02 fevereiro 2010

Uma vitória à Porto...finalmente

FCPorto 5 - 2 Sporting
Marcadores: Rolando (17), Falcao (33, 41), Varela (47), Mariano (56); Izmailov (21), Liedson (90+1)

Equipa - Beto; Fucile, Rolando, Maicon e Álvaro Pereira; Fernando, Ruben Micael ( Valeri 76´) e Belluschi ( Tomás Costa 72´); Mariano, Falcao (Orlando Sá 76´) e Varela.

Apetece-me roubar as palavras de um jogador que está no FCPorto à menos de um mês e que já demonstrou o quanto conhece bem esta casa: foi uma vitória à Porto. Mas, por outro lado, apetece perguntar: por onde andou, até ao momento, este FCPorto ?

É verdade que o adversário foi dos mais fracos que passou pelo Estádio do Dragão, mas o FCPorto que goleou, que humilhou, que deixou o seu adversário apenas cheirar a bola, foi uma equipa que não se tinha visto a jogar assim durante toda esta época, jogos da Champions League à parte.

O que mudou? Primeiro de tudo, mudou a eficácia dos seus jogadores. Dantes, e as estatísticas confirmam, o FCPorto, que sempre foi das equipas mais rematadoras do campeonato, não marcava golos, apesar das imensas oportunidades criadas, nesta partida parecia que cada remate à baliza a bola estava lá dentro. E em duas partidas, nove golos marcados.

Depois mudou também a velocidade do futebol praticado, principalmente no meio campo, e a qualidade e o acerto de passe, e isso tem um nome que se tem de destacar: Ruben Micael. O madeirense entrou de caras na equipa titular, e com a sua entrada a equipa ganhou uma maior consistência no meio campo, uma maior clareza, e uma qualidade que esta época estava a rarear se ver no Dragão.

Por último, mudou a atitude dos próprios atletas portistas, uma atitude de verdadeiros vencedores, demonstraram que entraram para o campo com a convicção que a noite teria que ser histórica e que a vitória teria que pender para o seu lado.

O FCPorto entrou demolidor, empurrando a equipa lisboeta para a sua área, pressionando forte, e muito perto da baliza adversária, parecendo surpreender tudo e todos, praticando um futebol rápido, logo nos primeiros minutos Varela falha um golo quase escandaloso, por isso foi com naturalidade que aos 18 minutos Rolando empurra a bola para a baliza inaugurando o marcador.
O Sporting, nos minutos seguintes, tentou, e de certa forma por alguns minutos conseguiu, equilibrar a partida, logo no primeiro remate à baliza, faz um grande golo por Izmailov. O jogo foi repartido durante alguns minutos, mas o FCPorto pegou logo no domínio para não mais deixar fugir.

Aos 34 minutos, Alvaro entrega a bola a Falcao, tendo este mostrado os seus dotes reconhecidos de goleador, rematando forte e com sucesso dando justiça ao marcador. Mas Falcao não queria ir para o intervalo sem marcar mais um, e desta feita, aos 42 minutos, de cabeça, respondendo a um cruzamento perfeito de Ruben Micael.

Na segunda parte, quando se pensava que o Sporting poderia tentar reagir, o FCPorto mata as ambições do seu adversário, Varela tem um trabalho fantástico, gozando quase na cara de Grimmi para depois rematar de forma cruzada.

Mas a noite estava destinada a ser histórica e inesquecível, ainda deu tempo para que Mariano Gonzalez fizesse o melhor golo da noite, marcando um golo fantástico, um golo perfeito, sendo a cereja em cima do bolo.

O FCPorto, até ao final, controlou as operações, dando a cheirar a bola ao seu adversário, que já não tinha força anímica para sequer construir uma jogada digna desse nome. O golo que ainda viria a marcar acontece porque a equipa portista embrenhada na euforia do público baixou um pouco os níveis de concentração.

Oeiras fica mais perto com esta exibição, e os níveis de confiança subiram, e muito, na equipa com estas duas últimas vitórias importantes, e consequentes boas exibições, espera-se que este momento seja para continuar. O FCPorto não poderá ficar eufórico, ainda existiram alguns erros a colmatar, mas sentiu-se que a jogar assim, poderemos ter direito a uma segunda metade de época mais feliz.


