18 setembro 2008

Marcar cedo para... cedo sofrer

FC Porto 3×1 Fenerbahçe
Lisandro 11', Lucho 14', Guiza 29' e Lino 92'Equipa: Helton, Sapunaru, Rolando, B. Alves, Benitez, Fernando, R. Meireles (T. Costa 65'), Lucho, M. Gonzalez (Hulk 60'), Lisandro e C. Rodriguez (Lino 90')

38.709 espectadores

Esta partida de bom teve apenas o resultado, uma vitória aliás que permitiu ao FC Porto entrar a ganhar na Liga dos Campeões pela primeira vez em 5 temporadas.

Julgo que todos os portistas terão ficado apreensivos com o desenrolar da partida de ontem, uma partida que os primeiros 13 minutos pareciam antever uma goleada. Mas comecemos pelo princípio: para a importantíssima recepção aos turcos, Jesualdo optava por manter a base da equipa que havia defrontado o rival Benfica, a contar para a Liga Sagres. Desta forma, Rolando era o titular no centro da defesa junto a Bruno Alves, e Fernando era o elemento mais defensivo do meio-campo, permitindo a Raul Meireles adiantar-se no terreno e apoiar o ataque como tão bem sabe. Do lado esquerdo da defesa, a entrada de Benitez justificava-se previsivelmente pelo castigo de Fucile para jogos europeus, ao passo que Mariano entrava para as faixas ofensivas, já recuperado de uma lesão que o apoquentou por cerca de um mês. Eram estes os predicados portistas para a jornada inaugural da liga milionária, uma equipa que naturalmente contava com Lucho como o “pensador”, Lisandro como o homem-golo e Rodriguez o mago criativo. E aliás, foi disto que vimos na primeira metade da primeira parte, uma turma que entrou para esmagar e para resolver cedo.

A pressão ofensiva era de tal ordem que os turcos não tinham definitivamente capacidade para a suportar, de modo que não foram precisos mais do que 2, 3 lances ofensivos para que o golo de Lisandro abrisse o marcador. Foi extraordinária a rotação de Meireles que, na quina da área, cruza para Lisandro que ao se libertar dos defensores encosta para o golo. Era possível ver nos jogadores portistas a crença de que era possível resolver cedo uma partida complicada, e este golo servia para animar as hostes, de tal maneira que o ritmo não abrandou, pelo contrário! Dois minutos depois, e sensivelmente do mesmo local, Cristian Rodriguez ganha o lance ao defensor euroasiático e coloca a bola com peso, conta e medida para o pontapé certeiro de Lucho, um disparo em jeito de volley. 2×0 para os portistas, e posso confidenciar que neste momento senti um misto de alegria e ansiedade: não era a primeira vez que víamos desaires europeus iniciar-se desta forma. Infelizmente, as minhas previsões não estavam muito longe da realidade, e rapidamente a descompressão se apoderou dos atletas azuis, que confiavam ao sector defensivo a responsabilidade para segurar os 2 golos de vantagem. Aos 26′, um Lisandro fisicamente mais solto teria certamente “arrumado” com a partida, isolado frente a frente com Demirel, mas pouco depois surgia um momento crucial na partida: para Boral, foi tremendamente fácil ultrapassar um ineficiente Sapunaru, que com um cruzamento bem medido permitiu a Alex reduzir para 2×1.

Nas bancadas, cerca de 38 mil espectadores roíam as unhas com o imprevisível baixar de ritmo dos 11 azuis-e-brancos. O intervalo chegava, e parecia evidente que os turcos eram uma presa fácil para os portistas. Contudo, e à boa imagem lusitana, parece sina entregar o ouro ao bandido e o golo de Alex surgia como um enorme atentado a uma vitória que parecia mais do que certa. E os primeiros minutos do segundo tempo - talvez estrategicamente - eram entregues aos portistas, que por pouco não conseguiam alargar a vantagem por Mariano. Contudo, e aos poucos, a história repetia-se. Os turcos com enorme poderio pelas alas ganhavam invariavelmente os lances no 1 contra 1, beneficiando também da inoperância defensiva de alguns elementos portugueses. A certo ponto, era gritante a forma como o Porto era incapaz de virar a partida para o seu lado, passando rápido e mal, agindo de forma imatura e precipitada. Fernando, uma tentativa de Jesualdo em recriar aquilo que era a função de Paulo Assunção na época transacta, foi um elemento confuso, medroso, incapaz de “limpar a casa” como a posição assim o exige. Também Benitez e Sapunaru, nas alas, não pareciam conseguir lidar com a pressão e por diversas vezes utilizaram a falta como arma mais fácil. É justo dizer que o 2×2 esteve bem perto de acontecer por esta altura, onde 2 ou 3 lances de enorme perigo (quase todos eles protagonizados pelo veteraníssimo Roberto Carlos) não foram concretizados por mero azar, ou pelo esforço de alguns elementos portistas - Rolando esteve insuperável neste particular.

