudo muito relativo, como o "mau tempo que assola o País inteiro". Pode até nem ter acontecido algo de extraordinário, que o rosto sério dos pivôs dos telejornais é igual a lerem o que lhes metem no teleponto, sejam rapazes ou raparigas, loiras ou morenas. É que cheguei a casa e o que vi nem me fez lembrar que mudou o ano, as mesmas caras, os mesmos assuntos irrelevantes, a mesma "Petição pela Verdade Desportiva" que o Rui "mas que raio de Democracia é esta?" Santos já anuncia que vai levar esta semana à Assembleia da República não sei para quê a não ser para nos rirmos mais um bocado.

Se já estava anunciado mais um golpe publicitário do Governo com renovados temas fracturantes que bem distraem, como a eutanásia e os transexuais, depois dos casamentos de gajas e de gajos, pois esta petição que o rapaz dos caracóis fará chegar à AR é mais uma na agenda político-mediática, de resto com um cortejo significativo de basbaques que gostam de ver o seu nome passar em rodapé enquanto o "ai, ai, ai, ai, ai, ai" assume também um ar sério enquanto debita alarvidades e dá escuta a broncos endividados que gostam de falar dos lucros alheios. Já haverá uns 6500 inscritos, não sei se outros tantos terão desistido por desconfiarem da bondade da intenção e do juizo do proponente.

Esperava ver os dois golitos portistas só de fugida, mesmo na estação lisbonense que dedicou o seu "ano desportivo de 2009" aos três títulos domésticos do tetracampeão nacional e autor da dobradinha+Supertaça com menos de 1% do seu extraordinário balanço editorial uns dias antes do Natal.

Decerto os verei por aí na blogosfera que cada vez mais é um espaço livre e de autêntico serviço público. Onde ainda se denunciam as vitórias fraudulentas do Benfica às quais o Rui "ai, ai, ai, mas que raio de Democracia é esta" Santos não associa a falta de verdade desportiva, para a qual reclama meios tecnológicos baseando-se nas câmaras de televisão onde ele não descortina, como no Benfica-FC Porto, uma irregularidade a preceder o golo de Saviola, nem se indigna por um golo limpo do Nacional ter sido anulado indevidamente no jogo de ontem em que voltou a valer tudo para o Benfica ganhar porque tem de ganhar ao arrepio da verdade desportiva que os restantes paineleiros em mais programas de jogo falado ratificarão a bem da Nação, tal qual como noutros tempos em que era mesmo assim que se ganhavam jogos.

As coisas podem merecer um tratamento alegadamente profissional, idóneo e isento como seria suposto, sempre apresentadas com ar sério, profissional, sem se rirem, dos pivôs que lêem o teleponto a provarem que passaram na Primária.

O caso dos 6% que votaram em nome das contratações do FC Porto em Janeiro que só hoje tem o seu primeiro dia útil de tantos inúteis que decorrerão doravante, não deixa de ser o "barómetro" da seriedade destas coisas.

Daí ficar em segundo plano que tenham dado relevo a umas bacoradas do presidente-jagunço a dizer que só ganha sem manobras e estratagemas e com o Rui "ai, ai, ai" Santos a abdicar do jogo do dia, mais um ganho com apoio valioso da APAF, e a atirar para o ar a sua "Verdade Desportiva". Há um ano, este tipo de caracóis com gel e gravatas berrantes, entrou em 2009 a puxar a culatra atrás para retomar a polémica do golo anulado ao Benfica, legitimamente, frente ao Nacional que ele não tivera tempo de comentar em directo à data da ocorrência. Deve ter engolido a rolha da garrafa de champanhe para não rever, agora, o golo fraudulento no clássico recente.

E como rir é o melhor remédio, depois dos palhaços da AR, o Rui "mas que raio de Democracia é esta" Santos afiançou ser adequado o remoque do presidente do clube mais endividado a quem ganha milhões na Champions e nas transferências, dois clubes cotados em Bolsa e cujas contas são auditadas e escrutinadas como as normais empresas deste País onde só parece haver "mau tempo", maus ventos e mais maus presságios para o novo ano.



8 comentários:

  1. O Rui Santos faz muito bem em bater-se pelas novas tecnologias no futebol, não discuto isso. Agora, o último programa dele serviu basicamente para seguir a doutrina ideológica de Portofobia.

    Está tudo montado para nos suspenderem os jogadores sine die, preparem-se.

    Já agora podem sempre dar uma olhada pelo post que escrevi sobre isto em: www.sectorofensivo.blogspot.com

    Um abraço para todos.

    ResponderEliminar
  2. Bom Ano!

    Eu confesso-me cada vez mais cansado do suposto sorriso associado ao "rir é o melhor remédio" sempre que se veem estas bacoradas. E nem é o facto dos lampiões estarem à frente ou de jogarem bem que mais me chateia…

    Irrita-me profundamente o branqueamento e a imagem que sistematicamente querem colocar ao FCPorto (e aos seus adeptos) de batoteiros e arruaceiros. Desculpem-me mas quem não se sente não é filho de boa gente e o que a CD da Liga e associados agentes da CS Portuguesa têm feito sistematicamente não é mais do que isso. O pífio processo do apito dourado ao qual nunca nos vamos livrar de ter sido condenados desportivamente, os exemplares castigos dos célebres sumaríssimos, o original e fantástico castigo ao Lisandro e agora o que aí vem das agressões no tunéle, são exemplos disso. Há anos que isto é assim e não muda. E se leio e vejo nos portistas passar-se a ideia de que largos dias têm 100 anos e que não perdem por esperar eu já não vejo essa luz ao fim do túnele.