26 comentários:

  1. Acabo de chegar do Dragao e fiquei deliciado com a exibiçao do PORTO a melhor da epoca sem duvida.
    Grande circulaçao de bola a passar por varios jogadores, grandes golos, foi uma exibiçao do melhor que ha.
    Grande jogo de: Mariano, Varela, Falcao,Maicon,Alvaro e Ruben, quanto aos restantes tambem estiveram em bom plano.
    Agora temos que dar continuidade a esta excelente exibiçao para chegarmos ao Penta.
    PS: jogamos sem alguns titulares e mostramos que o PORTO como colectivo unido mais as individualidas que decidem jogos em forma chegam para vencer e bem os jogos;
    Mas nem antes eram bestas e agora de repente sao bestiais( isto e furto de trabalho; atitude, confiança e uniao) e espero que nao tenha acontecido por acaso e que as boas exibiçoes e as vitorias continuem rumo ao PENTA pois ainda e possivel.

    ResponderEliminar
  2. Dei por mim a dar razão ao António Pedro Vasconcelos. O FCP s/ Hulk e Rodriguez tem um futebol mais inteligente.

    ResponderEliminar
  3. Pá, o Hulk é um puto fora de série que andam a tramar à muito tempo e o Rodriguez é um jogador de classe mundial que apanhou uma série de lesões e raramente conseguiu ritmo competitivo. Não vale a pena andar a culpá-los.
    Jogo fenomenal, foi pena as duas grandes sortes do Sporting a manchar o que podia ser um resultado histórico. Eu que até teria jogado com o Guarin... Mas com um Ruben destes...

    ResponderEliminar
  4. Rubem Micael, que jogador... Hoje alguém se lembrou do Lucho???

    Agora é embalar para 1 grande fim de época.

    ResponderEliminar
  5. Um jogo límpido, asséptico no que diz respeito à arbitragem, sem polémicas, sem casos…

    O Porto alinha sem Bruno Aves, com Maicon, a juntar-se a Alvaro, Rolando e Fucile. No meio o tridente Fernando-Belluschi-Meireles… o primeiro meio campo com dois médios criativos em quase 4 anos de Jesualdo. Na frente o Varela, Falcão e Mariano.

    A primeira parte foi domínio e controlo do Porto de fio-a-pavio. Uma entrada fortíssima, com a equipa bem subida no relvado, junta, compacta, a pressionar, a recuperar bolas no meio-campo ofensivo e a chegar por várias vezes à área com a bola controlada. Deve ter sido o jogo com o maior numero de toques na bola, por jogada do Porto.

    A oportunidades de golo foram surgindo, no primeiro tempo, quer por bolas paradas ou jogo apoiado e de forma muito natural o Porto “trisou”: Rolando num canto, Falcão de pé direito e Falcão de cabeça.

    No primeiro tempo a única coisa pouco natural foi mesmo o excelente golo de Izmailov, ao qual vou abster-me de dizer que foi com uma ligeira cumplicidade de Beto, que desvia mal a bola… bate no poste antes de entrar.

    Por falar em Frangos, diga-se que o Patrício também não esteve no seu melhor: no golo do Mariano e o primeiro do Falcão ele deveria ter feito bem melhor.

    Foi a melhor primeira parte do Porto este ano. Foi uma das melhores primeiras partes de Jesualdo: para comparar, lembro-me apenas da primeira parta na Luz, em Manchester e Vicente Calderón, em 2008… Melhor qualidade de jogo, talvez só mesmo aquela brutal segunda parte em Stanford Bridge, apesar do resultado.

    O meio campo esteve fantástico, até Fernando, exceptuando um disparate que resultou numa perda de bola a meio campo, esteve bem e a participar activamente na construção do jogo. Belluschi é o melhor marcador de bolas paradas e juntamente com o Rúben, permite que o Porto crie, encontre e use diversas opções para progredir no ataque: pelas linhas, pelo meio, em posse, em circulação, em transição rápida… Já Rúben, mostrou que tem uma enorme visão de jogo, amplitude de movimentos, acerto no passe de média-longa distância. Encontra alternativa como nenhum outro, acompanha as jogadas dando apoio e linhas de passe e permite que a equipa chega dentro da área adversária em posse de bola e em triangulações constantes.

    Na frente, um possante Varela, teve a companhia de um acertado Mariano e uma enorme Falcão. Falcão é relativamente baixo, lento, não muito possante… mas tem uma cultura táctica impressionante, move-se dentro e fora da área com muita esperteza, luta, desgasta, domina, segura, roda e remata (de pé ou cabeça) com uma eficácia a toda a prova. É de facto um excelente avançado, pena é que não tenha uma capacidade de progressão em drible ao mesmo nível.