A entrada de Hulk aos 60 minutos (para lugar de Mariano) parecia querer sacudir um pouco a pressão, e de facto aquilo que o Brasileiro fez foi bem feito, segurando a bola, retirando aos turcos a possibilidade para lançar mais algumas transições venenosas. O atacante foi vital nesta fase final da partida, ganhando cantos, faltas, quando o meio-campo (já com Tomás Costa) era literalmente incapaz de segurar a vitória. Quando o jogo se encaminhava para o final, Sapunaru fez no ataque aquilo que foi incapaz de fazer defensivamente durante toda a partida: um rasgo pleno de entrega física, e um passe esplêndido para o recém-entrado Lino fechar as contas da partida, com um remate certo e colocado. O jogo terminava assim, com um golo e com 3 pontos amealhados (fazendo do Porto líder do grupo G), mas com a sensação de que o amargo de boca poderia ter sido uma realidade. Que faltará a este Porto?

Artigo também publicado em www.jogodearea.com

27 comentários:

  1. "Fernando, uma tentativa de Jesualdo em recriar aquilo que era a função de Paulo Assunção na época transacta, foi um elemento confuso, medroso, incapaz de “limpar a casa” como a posição assim o exige"

    Que exagero! A imagem da conclusão da posta...

    http://flthedragon.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Sorry for writing in English, but my guess is you are Porto supporter.

    Just wanna say, great start to your Champions League campaign. As a fan of Argentina, I'm happy to know that the Dragons has the most number of Albiceleste players on their squad.

    Licha and Lucho have always been the lynchpin of the team. Now their resposbility will only get bigger with the departure Ricardo Quaresma. I hope this season will go far and repeat that awesome feat in 2004.

    Please visit my blog and let me have your comment about the Argentine players in your team. Your comment will be highly appreciated.

    http://mundoalbiceleste.blogspot.com/2008/09/ucl-group-stage-round-1-thread.html

    ResponderEliminar
  3. Em relação à época passada entraram no jogo de ontem os seguintes estreantes:

    Sapunaru
    Rolando
    Benitez
    Fernando
    Rodriguez
    Hulk
    Tomás Costa

    Julgo entender que não será preciso dizer mais nada para além de que subscrevo tudo o que o Professor Jesualdo referiu, e bem, ontem.

    O público foi uma lástima.

    ResponderEliminar
  4. Só uns comentários rápidos sobre o jogo de ontem:

    Rolando tem classe - faz-me lembrar o Aloísio com a sua calma e controlo lendárias.

    Fernando, para mim, já tem o "Dragon Seat" a trinco para o resto da época.

    Por fim, Sapunaru. É muito bonito dizer que tem muito potencial e tal mas a verdade é que TODOS os golos que o Porto sofre resultam de lances em que ele devia estar a controlar facilmente o adversário e acaba por deixar sempre que efectuem o cruzamento à vontade. Pode ainda não estar habituado a este ritmo de jogo mas é para isso que temos outro lateral direito. Faz algum sentido investir a titularidade num jogador acabado de chegar e mal ambientado à equipa/estilo de jogo quando temos lá outro (Fucile) que sempre teve uma entrega de 100% e foi "pau para toda a colher" nas épocas anteriores? Anda um jogador a trabalhar bem durante anos na sombra do Bosingwa e, quando finalmente chega a sua oportunidade, é preterido por um gajo desconhecido, sem créditos nenhuns, acabado de chegar e que dá casas em todos os jogos...
    Péssima gestão motivacional de uma equipa na minha opinião.

    P.S. - sei que o Fucile para este jogo da CL estava castigado mas o meu comentário refere-se ao início de época em geral.

