14 setembro 2009

Tirando umas inalações*

Não creio que o FC Porto esteja pronto para jogar bem no Chelsea. E quanto a ritmo competitivo (que vi no sábado na Liga inglesa), é melhor pensar bem e... respirar fundo

A goleada ao Leixões não me impressionou, a não ser pelos erros crassos defensivos de parte a parte qu permtiram um resultado desnivelado. Por isso, a entrada da Liga dos Campeões na agenda portista deixa-me algo na dúvida. Pode haver um ou otro título mais lisonjeiro para a 1ª parte de sábado, mas não vejo o FC Porto ainda com "pedalada" para jogar bem em Stamford Bridge, amanhã.

Apesar da eficácia espelhada no resultado de sábado, o FC Porto não foi um rolo compressor. Toca bem a bola, variou o jogo e fez a chincha correr de forma a desgastar os leixonenses. A bola deve correr mais do que os jogadores, mas não vi dos construtores Meireles e Belluschi nem fome de bola nem conta-quilómetros em alta rotação. E o que me faz apreensivo, confesso, ressalta de ter assistido no sábado, antes de ir para o Dragão, a dois jogos a uma velocidade alucinante para a Liga inglesa.

O Man. Ciy-Arsenal (4-2) foi um hino ao futebol. Mesmo o 4-1 a 10 minutos do fim e o 4-2 fixado aos 83' por Rosicky para os londrinos, não vaticinavam que o jogo estava acabado. Podia ter ficado 6-6 ou 7-7 e o Arsenal bem justificou mais golos, com bola ao poste e outra salva sobre o risco de baliza nos instantes ffinais do jogo. Tudo a uma velocidade inacreditável para esta época do ano e que, verdade seja dita, em momento algum da época alguma equipa portuguesa pode suportar ou consegue mesmo atingir.

O FC Porto tem a equipa mais competitiva portuguesa e mais capaz de bater-se com qualquer adverrsário. Mas à velha tradição de nunca ter ganho em Inglaterra, os erros recentes que marcaram as falhas individuais de Helton, precisamente em Chelsea como antes tivera Vítor Baía, e de Bruno Alves em Manchester, junta-se a atmosfera sempre especial dos estádios ingleses, a "corpulência" do seu futebol pontilhado com a qualidade dos seus principais intérpretes e um feitio tremendo para estes jogos. Com o nível de velocidade que vi no sábado também no Tottenham-Manchester United (1-3), a que pude assistir na 1ª parte e à reviravolta dos campeões ingleses com golo de Anderson sobre o intervalo, tudo junto faz desta saída portista a Londres algo de muito ingrato, com sempre, mas com renovadas preocupações por não estar ainda afinada a equipa e a mecânica de Jesualdo.

Pareceu-me excessivo a manchete de O Jogo, sobre um tanque com golos no Dragão. É importante o FC Porto fazer boa figura, por todos os motivos e mais um: este, acima de tudo, o de fazer bem por ser a única equipa portuguesa presente na prova e o hino da Champions voltar a ecoar, agora em exclusivo, só no Dragão. E isso também não é para qualquer um.

* - sobre o título, pretendendo tirar ilações deste momento competitivo para o primeiro embate luso-inglês, retirei-o de um comentário de um reformado de Faro, de 63 anos, sobre o debate político de Sócrates e Ferreira Leite quando cheguei a casa e abri a SIC-N (retive os dados do espectador). "Vamos tirar inalações"?

Pois a mim este jogo no Chelsea não me cheira. Oxalá me engane e confunda o que sei de futebol com o que receio acontecer. Assim a modos de um comentário de uma senhora ontem à tarde no Sea Life na Foz (Porto), a perguntar se a "estátua (de Neptuno, deus do Mar) não é a do Adamastor", num delicioso pedaço de "coltura" confusa que se juntaria mais tarde ao sotaque da Ribeira de um expert de tubarões do "staff" com dificuldades em falar do esqueleto cartilaginoso dos bichos.

Mas também depois de ouvir um "tóino" da RTP falar de "jogada à Maradona" no golo de Saviola em que correu sozinho sem fintar alguém em 50 metros, aceito que os experts tenham a sua idiossincrasia.