    A segunda parte começa como se desenrolou todo o primeiro tempo… o Porto em cima do Sporting e a marcar bem cedo, por Varela, ao minuto 3. E pouco depois um grande golo do Mariano a coroar a sua boa exibição. O jogo continuou vivo, apesar de alguma contenção de parte a parte, e gestão de esforço... até porque o Porto teve menos 1 dia de descanso.

    Ao minuto 90 o Sporting reduz para 5-2, com golo de Liedson. Ao golo sucede uma reacção estranha da plateia… um aplauso! Pareceu-me que foi um aplauso à própria equipa e não ao golo… mas se alguém conseguir explicar, faça-o…

    Fica o registo do único Porto de Jesualdo com 2 médios criativos num jogo grande… o resultado é o que se vê!

    O resultado foi dilatado, moralizador e além de justíssimo espelhou toda a qualidade de jogo que o Porto empregou hoje: mérito. Foram 2 jogos seguidos dessa coisa rara: bom futebol.

    Obrigado sr.prof. e atletas. Este é o Porto do qual tínhamos saudade. Possante, afirmativo, a jogar para a bancada, sem medos, sem invenções… completamente indiferente às adversidades que lhes podiam artificialmente ter colocado. A jogar assim nem árbitros, delegados, nomeações, juízes, cervejeiras… nos param!

    ResponderEliminar
  6. Magnifico, noite de esplendor, paguei uns miseros 12 euros por ópera ao nivel do Scala de Milão,
    VIVA O FUTEBOL CLUBE DO PORTO

    ResponderEliminar
  7. Sem casos?Contra o meu clube falo,mas o Paulo Baptista só os não tramou,porque não teve grandes hipóteses,mas perdou a expulsão do Grimi,quando o jogo ainda não estava decidido e assim evitou que levássemos mais 3 ou 4 batatas..em melhor forma que o Falcão,está o Ricardo bosta lampião..perdeu completamente o respeito a quem pratica Direito e tal como o Cervan palhaço de Gaia,está de cabeça perdida e capaz de todos os atropelos.Cuidado pois o temor ao vosso FCPorto,está a crescer.Não assobiem,aplaudam,pois muitos,hoje,se interrogam,como o Mariano foi tão massacrado pela massa assobiativa e resistiu e faz a jogatana que se viu!

    ResponderEliminar
  8. O aplauso no 5-2 foi uma pequena provocação à equipa do Sporting e para os seus adeptos que estavam a causar alguns desacatos com adeptos do FCP junto a uma das saídas.

    ResponderEliminar
  9. Um Porto à Porto.
    Assim, sim.

    sem túneis, coices e coisas por outro lado
    os adeptos da agremiação corrupta não conhecem este sabor da vitória

    * o Ruben será o próximo alvo do cd da liga *

    ResponderEliminar
  10. Comentários para que?
    O recem chegado Ruben Micael poe ordem no meio campo e faz esquecer o Deco e o Lucho.
    Todos os outros acompanharam a serenata e por isso todos cantámos:" só eu sei porque não fico em casa"!
    Foi brilhante a todos os niveis!!

    PS:Será que o MEIRELES consegue entrar neste onze?

    ResponderEliminar
  11. * o Ruben será o próximo alvo do cd da liga *

    Offshore, com o Ruben vai ser muito mais difícil que com o Hulk. O rapaz tem muita humildade e controlo emocional, vão ter que se aplicar muito.

    ResponderEliminar
  12. Offshore, não digas isso do ruben e deixa saborear a vitória hoje...(porque todos sabemos a forte probabilidade de teres razão

    ResponderEliminar
  13. Não acham que o Rúben, o Varela e o Falcao já mereciam um processo de um qualquer túnel só para eles?
    Ou já não há mais túneis?

    ResponderEliminar
  14. estes jogadores merecem o nosso apoio.

    é tão difícil de perceber que temos de apoiar a equipa.

    sem restrições. sem racionalismos.

    apoiar ponto final

    neste jogo puxaram por nós noutros temos de ser nós a puxar,

    estou comovido pelo Mariano. porque é sério. é profissional e tem talento. e gosta do Porto. merecia este jogo

    não quero dizer mais nada.

    obrigado Mariano

    ResponderEliminar
  15. paulop

    "Magnifico, noite de esplendor, paguei uns miseros 12 euros por ópera ao nivel do Scala de Milão"

    E na Scala há espectáculos deste nível ;-)

    Foi um jogo brilhante a todos os niveis. Tactico, tecnico, colectivo, individual. Fez-me lembrar aquela noite histórica que aplicamos 4-0 ao benfas com o Alenitchev a brilhar no velhinho estádio das Antas.