    ResponderEliminar
  5. Totalmente em desacordo sobre a análise de Fernando.
    Fez exactamente lembrar Paulo Assunção,discreto mas essencial...
    .
    .
    Alguém viu Alex em jogo...?Pois porque o discreto Fernando o tirou de jogo não lhe dando chance de cheirar sequer a bola...
    Conquistou o lugar com mérito e apenas Pélé terá a capacidade de o roubar.
    .
    .
    Sobre os fracos laterais do Porto,já o tinha anunciado há bastante tempo e fui muito criticado.
    Sapunaru apenas impressionou em jogos de pré época,em todos os jogos competitivos com Sporting,Benfica e agora Fener comprometeu...
    Tem falhas defensivas graves para quem começou como central e no ataque não costuma arriscar muito,apesar de ontem ter nascido de uma insistência sua o 3º golo da equipa.
    .
    .
    Do outro lado nem se fala,aonde o Benitez foi totalmente comido várias vezes e ficou com as orelhas a arder de tantas reprimendas do Bruno Alves.
    O F. C. Porto não se reforçou convenientemente nem para substituir bosingwa nem para dar um lateral esquerdo de raíz a Jesualdo com qualidade.
    .
    .
    Assim sendo é urgente que Fucile assuma a lateral esquerda.
    .
    .
    .
    Discordo sobre a análise do Hulk.
    Ele entrou como em outros jogos individualista e a perder uma série de jogos e ainda está algo verde.
    Tacticamente foi também mal julgado,pois vejo em Hulk mais um avançado centro e não um extremo puro,como tal com a sua entrada Roberto Carlos ganhou mais liberdade para subir ao ataque e tirar cruzamentos venenosos porque Hulk nºao o acompanhava...
    .
    .
    Teria muito mais lógico trocar Mariano por Candeias que é um verdadeiro extremo,é rápido e colocaría Roberto Carlos em sentido e teria a velocidade e raça capaz de o acompanhar.
    .
    .
    saudações portistas

    ResponderEliminar
  6. Alberto,o Lucho conhecia.Já era jogador de selecção argentina,teve nos Jogos Olímpicos e era referência no River Plate.
    .
    .
    O Lisandro não conhecia mas tinha créditos firmados na Argentina e estava próximo da selecção pela grande época no Racin Avellaneda.
    .
    .
    Agora:bollati,tomás costa,benitez(suplente do lanus) etc nao conhecia.
    Mariano conhecia como um jogador que não havia triunfado no Inter e que nem no Palermo havia feito sucesso.
    Acho que o Jesualdo é muito competente,apesar de não estar sempre de acordo com ele e de achar que ele tem tendência a inventar quando joga fora nos grandes jogos,acho que ele próprio melhorou e evoluiu no Porto e acho-o um técnico competente.


    O melhor tecnico português da actualidade a seguir a Mourinho e Queiroz.
    .
    .
    Jesualdo não tem culpa que ano após anos os reforços que lhe dão sejam:Bollati,Mariano,Luis Aguiar,Edgar,Farías,Benitez etc.
    .
    Foi preciso chegar ao seu 3º ano de Porto para lhe darem reforços a sério para entrarem no onze e serem mais valias:Pélé,Rolando e Rodriguez...


    Mas também mau era..para quem j+a lhe tirou:Anderson,Pepe,Quaresma,Bosingwa,Paulo Assunção...
    Ele muito fez com os jogadores que lhe têm dado.
    .
    .
    E pela fase conturbada em que chegou o ter dado a cara como sempre deu,pelo seu carácter e pela forma séria,competente de trabalhar conquistou a minha admiração e é para mim um dos treinadores mais importantes da história do Porto pela forma como lidou com alguns dos episódios mais complicados da historia do clube e nunca se queixou,ganhou sempre quando era essencial ganhar e deu a cara quando outros que tinham mais responsabilidades não deram.
    .
    .
    saudações portistas

    ResponderEliminar
  7. O artigo aborda bem o jogo de ontem, mas não concordo com a análise feita ao Fernando... Ontem fiquei com a plena ideia que cumpriu bem o trabalho para o qual estava escalado.

    O Alex, tirando o lance do golo dos turcos, não esteve em campo. Discreto mas eficaz... assim foi o Fernando.
    Na antevisão do jogo... ouvi na Antena1 mais um pseudocomentador, a dizer que o Fernando era um jogador faltoso, nervoso e inexperiente... concordo até com o inexperiente... mas os outros dois adjectivos não aceito nem compreendo.