    Vejo uma estratégia da nossa SAD (que NÃO contesto, diga-se) de ignorar e ir fazendo pela vida mas custa-me cada vez mais dar uma da Ghandi dia sim, dia sim e ainda passar por Al Capone. Ganha-se mais do que se perde, é certo, mas penso para mim próprio se isto faz sentido. O futebol é suposto trazer-nos alegrias e tristezas nas vitórias e nas derrotas. Não é suposto ter de lidar sistematicamente com esta agressão imoral das bolas, brilhantinas, rolhas e afins. Senão, passamos a vida com sentimentos que se afastam da vertente desportiva.

    Isto também é assim nos outros países?!? Ontem foi mais um festival de oferendas do olarápio e o que é que a maioria dos portistas escrevem? Que não estamos à frente por culpa própria e que temos de ser ainda mais fortes, temos de ser superfortes para ganhar aos adversários e ao resto… Pah, pois, mas… tem mesmo de ser sempre assim??!? Caramba!

    E depois é a concorrência desleal: não sei se são poços de petróleo se é uma galinha de ovos d’ouro, se lavagem de dinheiro ou diamantes vindos de Angola, mas o que é certo é que compram e reforçam com activos que garantem competitividade. Eu cá sinto-me que estou a jogar monopólio com os outros a começarem sempre com hotéis em metade das casas. Tem mesmo de ser assim??

    Eu sei que é bonito o conceito de ganhar contra tudo e contra todos,… mas a verdade é que há campeonatos em que o lastro que nos põem é de tal forma que não me parece humanamente possível… mas… o que o portista faz em maioria é criticar a SAD, o treinador, os jogadores… Tem mesmo que ser assim??

    O ano passado houve um excelente exemplo: armámo-nos em heróis e contestatários da vergonha que foi a taça, chegámos a Alvalade de comboio e tumba, duas xistradas pelo dito acima (que no sábado me voltou a irritar…). Grande vitória moral 4-1 para a história, mas a culpa foi nossa, claro, que fomos jogar com meninos de coro… Serviu para quê? À indiferença do FCP à taça, a liga respondeu com dois xistras em forma de supositório.

    (...)

    ResponderEliminar
  3. (...)

    O que eu quero ver é quando chegarem à conclusão que quando os outros conseguem ser minimamente competentes a nossa competência não chega para equilibrar com o “lastro” adicional, o que é que vão fazer… É que as nossas vozes não têm eco, e se andamos sistematicamente em silêncio, mesmo neste caso extremo, a ideia que passa na CS (que cria o contexto do ser Portista) é que passamos a vida a reclamar… pois…

    E até se pode apostar na indiferença. Eu cá nem compro jornais nem nada, mas estar sozinho onde quer que seja não é o melhor. É importante trilhar e seguir caminhos com personalidade própria e independência, mas é também importante o justo reconhecimento e a lealdade. E cá isso não existe o que me deixa profundamente desiludido. Leio tantos bloguistas com qualidade, eloquência e agressividade qb, porque diabo não aparecem estes (ou parecidos) nas TVs e jornais? Fico sempre tão desiludido com o Rui Moreira (com quem até simpatizo bastante) por não ser muito mais cáustico do que é. É preciso que nestas oportunidades vincar a 100% ou 200% a forma como os outros ganham e nós somos prejudicados. O lance do golo do slb contra o Porto é precedido de ilegalidade gritante. Ponto. Mas o que eu tenho de levar em cima é do lado dos “meus” clamarem pela incompetência do clube (dos jogadores, do treinador e da SAD) e do lado dos outros da vitória justa, onde o único caso foi o penalty por assinalar contra o FCP (Rodriguez) e que o ano passado fizémos batota senão até tinham ganho o campeonato. Por alguma razão até a CD da Liga nos castigou por batota no Penalty!

    Xiça! Isto tem mesmo de ser assim?

    ResponderEliminar
  4. Só vi o programa em diferido e só depois de acabar de ver a Soraia Chaves?
    Algum dia se troca a Soraia Chaves por esse panasca a dizer alarvidades?
    No que vi em diferido foi uma autentica nojeira. O azeiteiro está convencido que perdemos o titulo no tunel do galinheiro...Já deverá saber aquilo que todos desconfiamos que vai acontecer! Na 2ª volta tem que haver sangue...

    O slbosta-Nacional foi o preludio para o que será 2010...Aquela agressão do bebado do girafa é de bradar aos ceus!

    ResponderEliminar
  5. Já ouvi dizer que o Dpto. Juridico da SAD do Porto já está a preparar o recurso para o TAS. Em Portugal não valerá a pena recursos.

    ResponderEliminar
  6. Ontem emocionei-me a ver a alegria dos adeptos do Leeds no final do jogo. Aconteceu futebol!
    Mas para quem não sabe a rivalidade entre Man. United e Leeds é uma das maiores de Inglaterra.
    O Leeds está a reconstruir-se, depois de terem ido à ruina após terem descoberto poços de petroleo en Eland Road. Só que lá não tiveram protecção nem da CS nem do governo...

    ResponderEliminar
  7. ASSIM SIM!!!!!!!!!!!

    "COMUNICADO DO PLANTEL DO FC PORTO

    No seguimento do tratamento jornalístico que normalmente lhe é dispensado pelo jornal A Bola e após cúmulo da falta de rigor e isenção que marcou a edição de 3 de Janeiro, no que concerne a ocorrências após o jogo no Estádio da Luz, o plantel do FC Porto decidiu não voltar a prestar declarações a este diário desportivo ou em eventos nos quais jornalistas da publicação em causa se encontrem presentes. Esta medida tem efeitos imediatos."

    in WWW.FCPORTO.PT

    =)))

    ResponderEliminar
  8. Amigo Santos,tiro-lhe o chapéu!
    É destes comentários que eu gosto de ler!

    ResponderEliminar