17 comentários:

  1. Olá Zé Luís.
    Estou de acordo com tudo o que dizes. Também eu continuo à espera de ver o Meireles e o Belushi serem os patroes que o meio-campo precisa.

    Ainda por cima vi o Helton a por à prova a sua capacidade para complicar o fácil quando permitiu o canto que deu no golo de honra do Leixoes. O Bruno Alves também esteve particularmente desinspirado.

    A assistência para golo do Hulk foi mais que concedida por um Benitez finalmente num clube à sua medida.

    O penalty nao existiu (chamem-me anti-portista se quiserem, mas se fosse marcado contra o Porto estaríamos semanas a falar deste roubo)

    De positivo vi as rotaçoes de bola ao primeiro toque, um grande Alvaro Pereira, um Falcao extremamente eficaz, um Rolando cada vez mais intransponível e perigoso no ataque, um Hulk mais de equipa.

    Receio que vá ser muito dificil sair de Londres com um resultado respeitável. Mas enfim é o campeonato que temos.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  2. Gostei do jogo mas realmente nao podemos tirar muitas inalacoes ate jogarmos contra equipa mais solidas. Gostaria e que nao fosse assim tao cedo.

    Pedro o penalty e obvio e e falta tipica de iniciado, o jogador do leixoes toca no pe de traz do jogador em corrida levando esse pe a embater na parte de traz do pe de apoio.

    Gostei da referencia ao lance do Saviola, realmente ele corre cerca de 50 metros com uma escolta de quatro gajos, sem necessitar de mudar de direccao ou de velocidade ou de sequer simular que o vai fazer.

    Quanto ao jogo do Benfica, eles estao a jogar muito melhor que o ano passado, fazendo uma pressao alta excelente e aproveitando muito bem os espacos criados na defesa contraria. No entanto, reparei que no seu meio-campo recorrem sistematicamente a falta para travarem os jogadores adversarios e darem a equipa a possibilidade de recuarem no terreno. Com um arbitro rigoroso nao so teriam levado um serie de cartoes amarelos pelas sucessao de faltas como por impedirem sistematicamente que a falta seja cobrada rapidamente.

    ResponderEliminar
  3. Que apito, afinal

    Noticia BB: Tribunal Administrativo de Lisboa considerou definitivamente ilegal a utilização das escutas telefónicas do Apito Dourado, no âmbito do processo de corrupção desportiva Apito Final...

    O Tribunal Administrativo de Lisboa determinou que as certidões das escutas telefónicas ao presidente da União de Leiria, João Bartolomeu, no âmbito do processo “Apito Final”, lhe fossem devolvidas. Mas mais, foi considerado nulo o acórdão do Conselho de Justiça sobre a mesma matéria.

    Recorde-se que João Bartolomeu foi punido, em Maio de 2008, com um ano de suspensão e multa de quatro mil euros no âmbito do processo “Apito Final”, em que União de Leiria e o seu presidente foram acusados de corrupção, na forma tentada, no jogo com o Belenenses da época 2003/04. Da decisão, resultou ainda uma multa de 40 mil euros à SAD leiriense.

    Trata-se uma derrota da Comissão Disciplinar da Liga, mas também do Conselho de Justiça da FPF, com o Tribunal Administrativo de Lisboa a considerar definitivamente ilegal a utilização das escutas telefónicas do Apito Dourado, no âmbito do processo de corrupção desportiva Apito Final. O advogado Paulo Samagaio, representante de João Bartolomeu, confirma a BB que recebeu esta manhã as respectivas certidões…

    Com esta decisão, de que já não há recurso, o FC Porto e o seu presidente Pinto da Costa, a quem foram aplicados pela justiça desportiva a perda de seis pontos no campeonato de 2007/08 e uma suspensão de dois anos ao dirigente, podem solicitar a anulação dos castigos. Do mesmo modo, o Boavista, que desceu à Liga de Honra, decisão tomada também com base nas escutas telefónicas, poderá igualmente apelar.
    Este é o entendimento de Paulo Samagaio sobre esta matéria…

    Após esta decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa, João Bartolomeu vai avançar com processos de indemnização contra a Liga e a FPF. Assim o garantiu também o advogado Paulo Samagaio, a BB.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Dragon4, não é pessimismo ou sentimento negativo, é conhecer a realidade admiti-la, não meter a cabeça na areia.