    Não sou um admirador cego do jesualdo, mas há algo nele que tem vindo a melhorar com o tempo... a análise que tem feito do antes e depois dos jogos.
    É verdade quando ele diz que tem uma equipa nova... é verdade quando ele diz que é preciso que os adeptos se unam e ajudem uma equipa que a cada dia que passa quer ficar mais forte.
    Compreendo que ao contrário dos nossos rivais, queiramos sempre ganhar e jogar bem... mas se não formos pacientes corremos o sério risco de ser o principal rival à nossa equipa.
    Mudanças irão existir sempre... senão ainda jogava o João Pinto, o Semedo e o André...

    Considero o Sapunaru um bom defesa... que infelizmente ainda não ganhou o ritmo necessário para ser fundamental na equipa.

    Já o Cristian, o Fernando (lá está) e o Rolando parecem já jogadores há muito habituados ao Porto.

    Acho que, Sim... devemos exigir muito à nossa equipa... mas também devemos ser pacientes...


    NOTA:
    Hoje li algures que não se esperava outra coisa do Sporting que não uma derrota em Camp Nou.

    Quantos de vocês aceitariam ler isto do Porto????

    É esta diferença que faz de nós grandes!!!!

    ResponderEliminar
  8. Agradeço que apaguem o comentário anterior, que postei com outro login.

    O artigo aborda bem o jogo de ontem, mas não concordo com a análise feita ao Fernando... Ontem fiquei com a plena ideia que cumpriu bem o trabalho para o qual estava escalado.

    O Alex, tirando o lance do golo dos turcos, não esteve em campo. Discreto mas eficaz... assim foi o Fernando.
    Na antevisão do jogo... ouvi na Antena1 mais um pseudocomentador, a dizer que o Fernando era um jogador faltoso, nervoso e inexperiente... concordo até com o inexperiente... mas os outros dois adjectivos não aceito nem compreendo.

    Não sou um admirador cego do jesualdo, mas há algo nele que tem vindo a melhorar com o tempo... a análise que tem feito do antes e depois dos jogos.
    É verdade quando ele diz que tem uma equipa nova... é verdade quando ele diz que é preciso que os adeptos se unam e ajudem uma equipa que a cada dia que passa quer ficar mais forte.
    Compreendo que ao contrário dos nossos rivais, queiramos sempre ganhar e jogar bem... mas se não formos pacientes corremos o sério risco de ser o principal rival à nossa equipa.
    Mudanças irão existir sempre... senão ainda jogava o João Pinto, o Semedo e o André...

    Considero o Sapunaru um bom defesa... que infelizmente ainda não ganhou o ritmo necessário para ser fundamental na equipa.

    Já o Cristian, o Fernando (lá está) e o Rolando parecem já jogadores há muito habituados ao Porto.

    Acho que, Sim... devemos exigir muito à nossa equipa... mas também devemos ser pacientes...


    NOTA:
    Hoje li algures que não se esperava outra coisa do Sporting que não uma derrota em Camp Nou.

    Quantos de vocês aceitariam ler isto do Porto????

    É esta diferença que faz de nós grandes!!!!

    ResponderEliminar
  9. A minha visão é que o Fernando não cumpriu na fase crucial da partida, ou seja, quando os turcos se encontravam a exercer grande pressão sobre a defensiva portista. Obviamente que o Brasileiro cumpriu quando o Porto se encontrava em ataque continuado (pudera!), mas na fase em que o Porto necessitava de recuperar a bola, sair a jogar, renovar os índices anímicos, o Fernando mostrou falta de maturidade e de profundidade, efectuando diversos passes disparatados, e sem a clarividência que a posição assim o exige. Também as alas estiveram terríveis (independentemente da qualidade dos atacantes turcos), pois foi evidente a facilidade com que a bola era colocada no coração da área portista. Basta vermos que só por mera sorte o empate não aconteceu (um dos lances foi simplesmente de cortar a respiração).

