20 setembro 2006

Jardigol

Mário Jardel foi, para mim, um dos melhores pontas-de-lança que passou pelo FCPorto, ou pelo menos que eu vi jogar. Sim, ponho-o ao nível do Fernando Gomes, do Domingos ou do Kostadinov (grandes jogadores que também vi jogar no velhinho Estádio das Antas). Durante os 4 anos que esteve no clube aprendi a admirá-lo, se não fosse por mais nada, pelos sucessivos golos que fazia. Os seus golos ainda hoje trazem saudades.
À maneira tosca como jogava respondia com golos, à falta de jeito para o domínio e controlo da bola respondia com golos, ao fraco poder de finta respondia com golos. Golos, golos e mais golos, era o que sabia fazer melhor e ainda por cima com muita frequência.
Ainda me lembro do primeiro jogo em que o vi jogar, em Milão contra o AC Milan (clube a quem nunca ganhávamos) e que ele entrou e marcou dois golos que nos deram a vitória.
Lembro-me de um golo que o vi marcar e que para mim ainda continua a ser o melhor golo que vi (pelo menos ao vivo) desde sempre. Um golo marcado ao Farense no Estádio das Antas. O Capucho pouco depois do meio campo faz um lançamento largo para a entrada da área e Jardel de primeira e sem deixar cair a bola no chão “enfia uma bomba” na baliza do surpreendido guarda-redes do Farense. Um golasso que jamais esquecerei. (Podem ver em baixo o pequeno video que encontrei desse golo)

Mas mais existem, quem não se recorda de um que marcou na Luz ao Preud’homme, em que pára de peito à entrada da área e fuzila as redes?
Jardel queria “voar” na Europa. Voou para o Galatazaray e disse para mim mesmo que sempre o admiraria e acompanharia a sua carreira estivesse ele onde estivesse. Ainda me lembro de ver a supertaça europeia entre o Galatazaray e o Real madrid. Era o primeiro jogo do Jardel pelo seu novo clube e o Galatazaray ganhou... com dois golos do Jardel, um deles golo de ouro que era como se podiam resolver os prolongamentos na altura.
Quando voltou a Portugal fez a pior opção possível, ou fizeram por ele, não veio para o FCPorto e foi para Lisboa, onde lhe chamaram de SuperMário. E foi super, mas apenas por pouco mais de um ano, já que se perdeu completamente por lá. Acompanhei o que achei ser o fim dele com muita tristeza.
Sempre achei que ele era uma criança grande. Agora é com felicidade que o vejo a fazer o que mais gosta novamente que são golos. Força Jardel, espero que finalmente tenhas ganho juízo e que sejas muito feliz, mas só quando não jogares contra o FCPorto.
«Espero ser bem recebido. Fiz uma belíssima campanha pelo F.C. Porto. Espero fazer um bom jogo e ver o que vai dar. Foi o clube que me trouxe para a Europa, tenho um carinho imenso pelo clube. É sempre um jogo especial. Vou regressar à minha primeira casa em Portugal e ver pessoas que não vejo há muito tempo.» Mário Jardel sobre o seu regresso de agora ao Porto.
Por mim serás aplaudido.
PS: Ao fim de três dias parece estar encontrado o melhor jogador do Naval-FCPorto para os leitores do blog. Marek Cech é considerado o "MVP" do jogo com 38% (11 votos), ficando o segundo e terceiro lugar respectivamente Bosingwa com 21% (6 votos) e Quaresma com 17% (5 votos). Mas ainda não vou fechar a votação, têm ainda até ao próximo jogo para alterar a situação.

13 comentários:

  1. Estou convencido que éra a falta de jeito que fazia com que ele marcasse esses e outros grandes golos, porque como tinha medo que a bola tivesse picos tratava de a despachar imediatamente com remates que deixavam os guarda-redes pregados ao chão.

    ResponderEliminar
  2. Mas mesmo assim alvaro ele tinha (tem) o intinto matador e o que é certo é que acertava vezes demas para quem só tinha medo da bola.

    De qq maneira fiquei sem saber o que farias (farás) se estivesses no Dragão.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Zirtaev... somos 2... eu por mim, na 6ª feira, vou lá estar e irei aplaudi-lo e prestar-lhe o tributo que merece pelas alegrias que nos deu em tempos não tão remotos... espero bem é que se sinta constrangido por estar a ser adversário do Grande FCP e faço um ZERO completo enquanto estiver em campo.
    Alvaro... acredita que até percebo o alcance das tuas palavras, mas acredita, o homem tem FARO de golo que é uma coisa louca... ele até de CÚ marcava golos... era de uma eficácia gritante... tivesse a bola picos ou não... entendes?... para que interessa um PL que faça coisas muito bonitas e tal, mas que na hora da verdade, mate as pombas todas que sobrevoam a trave da baliza?... para nada, não é?... a um PL pede-se golos, e ele fazia-o como mais ninguém!!... esperemos que tenha desaprendido, senão... rsss
    aKeLe aBrAçO
    http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Eu estarei lá a aplaudir o Super Mário...de pé.