    É impressionante o que uma mudança de atitude pode provocar. Nao sei se será coincidencia que a saída do Raul Meireles tenha dado muito mais garra e força ao meio-campo mas o que está claro é que o Ruben Micael nasceu para ser o patrao daquele meio-campo. E que o Falcao, bem servido, é um killer. A equipa esteve impecável a todos os niveis e tiro o meu chapeu ao Jesualdo que teve coragem em deixar tantos titulares de fora e, por uma vez, nao se viu a burocracia habitual do jogo da equipa.

    Relativamente ao RM, nao me surpreende que o CD vá atrás dele. Afinal só falta o tunel com o Nacional para completar a trilogia da Inocencia. Este país mete nojo e a cada dia que passa mais me alegro de ja nao viver aí. Para mim a Liga Sagres acabou hoje porque já deu para perceber que, por muito que Braga e FCP façam em campo, vao ser inventar uma nova lei para que a Sagres, perdao, o benfas, ganhe esta merda.

    um abraço e parabens a todos

    ResponderEliminar
  16. Algumas notas sobre o jogo:

    -A braçadeira para o Mariano! Qual super héroi parece que lhe deu a confiança que lhe faltava. O Mariano é daqueles jogadores do 8 ou 80,quando está em baixo é um jogador sofrível, mas quando está com a moral em alta parece um jogador de grande nível. O Mariano é o jogador mais esquizófrénico do plantel do FCP. Uma coisa lhe reconheço é um jogador que dá tudo em campo.

    -Ninguém ainda destacou, mas gostei muito do míudo Maicon, tem características que bem lapidadas podem fazer dele mais um central "à Porto".

    -Impressionte o que um simples jogador pode revolucionar uma equipa. O Rubén Micael veio ser a peça que resolveu os grãos de areia que emperravam o jogo ofensivo do FCP. Joga simples, com pés de Veludo e procurando sempre buscar a bola à frente e não no pé. Falam em Lucho e deco, mas ao olhar para ele vejo mais um "Iniesta tripeiro". Com ele até o belluschi parece outro e tem-se soltado mais.

    Agora como alguém disse é preciso ter cuidado com os túneis porque eles tÊm jogado muito neste campeonato e tem marcado muitos golos para o clube do regime.

    Ps-Sr.Carlos Queiroz, ilustre espectador ontem no Dragão nem pense em não convocar o Varela e o Rubén depois das demonstrações que lhe deram ontem.

    ResponderEliminar
  17. LINDOOOOOOOOOOOOO!!!!!
    Que seja para manter, por favor.

    ResponderEliminar
  18. Reparem:

    -Ruben Micael no Nacional um bom Jogador, no Porto um Grandissimo jogador

    -João Pereira no Braga a estrela da companhia e a exigirem a selecção, nos Calimeros um jogador vulgar...É isto o melhor lateral direito a jogar em Portugal?

    ResponderEliminar
  19. Jogo fabuloso. A comprovar as asneiras do Verao de SAD e treinador. Afinal sempre ha falta de um jogador que "de bola" no meio campo.
    Andei a escrever sobre o Ruben Micael durante 4 meses. La me fizeram a vontade.

    O caso do Kléber é diferente. Ha muito por detras da sua saida. Nao é profissional. Tem atitude de menino reguila e ignorante até dizer chega.
    Se as negociaçoes falharam a culpa nao pode de forma alguma ser imputada ao FCPorto.
    O erro esteve na forma como se fez a pré-época. Lucho e Lisandro nao foram substituidos como deveriam ter sido. Com qualidade e na altura certa.

    O resto é A Republica do Bananal e os doutorados em tuneis.
    Se Hulk regressa a tempo, o Porto é campeao nacional. Se nao, nao é. Muito simples. A SAD e o Presidente sabem disso. A Liga também.

    Agora o Braga.

    Um pais na Europa com o tal sistema sul americano com umas auto-estradas pelo meio (que estao a mais - ha muita pedra a cair).

    ResponderEliminar
  20. Em minha opinião, esta é a melhor forma de responder aos detractores que não olham a meios para atingir os fins.

