22 agosto 2010

Líder e ainda mestre em mind games



Dois golos de Falcao e mais 4 ocasiões falhadas consolidaram a vitória tranquila sobre o Beira-Mar (3-0), para o FC Porto ascender à liderança da Liga a par do Nacional mas com melhor diferença de golos.


E se Villas-Boas pretendia chegar "o mais cedo possível à lidernça", a véspera deste jogo ficou marcada por uma demonstração de verdadeiro comandante, ao comentar a pretensões de Jorge Jesus levar o Benfica ao bicampeonato.


Se antes lamentei que Jesualdo não tivesse feitio para mind games, porque é disso que se trata e nem todos enfrentam essa necessidade num jogo explorado mediaticamente para o que se requer uma personalidade que tome as coisas de frente e saiba estar no combate ideológico, o novo técnico do FC Porto reagiu tão bem às palavras do treinador do Benfica que até já suscitou, para além do estafado estatuto de clone de Mourinho, reacções adversas, tal a mordacidade de quem mostra não estar aqui a ver passar os combóios...


Apelidando de monólogos as alegadas confederências de Imprensa na bimbo TV, Villas-Boas exortou os jornalistas a serem activos e não meras correntes de opinião. O que é bom para despertar consciências, se não estiverem adormecidas só pelos "critérios editoriais", ms os "canetas" e os "pés de microfone" têm pouca capacidade de encaixe para estas coisas, tal como andam com o rabo metido entre as pernas.


Com discurso agressivo, mas educado, Villas-Boas mostra que a liderança em campo terá uma palavra fora dele para marcar a posição do FC Porto.


Algo que, como se sabe e tanto se debate, a SAD não tem. Imagine-se o que era, como dantes, Pinto da Costa sair do jogo da Supertaça à maralha da Imprensa, Rádio e Televisão e dizer que "acabámos de ganhar um troféu a um grupo de caceteiros". Pois, mas foi preciso passar duas semanas para, numa romaria, dizer o que todos sabíamos. Não admira, passaram dois anos para, em entrevista ao Expresso, criticar a Liga por ter um patrocinador que é o mesmo de um dos grandes concorrentes na competição...


Com um líder determinado a equipa mostra arreganho e contundência em campo. Foi pena Falcao desperdiçar ao nível do que se lhe viu na época passada.

7 comentários:

  1. Caro Zé Luís,
    Estou a gostar imenso do desempenho e da determinação do AVB.
    Sabe de futebol, sabe o que quer, é culto, sabe ler o jogo, sabe reagir, tem espírito de liderança.
    Mas não gosto do discurso bairrista.
    O Porto é muito mais do que isso e o AVB tem demasiado Mundo para se desgastar com discursos bairristas.

    ResponderEliminar
  2. Estou a gostar da equipa, claro que tem falhas, claro que temos que melhorar, no entanto vejo uma equipa á Porto, com um treinador á altura ...
    Antevejo um futuro risonho se não embandeirarem em arco e mantiverem a mesma determinação e entrega.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Vitória esperada, mais complicada que o previsível, mas depois de uma segunda parte de domínio territorial, sem espinhas!

    Mais um jogo sem Hulk superado. É verdade que a primeira parte não teve a qualidade desejável. Neste período sobressaíram as dificuldades contra as quais esta equipa vai lutando (pouca velocidade, falta de inspiração, pouca qualidade no domínio e colocação da bola, passes transviados e abébias na defesa). Valeram os golos que foram atenuando o descontentamento.

    Já na segunda parte a equipa transfigurou-se e mostrou um pouco do futebol que se pretende. Mais rápida sobre a bola, mais confiante, mais ambiciosa, mais prática, mais demolidora, a equipa chegou a galvanizar.

    Mas o futebol tem destas coisas. Se na primeira parte, sem que fizéssemos muito por isso, marcamos dois golos, na segunda, com tantas oportunidades criadas, apenas conseguimos um. Foi um festival de golos falhados!

    Vitória justa e escassa, principalmente pelo nível da segunda parte.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Boas,
    Grande vitória do nosso FCP, este sim é o nosso porto!
    Boas transições, excelente jogo, 3 bom golos....
    FORÇA FCP!

    abraço

    http://campeoesfcporto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. 1º jogo oficial no Dragão, e que jogo!
    Muita coordenação, grandes combinações, grandes passos, poucos erros. Grande exibição da nossa equipa.
    Grande golo de Belluschi, e Falcao mais uma vez a marcar!
    Agora é trabalhar e vencer o Genk novamente, desta vez no Dragão!

    Um abraço,
    http://odragaozinho.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Também venho a reparar na acutilância subtil do discurso de Villas Boas mas as suas palavras ainda não chegaram à maioria. Como alguns jornais (ou jornalistas?) adoptam critérios de informação subordinados ao interesses comerciais, a mensagem dificilmente poderá chegar aos adeptos portistas e a administração tarda em acertar o passo, muito longe do que já aconteceu noutras épocas.

    ResponderEliminar
  7. sem dúvida que o Villas Boas veio trazer uma lufada de ar fresco às conferências de imprensa. Já agora, para quem estiver interessado, vejam bem como já andam as coisas pela 2ª circular.
    http://eternobenfica.blogspot.com/2010/08/o-lado-opaco.html

    ResponderEliminar