    Julgo que o Porto entrou muitíssimo bem, mas que o resultado é extremamente enganador, pois a realidade é que todo o segundo tempo foi controlado pelos turcos, tal era o receio portista em pegar na bola e sair a jogar. Esta partida fez-me lembrar de certo modo o Portugal x Dinamarca. Se o FC Porto tivesse perdido, como poderia muito bem ter sucedido, hoje só estaríamos a ler críticas negativas, como isso não sucedeu, há muitos elogios para distribuir. Essa contudo não é a forma mais correcta de abordar uma partida, e neste jogo, há bem mais aspectos negativos do que positivos a apontar.

    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Ainda nao tive oportunidade para ver o jogo mas vi o lance dos golos.
    E possivel que o Sapunaru tenha dado barraca em outros lances, mas neste lance nao sou da opiniao que ele tenha sido ultrapassado ou que tenha deixado o adversario fazer o cruzamento a vontade, ja que o turco vendo que nao consegue ultrapassar o defesa faz um cruzamento de "ultina instancia" em carrinho que talvez por acaso vai parar a cabeca de um turco que estava muito mal marcado. A culpa do golo e dos homens que estavam a fazer as marcacoes tanto a esse jogador como aquele que acabou por marcar.
    Nos livres do Roberto Carlos que pude ver tambem notei problemas serios de marcacao.

    ResponderEliminar
  11. Na minha opinião o Fernando é jum jogador à Porto,com garra,técnica que está no caminho certo.Espero que não seja queimado.A equipa tem de melhorar na capacidade de passe,de conseguir surpreender o adversário mesmo quando está em dificuldades...mas ai o dedo do treinador é fundamental...
    Saudações Portistas
    dj duck

    ResponderEliminar
  12. É sempre possivel analisar qualquer facto a partir de dois pressupostos. Um é valorizar os aspectos negativos, o outro é valorizar os positivos.
    No jogo de ontem, como em todos os jogos, houve os dois lados, mas concluir que "há bem mais aspectos negativos do que positivos a apontar", na minha opinião, (que não passa disso mesmo, uma opinião) é profundamente errado e até injusto para a equipa.
    O Fernando não fez uma partida perfeita? Não mostrou a maturidade e clarividência do Paulo Assunção? É evidente que não, nem o poderia fazer. Onde estava o Paulo Assunção com a idade dele? Eu acho que o Fernando tem potencial para ser melhor ainda que o Assunção. É mais forte fisicamente, mais alto, mais rápido e para a idade, demonstra uma maturidade surpreendente. Concordo que o Rolando é um excelente jogador, e poderá vir a ser mais um dos grandes centrais dos que estamos habituados a ver no Porto, mas para já, ainda não o é, também, tal como o Fernando, denota, naturalmente, alguma insegurança nos momentos de maior aperto.
    Quanto aos crucificados laterais, eu também acho que, neste momento o Fucile, não sendo um grande lateral, apesar de tudo oferece mais garantias de segurança, mas matá-los ao fim de dois ou três jogos, parece-me manifestamente exagerado, de resto, pergunto; quanto tempo andou o Bozingwa e o próprio Fucile, até se imporem como bons laterais?
    Relativamente ao massacrado (pelos adeptos, e até com os colegas tem azar) Mariano, não fez um bom jogo, mas será que alguém ousará questionar a sua entrega? O seu espirito de luta?. Mesmo não jogando bem, não terá sido mais eficaz a evitar os cruzamentos perigosos do Roberto Carlos, do que o Hulk quando entrou?
    Enfim... acho que os jogos devem ser analizados pelo que foram e não pelo que poderiam ter sido. Ainda bem que o Rui Zamith falou no jogo Portugal/Dinamarca, que foi uma partida muito bem jogada, mas o resultado foi o que sabemos, ao contrário, o Porto/Fenerbache, com todas as deficiências técnico/tácticas, traduziu-se numa excelente vitória, que nos permite sonhar.
    O jogo de ontem reforçou em mim a convicção de que este ano temos uma equipa com potencial para ir muito longe, mas necessita de tempo e paciência.
    Eu não assobio, mas aceito que outros utilizem essa forma de manifestar o seu desagrado, quando em jogos fáceis os jogadores mostram falta de empenho ou desplicência ( Exp. Porto/Nacional da época passada), agora em partidas decisivas, como na Liga dos Campeões, não posso deixar de me indignar. Há sócios do Porto que vivem na Lua. Acham que o Porto deveria ser todos os anos campeão europeu.

