22 setembro 2014

Portanto...

Na jornada anterior foi a variante entre Capela e Paulo Baptista. Os auxiliares ajudam, porque estão ali para isso. De resto, nem houve menção à "jarra" para onde foram banhados os inocentes do trio de Guimarães, cada qual com o seu pecado para lavar vivificamente, até à próxima traquitana.
Esta foi a noção, o conceito, o estipulado e o rigor de lei entre Luís e Jorge Ferreira, duo de luxo pouco distinto mas, à semelhança da época passada, com importantes encomendas em carteira.
A arbitragem está bem e recomenda-se.
Há quem diga: muito melhor do que há 30 anos.
E, contudo, dificilmente se apresenta uma arbitragem de há 30 anos que poupasse jogador da equipa A e expulsasse jogador da equipa B por motivo idêntico. Só hoje dei conta da disparidade, depois da linha do fora-de-jogo e contando com um penálti generoso agora outorgado por lei quando outros não são marcados, do rigor disciplinar dos senhores Ferreira, cuja fama os levará longe mas duvido que nunca a internacionais, como o Paulo Baptista nunca chegou.
Ou que ficassem dois, três e até mesmo quatro penáltis por marcar num jogo.
Ou que inventassem penálti contra uma equipa que depois tivesse um golo limpo invalidado sem razão.
Há 30 anos despontavam os Lucílios, Vítores Pereiras, Paulos Baptistas, Duartes Gomes, Elmano Santos. E tiveram seguidores: João Capela, Bruno Paixão, Hugo Pacheco, Vasco Santos.
 
O que é que ainda não se viu, se até os porcos andam de bicicleta?

Bem, actualizando, esta noite calhei de ver os resumos do jogo da Luz. Nem na RTP nem na TVI passaram a agressão de Enzo Perez a um jogador do Moreirense. Nem um árbitro-auxiliar viu. Não se viu, não há notícia; falam disso mas o que não se vê não existe. Também dizem que há 30 anos a Informação não era tão boa e fresca como agora...
 
Mais vale fazer as coisas por outro lado. O clássico de 6ª feira é só mais um. Mas como ainda ninguém levantou a voz contra a pouca-vergonha, qualquer árbitro estará satisfeito com a nomeação para Alvalade. Até o Proença... depois do que fez nas visitas do Porto à Luz e ao Sporting.

Sem comentários:

Publicar um comentário