13 maio 2019

Falta de comparência, sim, dos adeptos!

Já tinha intenção de escrever isto, mas um anúncio, não sei se verídico, de o FC Porto poder não subir ao campo frente ao Sporting reforça a minha ideia, que vai noutro sentido...

Eu ia perguntar até quando os adeptos do FC Porto aguentam isto. Já não perguntaria o que foi, se serviu ou até teve lugar o pedido do FC Porto para reunir com o CA da FPF?... Ou, aliás, onde estava o FC Porto, institucionalmente, depois do roubo de Vila do Conde, não este último, que nem é inédito, mas quando lá jogou sob arbitragem miserável de Artur sonso Dias...

O FC Porto que não contestou aquela arbitragem mafiosa é o FC Porto que tem 3 vias, ou direcções:
1 - um presidente decrépito, digo-o há uma década, numa SAD atavica e confortavelmente instalada num bem-estar europeu milionário que não reverte para a satisfação associativa;
2 - um clube refém do humor de uma claque, liderada por alguém de cognome "macaco", capaz de afrontar a equipa roubada de forme infame há 3 semanas só porque o adversário marcou um golo com o maior "chouriço" do campeonato, nos descontos, indiferente ao roubo proclamado um jogo inteiro por uma infame arbitragem;
3 - um clube à mercê da onda de apoio de três bacocos que há 30 anos, liderados por um barbas mais ou menos anónimo, propõe, ciclicamente, à maneira comunista, a manutenção de uma nomenclatura soviética-heriditaria, reconduzindo um presidente caduco sempre ultrapassado pelos acontecimentos e deixando, qual Brejnev, uma certa simbologia refém do passado que não volta, multiplicando as asneiras de gestão da situação!

Não sei se o FC Porto vai fazer falta de comparência e, sinceramente, nem me importa.

O que eu iria questionar, de verdade, e até quando os sócios e adeptos suportam isto, vituperada a verdade desportiva ano após ano, sem vergonha e, agora, sem VARgonha, e quem iria comparecer.

Não só este domingo, em casa. Mas na final do odioso Jamor. E, pior, no jogo da Taça das Nações com a Suíça, no Dragão!

Quem tem de se manifestar são os sócios, em 1° lugar, e os adeptos em geral. Eu aclamaria uma ausência absoluta em qualquer jogo:
A - para a Liga, deixando mal o seu presidente Proença a quem Pinto da Costa sempre elogia;
B - na final da Taça de Portugal, por causa dos árbitros como um protesto contra a CA da FPF;
C - no jogo da selecção portuguesa, num protesto não contra a selecção mas contra o seu presidente Fernando Gomes, um bardamerdas à imagem de Marcelo PR, com a vantagem de ele poder usar o seu poder e ter sido o factor da introdução do VAR!

Seriam os adeptos portistas capazes disto? Não creio! Encolhem os ombros, aceitando a corrupção benfiquista de todas as instituições, das desportivas ao Parlamento onde não se mexe uma palha, até à Justiça, subvertida e mal vista quando o próprio Pinto da Costa visitou um crápula como Sócrates prisioneiro 44 no EP Evora.

Já não há líder no FC Porto há muitos anos. Foi há uns 25 anos que, por causa de uma interdição das Antas, impondo receber o Boavista em Coimbra, se fez uma manifestação frente ao Governo Civil no Porto, à Batalha... Ou manifs no pavilhão por merdas sem importância ou relevância para o FC Porto, quando O Jogo defendia o patrão António Oliveira que era ao tempo treinador do FC Porto, o então director do jornal é responsável do departamento de Me®dia do FC Porto mas, como todos no Dragão, esqueceram-se de comparecer no jogo do Rio Ave e agora clamam aqui d'el Rey...

BOICOTE aos jogos com o Sporting e da selecção no Dragão é o que eu faria e, se fosse responsável do clube, recebido ou gozado pela CA da FPF, proporia aos sócios e adeptos. A equipa deve comparecer, jogar ou não é outra questão, mas para a Opinião Pública e visibilidade internacionais os estádios vazios seriam a melhor imagem do combate à corrupção e compadrio entrelaçados em Portugal!

Pinto da Costa, contudo, tendo obrigação de acompanhar o FC Porto, mesmo no Jamor onde em 2010 escusava de ter rejeitado a proposta do Chaves para mudar o local da final da TP, num acto de cobardia que marcou o fim da minha apreciação por tão repugnante servidor do FC Porto de quem agora se serve despudoradamente, vamos ver se comparece ao jogo da selecção no Dragão...

Do resto. Boa semana e bom proveito!

Domingo, o Portugal serôdio, pacóvio e atrasado de sempre festejarà mãos um título fraudulento com o Governo, em campanha e em peso, presente a caucionar a corrupção que é do PS e está radicada em Portugal há uns 500 anos!

Sem comentários:

Publicar um comentário