    Saudações portistas

    ResponderEliminar
  13. fui só eu q não gostei nada, mesmo nada, deste FCPorto a jogar???


    os turcos eram mancos...mesmo mancos...

    ResponderEliminar
  14. Bom resultado exibição razoável ..
    Síntese:

    Gostei:
    .Primeiros 25 Minutos
    .Rolando
    .Fernando
    .Lucho ( como sempre )
    .Roberto Carlos ( se cá tivesse era titular de longe , mesmo com 35 )

    Não Gostei
    .Fenerbahçe ( fez muito pouco )
    .Lisandro ( estará a perder a humildade que o catapultou ( facilita , não pressiona como antes etc etc )
    .Sapunaru ( já disse , o pior do Porto em todos os jogos oficiais )
    .Helton ( a par com o Sapunaru )
    .Público do Dragão ( péssimo como custume , assobiar um jogador que acaba de entrar e perde uma bola ( Hulk ) , assobiar o Mariano ( que detesto, digo já) mas assobiar ?? Não deveriamos apoiar o jogador e incentivar ?? Assobiar o Benitez que tem de melhorar o passe, mas não comprometeu ?? Assobiar o facto de uma equipa em construção não dominar 90 min ?? è que cada vez que o adversário rematava se assobiava como que isso não podia acontecer ..

    Portanto , totalmente ao lado do treinador e da equipa ..

    PS. Pessoal do assobio todos po caralho !!!

    ResponderEliminar
  15. "que faltará a este Porto"?....vontade dos adeptos disfrutarem daquilo que ele oferece!

    ResponderEliminar
  16. Acho que neste momento é uma vergonha, o que alguns adeptos fazem à equipa que deveriam estar a apoiar e incentivar.

    Para mim, o pior do jogo e dos 50 minutos do "ai jesus" foi o público, que passou a vida a assobiar e a protestar. Nunca pensei que houvesse tanto frustrado naquele estádio.

    Faltou o Quaresma para o assobaiarem, escolheram agora o Hulk e Benitez.

    Quem estourou e complicou o jogo do FCP no meio campo, foi o V/amigo Meireles. Vejam os últimos 10 minutos de jogo na selecção e foi a mesma coisa. Mas até agora só batem nos que ainda estão a aprender.

    GANHAMOS,,,,porrra GANHAMOS, contra os turcos e contra os falhados que se vestem de azul e assobiam o FCP.

    Tomara eu que o FCP ganhe os jogos todos a sofrer, mas que os ganhe.
    É festa pela certa.

    No final, um turco perguntou-me se era este o ambiemte normal no estádio.
    Nem lhe consegui explicar que havia alguns frustados e raivosos vermelhos disfarçados de azul. Foi confusão a mais para a sua cabeça.
    Diz ele que na Turquia, puxam pela equipa até apagarem as luzes do estádio e mesmo que percam o jogo. Diz ele que é, para "puxar" a sorte para as suas cores.

    Foi triste.

    Felizmente a equipa e o treinador perceberam que não podem contar com o incentivo do público, e nos últimos minutos o desgraçado do defesa direito, mostrou que têm raça e em esforço passou a bola a outro desgraçado e mal amado, que em arte que dizem não ter, enfiou a bola na baliza.

    Este último, mostrou como se faz quando cara a cara com o guarda-redes, aquilo que outros muito mais idolatrados não conseguiram fazer no ano anterior.

    Foi um final feliz de 2 desgraçados contra metade do estádio.

    Embrulhem.


    Parabéns a todos os elementos da nossa equipa, mesmo os mancos, os fraquinhos os atrasados e os iluminados, bem como ao mãos-de-manteiga, e ao Prof. Pardal.

    Obrigado por esta vitória.

    ResponderEliminar
  17. Dragon 4,

    Com excepção à referência ao Meireles, concordo em tudo com a tua análise.

    Grande comentário!

    ResponderEliminar
  18. Em termos gerais, os assobiadores são os que aplaudem a SAD quando esta é aqui criticada.

    Vai uma aposta?

    Basta ir aos posts anteriores.


    Deviam ter vergonha de assobiar.