    O texto nao fotalece o adversário, por razões óbvias, em minimiza o FC Porto, que tal como o Chelsea nem terá conhecimento do qe aqui se expõe.

    Ainda não houve um teste verdadeiro a capacidade da equipa. E eu vi os ingleses muito fortes neste início de época.

    O mesmo é válido para o Benfica, por exemplo, que não defrontouainda uma equipa de jeito e, na pré-época, as que apanhou de nível da Champions não vencu: Shakhtar Atl. Mdrid e Milan. O que parece ter esquecido a muita gente.

    Não é frente a Leixões que vou saber se o FC Porto está preparado para se bater com o Chelsea. Melhor: bater bate-se bem, como digo, mas se jogará bem e poderá ganhar é outra coisa. Aqui tenho as minhas dúvidas e por isso faço esta reflexão e tiro esta i(na)lações. Não há dramas e este moment da época é isto mesmo: pôr à prova. O exame é difícil.

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  7. http://worldultra1993.blogspot.com/

    http://worldultra1993.nice-forum.com/

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  10. Compreendem-se as dúvidas do Zé Luís. São realistas, mas a força física e o ritmo do futebol inglês não é de agora, sempre foi muito superior há do futebol português... E, no entanto, já conseguimos resistir-lhes e até eliminá-los, lembram-se?

    Vamos ter confiança, oK?

    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Dragon4, tens razão, o 2-2 foi antes com o Sion. Os jogos é que foram, ambos os dois..., disputados na Suíça.

    ResponderEliminar
  12. Boa noite Zé Luis.

    Anda alguêm a meter conversa contigo com o meu endereço Dragon4, pois este conseguio roubar o meu endereço e password.

    Já mudei o meu nome para FUCKYOU, para o Benfiquista azelha e estúpido que não tem mais nada que fazer senão provocar pessoas de bem e que são civilizadas.

    Para ti meu marmelo, para não te chamar outro nome, eu consigo saber quem és, para te mandar para a 5 pata do cavalo.

    Para pessoas que não conseguem assumir o que são e que roubam o nome aos outros só tenho uma frase.
    Cresce e aparece ou então assume e sai do armário... meu melga.

    ResponderEliminar
  13. Quanto ao Dragon4 que aparece das 16,30 às 19,50 h´s de certeza que és o mesmo Luis que aparecia ontem e que não gostaste de ver o link do youtube, meu morcão.

    Deves ser mesmo gayvota pois nem trabalho deves ter e deves viver à pála dos que trabalham como eu e chegam às 20:30 a casa depois de se terem lixado a trabalhar 12 horas por dia, para mim e para a minha família e para ti meu emplastro Lisboeta dum raio, que vives à borla e à conta de gente honesta.

    Podes utilizar o nome Dragon4 ou o meu novo nome que foi criado em tua homenagem...FUCKYOU.

    Podes continuar a criar endereços como foras de jogo do benfas, para que os incautos como eu caiam na esparrela, que a mim não me chateias mais.

    Vai-te catar.

    POOOOOORRRRRTTTTTTTOOOOOOOOO sempre.

    ResponderEliminar
  14. o Comentário realizado por esse Louro..não foi o meu!
    Esse palhaço que rouba as identidades do pessoal deve ser algum mouro cabeçudo disfarçado de Hacker...
    Enfim ..um triste!

    ResponderEliminar
  15. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  16. Esse tótó normalmente limita-se a mudar o nome da sua conta para o nome de outra pessoa que esteja cá à algum tempo, uma vez que os nomes não são únicos. O número do perfil continua a ser o mesmo, o 052 qq coisa qq coisa.
    Mas agora que penso nisso, penso que não deve ser a primeira vez que algo do género acontece. Tanto que o Google deve ter algum processo para acabar com a situação. Sugiro um contacto do Zé Luís com os responsáveis da empresa.

    ResponderEliminar