06 agosto 2018

Mais silêncio sobre arbitragens nefastas

Com mais uma arbitragem indecente, apesar de a nova época começar com a conquista da Supertaça, mantém-se o velho hábito de o decrépito presidente do FC Porto nada dizer. Decerto nada soprou sequer ao ouvido do inexistente corta-fitas do presidente da FPF que estava a seu lado e já foi administrador financeiro da SAD do Dragão.
Suado mas justo e indiscutível o triunfo em campo, com jogadores ainda sem forma em especial no meio-campo que demorou a carburar, o título que abre a nova época seria coroado de ouro com o bicampeonato e, se o FC Porto fizer o barulho que o Benfica faria, a despromoção dos mafiosos da Luz.
É preciso chocalhar as chocas da SAD do FC Porto! O moribundo presidente portista lá acedeu a comentar - e o jornalista a não perguntar sobre a arbitragem de sábado... - um assunto de gestão do plantel que devia ficar no recato do gabinete, até porque balbuciar qualquer coisa sobre cláusulas de rescisão devia fazer corar de vergonha Pinto da Costa que por mais de uma vez vendeu bem abaixo do preço...

Sem comentários:

Publicar um comentário