    ResponderEliminar
  19. Discordo em absoluto do que foi escrito em relação a Fernando.Fernando foi jogador de todos os escalões das selecções Brasileiras até aos sub 19.Uma atitude irreflectida num jogo da selecção afastou-o por uns tempos.Nessa altura foi contratado pelo Porto.Foi considerado a revelação da pré época em 2007.Fez nessa altura jogos a trinco e lateral direito.Emprestado ao Estrela fez uma excelente época e neste momento é por direito próprio o trinco desta equipa.Não dando muito nas vistas foi muito eficaz anulando as acções de Alex,ganhando inúmeras bolas de cabeça e saindo a jogar sempre bem.Falhou um único passe na 2ª parte.Foi considerado na TSF o melhor jogador em campo, no Jogo um dos melhores, na SportTv também um dos melhores pelo Carlos Brito.
    Como é natural não se pode agradar a todos, mas penso que começa a ser consensual que é o melhor trinco do plantel e jogador com um potencial e futuro enormes.

    ResponderEliminar
  20. discordo intereiramente da apreciação ao trabalho do fernando, para mim foi o melhor em campo a par do lucho

    ResponderEliminar
  21. O que se disse neste Post do Fernando e do Hulk é um absoluto disparate!

    Já que toda a gente aborda o tema do Fernando, eu vou apenas questionar uma coisa em relação ao Hulk. A partir de que momento do jogo o Roberto Carlos gozou de liberdade para atacar, tirar cruzamentos e, consequentemente, os Turcos ficaram mais perigosos?
    Pois é, muita gente aqui criticou o Mariano (que de facto não esteve feliz e pareceu desgastado fisicamente) mas exibiu um rigor táctico irrepreensível. Já o Hulk simplesmente tem Características deveras interessantes, mas ainda não sabe jogar Futebol. Veio para a Universidade certa, é um facto. Agora que aproveite, pois tem imenso trabalho pela frente...

    Aquilo que se refere no Post, da subida de produção do nosso FC Porto tem muito mais significado se referisse a entrada em jogo do Tomás Costa. Este, quando tiver outra auto-confiança na condução de bola, tem potencial para nos ajudar muito no Meio-Campo. O seu raio de acção em jogo é simplesmente gigante, fruto da sua mobilidade. Gosto deste.

    ResponderEliminar
  22. Quanto aos "assobiadores", que não considero menos portistas que eu, sugiro que, no estádio, sempre que alguém ao nosso lado tentar assobiar, deveremos chamar a sua atenção. Deveremos dizer-lhe que com isso não está a ajudar a equipa e que assim as coisas só poderão piorar. Explicar-lhe que tem que ter calma. Que quando estamos "à rasca" é que os jogadores precisam do nosso apoio! Que estamos no estádio para ajudar pois que se fosse só para ver o jogo poderiamos estar no sofá em casa a ver pela tv.
    Aplaudir quando a equipa marca um golo é inútil em termos práticos, pois nessa altura, os jogadores não precisam do nosso apoio para nada.
    Devemos ser activos e pedagógicos, respeitando o vizinho da "seat" :-) ao lado pois ele será com toda a certeza um sofredor de sangue azul e branco... que ferve demais!!!
    Se todos fizermos isso estou certo que os assobios serão drásticamente reduzidos.
    Esclareço que sou crítico em algumas opções que os nossos dirigentes fazem mas NUNCA assobiei a nossa equipa e já vou ao estádio com assiduidade desde 1962, segundo o que está escrito no meu cartão prateado e que espero em breve seja dourado!
    Vamos a isso?

    ResponderEliminar
  23. Não concordo com o comentário que de bom esta partido teve apenas op resultado.

    É verdade que tivemos alguns momentos de aflição, mas também é verdade que o Feberbahçe também os teve e é isso um jogo de futebol.

    Não se pode pedir que se jogue 90 minutos em cima do adversário.

    Vamos dar tempo ao tempo e esta equipa ainda vai dar muitas alegrias.

    marinheiroaguadoce a navegar

    ResponderEliminar
  24. acho engraçado .... nunca vi tanta falta de juizo num blog do porto.

    em resposta a um comentario noutro post :

    então o JF devia mostrar os punhos ao lisandro num meio de um jogo da liga dos campeoes ? o lisandro nao falha por que quer !!! o fucile marcou aquele penalti daquela maneira por que quis ! nao foi ele que falhou a bola.

    é assim tão dificil de compreender ?

    sinceramente já não há pachorra.

    e os turcos são mancos ?!

    incrivel...... o porto é o novo benfica ...

