17 setembro 2014

Argumento choroso

Podia ter começado pelo ambiente e sentimentos contraditórios, mas eles perguntariam quem é a contradita, por não a conhecerem, não se habituaram. Mas deixo para o fim, que o Porto está prestes a entrar na Champions onde alguns esperavam que não coubesse. O Lille era fraco, hoje é líder isolado em França e o Porto passou ao Pote 1 do sorteio. Mil e uma desconfianças das avestruzes do costume, milhões de reticências sobre méritos e capacidades, balões de oxigénio para os mentirosos que argumentaram com pormenores para esconderem que o FC Portto foi miseravelmente roubado em Guimarães. Esses todos, ontem, eram a imagem da consternação. Não sei se morreu outra vez Eusébio ou só o motorista do autocarro ou mesmo algum adepto como em Alvalade no sábado a ver a tristeza que se sabe. Mas a comentadeirice só não trazia gravata preta: estava lá o choro, a comiseração, mas também a crença na ressurreição e pelo menos a esperança na Liga Europa. Os adeptos aplaudiam o artista morto, mas os dignitários presentes nas exéquias exalavam a sua tristeza e pesar. Deu pena. Hoje estarão à espera do reabilitado Sporting. E, de novo, torcendo para que o Porto bata na parede bielorrussa. BATE foder!

Sem comentários:

Publicar um comentário