    Nenhum portista pode deixar de o fazer, para mim o melhor ponta de lança que passou pelo FCP.

    Se ele estiver bem até Dezembro, por mim ia lá buscá-lo e dava em troca o Sokota, B. Moraes, Postiga, Alan, Tarik e o Jorginho... dava a escolher ao Inácio.

    Será que ele trocava??

    ResponderEliminar
  5. Plenamente de acordo.
    Ainda não sei se lá estarei, mas se estiver aplaudirei o Mário Jardel.
    O reconhecimento pelos atletas que dignificaram a camisola do nosso clube sempre foi algo que os adeptos do NOSSO clube tiveram bem presente.
    E depois sempre convirá recordar que o homem fazia golos de qualquer jeito e feitio!

    ResponderEliminar
  6. Exactamente quintino, é uma questão de reconhecimento pelos jogadores que dignificaram as nossas camisolas.

    Consegui no youtube o video do golo contra o farense de que falo no post, vou colocar apenas o link, já que não consigo colocar o video aqui. Deliciem-se: http://www.youtube.com/watch?v=PWwbBBIrAOo

    Logo que consiga colocá-lo no post faço-o.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  7. Mário Jardel é realmente do melhor que passou pelo nosso clube em termos de ponta-de-lança.
    Um jogador com instinto de baliza completamente impressionante.
    Tal como já aqui disseram, marcava de todas as maneiras e feitios. Mesmo quando já ninguém acreditava, como aquele golo na Alemanha ao Bayern nos quartos-de-final da Champions, entre tantos outros.
    Na sexta vou lá estar e vou aplaudí-lo como um portista reconhecido.

    Um Abraço,
    Tripeiro
    http://anti-lampiao.blog.sapo.pt

    ResponderEliminar
  8. Mário Jardel é realmente do melhor que passou pelo nosso clube em termos de ponta-de-lança.
    Um jogador com instinto de baliza completamente impressionante.
    Tal como já aqui disseram, marcava de todas as maneiras e feitios. Mesmo quando já ninguém acreditava, como aquele golo na Alemanha ao Bayern nos quartos-de-final da Champions, entre tantos outros.
    Na sexta vou lá estar e vou aplaudí-lo como um portista reconhecido.

    Um Abraço,
    Tripeiro
    http://anti-lampiao.blog.sapo.pt

    ResponderEliminar
  9. Já vi Domingos, também Kostadinov, mas nunca houve alguém depois do Jardel. O Pena ainda nos enganou, o McCarthy rendeu 2 anos mas nunca ao nível do Jardel. 30 golos em 96/97, 33 em 97/98, outros tantos em 98/99.... mas sabem... por muito que ele tenha dado ao clube e feito o Porto crescer, também nunca me hei-de esquecer no dia em que ele foi para o Sporting (bem sei que foi o Octávio que não o quis no Porto), ou ainda pior, no dia em que ele disse que o sonho dele sempre foi jogar no Benfica. Agora engole em seco e fala outra vez no Porto com brilho nos olhos.
    Pá, respeito o JArdel pelo que ele fez no Porto e mesmo no Galatasaray, mas nunca mais vou engolir tudo o que ele fez depois de sair daqui....

    ResponderEliminar
  10. Pedroz, a inteligencia nunca foi o forte do Jardel e sempre foi muito influenciavel. E tb não duvido nada que essa frase em relação aos lampiões sejam daquelas parangonas dos jornais tiradas de frases do género "o benfica é um clube grande toda a gente quer jogar no benfica". Parece que não sabes como são os Jornais.

    Por outro lado, a vida do Jardel ligada ao Porto é muito forte, nasceram cá os dois filhos dele e não duvides que foi aqui que foi mais feliz.

    Não é uma questão de engolir, asneiras todos fazem e depende muito de quem aconselha, é uma questão reconhecer e agradecer as alegrias que nos deu.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  11. Para mim o Jardel foi o melhor (em eficácia) avançado que passou pelo F.C.P.

    http://rascordonline.planetaclix.pt

    ResponderEliminar
  12. Zirtaev eu tive a sorte de presenciar o golo de letra, após passar por cinco adversários, contra o União de Tomar (penso eu). esse sim foi para mim o melhor golo, de seguida o da Luz (recebe de peito, levanta a bola sobre Bermudez de peito ainda e fulmina PreudHomme), como esse golo que mencionas do Farense lembro-me que ele marcou um idêntico mas no vértice contrário da grande área (penso que com o beira-mar).
    De facto um grande ponta-de-lança, um homem que foi abusado por ter coração de criança.

    P.S. as imagens ainda não tive oportunidade de as ver, depois digo algo.

    ResponderEliminar
  13. Se é portista visite este forum :

    http://www.setbb.com/fcp/

    ajude esta comunidade crescer.... Participe....

    FCP FOREVER

    ResponderEliminar