    "no meu tempo" ... o porto éra significado de humildade , trabalho e seriedade.

    hoje em dia tou a ver que é significado de adeptos mimados e arrogantes...

    assim não dá

    para quem ainda não percebeu : do outro lado estão 11 jogadores de alta qualidade. só não fizeram mais por que o porto não deixou !

    ainda há muito trabalho pela frente, mas foi um bom resultado e um bom teste. precisamos seriamente de um sapunaru mais certo e seguro.

    que venha o rio ave, e que tudo corra bem ao fcp.

    ResponderEliminar
  25. Mas que raio tem isso a ver com aquilo que eu referi em relação à desigualdade de tratamento?!? E que lógica é essa do querer e o outro não querer?!? Santa Paciência, que absurdo! Ainda por cima o Fucile fez golo e o Lisandro não, o que ainda é mais curioso. Parece que ali já se adivinhava o que Jesualdo estava a pensar fazer ao Uruguaio... Mais uma vez te digo, que depois és dos primeiros a vir dizer que o Jesualdo não tem mãos nos "Quaresmas"...

    Desde quando referi que os Turcos são «Mancos» ou lá o que seja? Realmente tens razão, nunca vi tanta falta de juízo junta e, de facto, não há pachorra para tanta falta de conhecimento de Liderança de Grupos e dos comportamentos de cada Elemnto de Grupo em si.

    Quanto a essa do «Benfica» é engraçado que, cada vez que falas dizes essa porcaria. Dá ideia que estás sempre com essa coisa horrível na «boca» (ou nos dedos, neste caso). Lá sabes porquê...

    Convence-te que criticas sempre houveram, continuarão a haver e, ainda bem, que pelo menos numa coisa estamos juntos, na Paixão que temos pelo mesmo Clube. No resto, temos forma de ser e estar muito diferentes e essa "do teu tempo" é a mais engraçada. De facto, mimo e arrogância é coisa que estás a demonstrar, pelo menos, nesses breves comentários. Autêntica «Virgem Ofendida»...

    É curioso que ninguém pode vir fazer uma crítica construtiva, que logo aqui é apelidado de tudo e mais alguma coisa. Graças a Deus que conseguimos ver coisas Positivas e Negativas, mesmo em tempos de Vitórias, pois de outra forma estaríamos mais do que entregues à Monotonia generalizada, muito própria da maioria das pessoas que vão ao Dragão, única e exclusivamente para ver o FC Porto ganhar, completamente acomodados.

    ResponderEliminar
  26. Não concordo com várias coisas deste post.
    Os turcos, "mancos" são só a mesma equipa que no ano passado chegou aos quartos-final da champions (o nosso clube não) e que nesses quartos-final caiu de pé e com um bocado mais de experiência teriam conseguido passar a elminatória.
    O Fernando está longe de ser um novo Paulo Assunção, até porque não tem a mesma idade, experiência nacional e internacional e mais importante que tudo porque não tem de ser igual ao Paulo Assunção. Ele é o Fernando é um dos bons jovens que o F.C. Porto dispõe no plantel que ao longo desta época vai se afirmar e tornar-se aos poucos e poucos mais um grande jogador de futebol que vamos ter o prazer de ver actuar no Dragão e por essa Europa fora. Força Fernando.
    O Sapunaru neste momento ainda não é um defesa à Porto mas penso que com o tempo ele vai lá, porque de vez em quando ele já demonstra algumas qualidades, a raça de que os Portistas gostam de falar, como foi o caso no terceiro golo do F.C. Porto que noa abriu um largo sorrisono final do jogo.
    Já o Hulk, continua a pensar que a bola é dele (alguém ofereça uma bola ao rapaz)e com isso destabiliza a equipa e faz perder alguns lances de ataque. Penso que aquele golo espéctacular contra o Belenenses lhe fez mais mal do que bem, pois ficou a pensar que ia ser assim todos os jogos e golos daqueles só aparecem de vez em quando.
    Foi um bom jogo, com bastante sofrimento e sobretudo com esperança de que num futuro próximo teremos uma grande equipa outra vez.

    SAUDAÇÕES PORTISTAS

    P.S. Eu pensava que quem tinha marcado o golo tinha sido o Guiza e não o Alex.

    ResponderEliminar