    Bela exibição, finalmente, a primeira de uma sequência que nos colocará no rumo certo para o Penta. Pelo menos é o que todos nós esperamos.

    O futebol tem destas surpresas! Um elemento apenas pode galvanizar os restantes e devolver-lhes a confiança, contagiando com a sua capacidade técnica a sua visão de jogo, a sua inteligência e a sua entrega. Falo naturalmente do homem do momento: Ruben Micael. Bem haja por ter escolhido o nosso emblema para dar largas à sua vocação.

    Estamos naturalmente eufóricos pela vitória categórica frente a um dos rivais, que relembro, tem sido, principalmente nos últimos quatro anos, o principal concorrente no Campeonato e nas Taças.

    Espero que esta exibição seja o arranque definitivo para um fim de época de sonho.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  21. Na minha modesta opinião mantinha Bellushi e Ruben Micael juntos,finalmente o Professor mostrou ousadia!
    Saudações Portistas
    duck

    ResponderEliminar
  22. Parabéns aos dragões...

    ...e reitero o que já havia dito há semanas...

    ...já não posso erguer o troféu... logo, que vocês o arrecadem!!!

    Os 65 títulos estão à porta...

    ...olhem, querem jogar comigo a final da bejeca cup?!?!?

    Abraço, não percam (mais) pontos e façam tremer a escória lamp!!!

    Ah, aniquilem os gunners... de Londres!!!

    Os de Braga, alguém os anda a aniquilar...

    ResponderEliminar
  23. Finalmente o nosso FC Porto dá o grito de revolta e mostra que está ai para derrubar quem andou a gozar até agora com todo o Universo Azul e Branco.

    O primeiro caluniador a ser atingido por esta estrondosa vitória foi o Diogo Quintela que por esta altura deve estar a preparar mais uma das suas palhaçadas que o pessoal da Bola e do Benfica adoram.

    Penso que o ataque dos Anti Porto vai ser ainda mais feroz, pois o Medo começara a tomar conta deles. Nas não perdem pela demora, pois um por um receberão a devida lição por parte do Dragão. Que continuem a falar e a escrever mal de nós.

    Micael é que tem sido o Comandante de uma equipa que andava perdida até aqui... Vamos a ver se a Liga da Treta não inventa uma suspensão para o Madeirense.

    Varela tem estado sublime e Falcao tem me dadao muitos motivos para o idolatrar em vez de criticar, pois deixou de ser um Ponta de Lança fixo para passar a ser um Avançado móvel que aparece na hora certa para marcar o seu golo.

    Tenho muita Fé e esperança que o FC Porto conquiste o Penta. Basta que continue a jogar á Guerreiro e a derrubar tudo e todos.

    Grande abraço e saudações Portistas!!!

    ResponderEliminar
  24. Deixo-vos um grupo do facebook que tem tanto de real como de provocação :)

    Juntem-se e convidem

    http://www.facebook.com/group.php?gid=287525285823&ref=ts

    ResponderEliminar
  25. Os vermelhos dizem eles que anteciparam este jogo por causa da euroliga ,isto faz-me lembrar o outro que mostrou 4 dedos que foi para os defesas, querem fazer-nos de parvos, isto mais as punicoes ao Braga , as punicoes ao PORTO, as arbitragens cirurgicas e mais a comunicaçao social a embandeirar em arco formam a tal "onda do benfica" que agora se fala.
    Agora acabo de ver um dos unicos programas que pensava que tinha alguma isençao(pontape de saida) e fiquei desapontado pois estava a espera que falassem sobre a grande exibiçao do PORTO frente ao sporting e estiveram o tempo quase todo a glorificar o benfica por ter vencido o U. Leiria e so deixaram 2 minutos de programa pra falar do PORTO, quando em programas anteriores quando era pra falar das mas exibiçoes e problemas do PORTO gastavam meia hora de programa,ja nao sei o que ler , ouvir ou ver pois ha uma enorme parcialidade a favor do benfica em quase todo o lado. Isto esta tudo inquinado e e esta a verdade desportiva que tanto eles(vermelhos) defendem.

    ResponderEliminar
  26. Eu das duas vezes que vi esse programa, todos os regulares aproveitavam todos os momentos que podiam e todas as merdices que arranjassem para falar bem dos encornados. O de ontem foi de bradar aos céus, como se o benfica fosse o único clube da liga.

    ResponderEliminar